violência no namoro

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Espanha. Grupo 'La Manada' libertado sob fiança de seis mil euros Esta quinta-feira o Tribunal de Navarra decretou que os cinco homens seriam libertados, na condição de pagarem, cada um, uma caução de seis mil euros. O grupo de cinco homens conhecidos como La Manada (A Manada) foi esta sexta-feira libertado sob caução. O Tribunal de Navarra […]

Ação de Sensibilização Agentes Educativos: Violência no Namoro

27 Junho, 2018
/ / /
Comments Closed

Violência no Namoro: Como intervir na Escola e na Sala de Aula | Ação Gratuita

O Projeto CHEGA – Prevenção/Intervenção na Violência no Namoro/Doméstica e (Des)Igualdade de Género - cofinanciado pelo Programa Operacional de Inclusão Social e Emprego – POISE - Portugal 2020 – vai realizar uma Ação de Sensibilização para Agentes Educativos no domínio da Violência no Namoro/Género que será realizada no Colégio La Salle em Barcelos, no dia 10 de julho, entre as 09h e as 12h.
O Projeto CHEGA vai realizar uma Ação de Sensibilização para Agentes Educativos no domínio da Violência no Namoro/Género que será realizada no Colégio La Salle em Barcelos, no dia 10 de julho, entre as 09h e as 12h.
Esta ação tem como população alvo professores, pessoal não docente, técnicos de instituições, estudantes, entre outros profissionais interessados na temática, tendo como objetivo facilitar a consciencialização e asensibilização relativamente à violência de género/namoro e promover uma melhor compreensão do fenómeno, das dinâmicas e processos associados, dotando os agentes educativos de diferentes formas e estratégias de intervenção junto dos jovens assumindo-se como um elemento pertinente na capacitação destes, salientando as estratégias de perceção, aquisição e desenvolvimento de competências de despistagem e atuação perante situações de violência no namoro por parte dos jovens.
Apesar de trata-se de uma ação gratuita é necessária a realização de inscrição prévia para assegurar a vaga neste evento. 
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.373 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 
Read More

Presidente da República promulga diploma que penaliza os crimes de violência no namoro

14 Março, 2018
/ / /
Comments Closed

Presidente da República promulga diploma que altera o Código Penal reforçando a penalização dos crimes cometidos numa relação de namoro

Com a promulgação do diploma, as relações de namoro, presentes e passadas, passam a ter um tratamento penal agravado, idêntico ao previsto para os cônjuges e ex-cônjuges.
De acordo com os dados do Relatório Anual de Segurança Interna de 2016 a proporção mais elevada de casos de violência física registou-se nas situações de violência no namoro (86%).
O Presidente da República promulgou, na passada sexta-feira (9 de março de 2018), o diploma da Assembleia da República que procede à quadragésima quinta alteração ao Código Penal, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 400/82, de 23 de setembro, integrando na previsão de qualificação do homicídio os crimes cometidos no âmbito de uma relação de namoro.
 
Com a promulgação do diploma, as relações de namoro, presentes e passadas, passam a ter um tratamento penal agravado, idêntico ao previsto para os cônjuges e ex-cônjuges.
Tendo sido alertada a alínea b) do n.º 2 do artigo 132.º do Código Penal, passando a ter a seguinte redação:
Artigo 132º do Código Penal
b) Praticar o facto contra cônjuge, ex-cônjuge, pessoa de outro ou do mesmo sexo com quem o agente mantenha ou tenha mantido uma relação de namoro ou uma relação análoga à dos cônjuges, ainda que sem coabitação, ou contra progenitor de descendente comum em 1.º grau;
 

De acordo com os dados do Relatório Anual de Segurança Interna de 2016 a proporção mais elevada de casos de violência física registou-se nas situações de violência doméstica entre namorados/as (86%).
Também o mais recente estudo nacional da UMAR (2018) alerta para as elevadas taxas de vitimação e, sobretudo, de legitimação da violência. A maior parte dos/as jovens (68,5%) considera como natural alguns dos comportamentos que configuram a violência no namoro.
Por último, o Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro em contexto Universitário, promovido pela Associação Plano i, mostra que mais de metade dos/as inquiridos/as foi vítima de violência no namoro (56,6%) e 37% admitem já tê-la praticado.

 

Os dados demonstram que é necessário intervir e criar mecanismos de combate ao fenómeno da violência doméstica em contexto de namoro, entre namorados(as) e / ou ex-namorados (as), em particular nos casos que culminam em homicídio.
Por isso, urge através da repressão criminal combater a violência no namoro, atendendo às possíveis consequências, nomeadamente a prevalência da violência doméstica na vida adulta.
 A associação ACEGIS congratula-se pela promulgação do presente diploma e pela igualdade no tratamento legal de todas as formas de violência doméstica, através da equiparação, da prática de crime de violência doméstica, das relações de namoro às relações conjugais.
Relatório Anual de Segurança Interna (2016)
Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro em contexto Universitário: Crenças e Práticas 2017-2018
Projetos de lei n.º 688, 689 e 690/XIII (3.ª)
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.373 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Ação de Sensibilização para Agentes Educativos sobre Violência no Namoro

12 Março, 2018
/ / /
Comments Closed

Ação de Sensibilização para Agentes Educativos sobre Violência no Namoro

Ação de Sensibilização para Agentes Educativos (pessoal docente e não docente) em Esposende sobre Violência no Namoro, 13 de março entre as 16h e às 19h, Escola Secundária Henrique Medina.
A SOPRO e o Projeto CHEGA, em parceria com o Centro de Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende (CFAE) e com a Escola Secundária Henrique Medina, vai dinamizar uma Ação de Sensibilização para Agentes Educativos (pessoal docente e não docente) em Esposende sobre Violência no Namoro, no próximo dia 13 de março entre as 16h e às 19h.
Esta ação tem por objetivos sensibilizar agentes educativos, professores/as e pessoal não docente, para a Prevenção e Combate à Violência de Género/Violência no Namoro, assumindo-se como um instrumento indispensável para promover a erradicação deste tipo de violência.
Trata-se de uma ação gratuita mas que necessita de inscrição prévia para assegurar disponibilidade de espaço na sala. As inscrições podem ser realizadas através dos seguintes contactos:
Email: chega@sopro.org.pt | Telefones: 253 837 259 / 963 667 175 / 965 659 916
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.373 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Violência no Namoro: a necessidade de quebrar o ciclo da violência

14 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Violência no Namoro: a necessidade de quebrar o ciclo da violência

Dois estudos revelam uma realidade preocupante que exige uma intervenção mais precoce face à probabilidade de as atuais vítimas de violência no namoro se tornarem, mais tarde, vítimas de violência doméstica.

Prevenir e sensibilizar, face à forte probabilidade de que as atuais vítimas de violência no namoro se tornarem, mais tarde, vítimas de violência doméstica.

No Dia dos Namorados procuramos alertar e dar visibilidade à problemática da violência no namoro. Salientando a importância da prevenção e sensibilização para a violência no namoro, atendendo às possíveis consequências, nomeadamente a prevalência da violência doméstica na vida adulta.

Violência no Namoro - Indicadores

68,5% dos/as jovens aceita pelo menos um comportamento de violência como natural
O mais recente estudo nacional da UMAR (2018), com uma amostra de cerca de 4600 jovens e uma média de idades de 15 anos, alerta para as elevadas taxas de vitimação e, sobretudo, de legitimação da violência.
A maior parte dos/as jovens (68,5%) considera como natural algum dos comportamentos que configuram a violência no namoro.

 
56,5% dos estudantes universitários/as foram expostos a pelo menos uma forma de violência
Um estudo sobre violência no namoro em contexto universitário, promovido pela Associação Plano i,  mostra que mais de metade dos/as inquiridos/as foi vítima de violência no namoro e 37% admitem já tê-la praticado.

Mais de metade dos casos (56,5%) dos/as jovens foram expostos a pelo menos uma forma de violência no namoro. A forma mais frequente de violência no namoro é a violência psicológica — presente em 90,6% dos casos reportados ao Observatório.
Em 10,9% das situações, as vítimas foram ameaçadas de morte por namorados/as ou ex-namorado/a.
Estes são alguns dos resultados do Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro, no âmbito do Programa UNi+ — Prevenção da Violência no Namoro em Contexto Universitário, promovido pela Associação Plano i.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.373 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Seminário Final do Programa UNi+ | 14 de Fev., Porto

31 Janeiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Seminário Final do Programa UNi+ | APi - Associação Plano i

Realiza-se a 14 de fevereiro, no Instituto Universitário da Maia - ISMAI, o Seminário Final do Programa UNi+ - Prevenção da Violência no Namoro com Contexto Universitário -, promovido pela APi - Associação Plano i e financiado pela Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade.

14 de fevereiro, no Instituto Universitário da Maia - ISMAI. Entrada livre mas sujeita a inscrição.

Seminário Final do Programa UNi+ | APi - Associação Plano i

Realiza-se a 14 de fevereiro, no Instituto Universitário da Maia - ISMAI, o Seminário Final do Programa UNi+ - Prevenção da Violência no Namoro com Contexto Universitário -, promovido pela APi - Associação Plano i e financiado pela Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade.
No evento serão apresentados os resultados do Programa UNi+, bem como discutidas questões teóricas e práticas associadas à prevenção da violência no namoro e à intervenção junto das vítimas.
Estarão presentes especialistas de reconhecido mérito, bem como representantes de entidades que desenvolvem trabalho na área.
Será também lançado o livro Violências no Namoro, o qual reúne contributos de diferentes autoras e autores.
O evento conta com a presença da Sra. Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade e da Sra. Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

A entrada é livre, mas sujeita a inscrição até 12.02.18.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

45 Cartas Educativas em 4 Áreas Temáticas: Cidadania, Direitos Humanos, Direitos da Criança e Ambiente.

Se educarmos as nossas crianças nos valores da cidadania, da igualdade, da liberdade, dos direitos humanos, da tolerância e da paz, podemos ajudá-las a tornar-se na geração que mudou o mundo!
Read More

Gabinete de Apoio a Vítimas de Violência no Namoro

29 Junho, 2017
/ / /
Comments Closed

Gabinete de Apoio a Vítimas de Violência no Namoro O Gabinete é promovido pela Associação Plano i e destina-se a prestar apoio psicológico a estudantes universitárias/os, vítimas ou ex-vítimas de violência no namoro. As consultas são gratuitas e prestadas por psicólogas/os especializadas/os. Gabinete de Apoio a Vítimas de Violência no Namoro No âmbito do Programa […]

Read More

Projeto CHEGA: Contra a Violência no Namoro e Intervenção na Violência Doméstica

11 Abril, 2017
/ / /
Comments Closed

Projeto CHEGA: Contra a Violência no Namoro e intervenção na Violência Doméstica Prevenção/Intervenção na Violência no Namoro/Doméstica e (Des)Igualdade de Género. SOPRO ONGD – Solidariedade e Promoção O CHEGA é um projeto cofinanciado pelo POISE no âmbito da Tipologia de Operação 3.16 – Apoio Financeiro e Técnico a Organizações da Sociedade Civil sem Fins Lucrativos, […]

Read More

Apoio a Projetos de combate à violência no namoro

16 Fevereiro, 2017
/ / /
Comments Closed

Linha de financiamento para apoiar projetos de combate à violência no namoro

Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade anunciou esta terça-feira uma linha de financiamento para apoiar projetos de federações e associações de estudantes dedicados ao combate à violência no namoro no valor de 50 mil euros.
Combate à violência no namoro e estereótipos de género vão passar a ser temas abordados nas escolas.
 

 Combate à violência no Namoro abrange 15 mil jovens em todo o País. 
A Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, apresentou esta terça-feira (14 fevereiro) sete projetos de combate à violência no namoro, dirigidos a mais de 15 mil jovens em todo o País. Para esta meta, o Governo alocou 650 mil euros.
«Temos de ir mais longe» e «ter campanhas de divulgação que sejam impactantes, pensadas de jovens para jovens, que permitam combater este flagelo», afirmou a Secretária de Estado.
Em paralelo, o Governo lançou uma linha de financiamento para apoiar projetos de federações e associações de estudantes dedicados a esta área.
Com o valor total de 50 mil euros, esta linha prevê atribuir a cada projeto candidato um máximo de 5 mil euros.
Esta linha de financiamento insere-se numa campanha mais global lançada em setembro, intitulada «Mudar de Curso», que teve como primeira fase a divulgação de um vídeo sobre violência no namoro nas festas promovidas pelas associações e federações académicas.
Estratégia nacional para a cidadania
Combate à violência no namoro e estereótipos de género vão passar a ser temas abordados nas escolas, abrangendo desde o ensino pré-escolar ao 12.ª ano.
Sublinhando a importância da prevenção e consciencialização das questões da violência no namoro e estereótipos de  género, e da educação para a cidadania, crianças e jovens desde o ensino pré-escolar ao 12.º ano.
Estas medias inserem-se no âmbito de uma estratégia nacional para a cidadania que vai ser implementada no próximo ano lectivo.
«O Governo está ainda a investir numa estratégia nacional para a cidadania, do pré-escolar ao 12.º ano, um projeto que será apresentado em breve, e que entrará nas salas de aula das escolas públicas no próximo ano letivo», referiu Catarina Marcelino, secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.
Vídeo da Campanha “Muda de curso: violência no namoro não é para ti”
Campanha Nacional contra a Violência no Namoro
Read More

Violência no Namoro: um forte precursor da violência doméstica

14 Fevereiro, 2017
/ / /
Comments Closed
Artigo @ACEGIS

Violência no Namoro: um forte  precursor da violência doméstica

Prevenir e sensibilizar, face à forte probabilidade de que as atuais vítimas de violência no namoro se tornarem, mais tarde, vítimas de violência doméstica.
Conheça os indicadores mais recentes sobre a violência no namoro, o “Violentómetro” e a Campanha contra a violência no namoro – Quem te ama, não te agride!


Violência no Namoro: um forte  precursor da violência doméstica. 
Prevenir e sensibilizar, face à forte probabilidade de que as atuais vítimas de violência no namoro se tornarem, mais tarde, vítimas de violência doméstica.
No Dia de São Valentim ou Dia dos Namorados, procuramos alertar e dar visibilidade à problemática da violência no namoro. Salientamos a importância da prevenção e sensibilização para a violência no namoro, atendendo às possíveis consequências, nomeadamente a prevalência da violência doméstica na vida adulta.

 .

  • Em 2015 foram registadas pelas Forças de Segurança 26.815 participações de violência doméstica, 9% correspondiam a relações de namoro.
De acordo com o último relatório anual de monitorização da “violência doméstica” da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI), em 2015 foram registadas pelas Forças de Segurança 26815 participações de violência doméstica.
Em termos da relação vítima-denunciado, em 9% existia/existira uma relação de namoro. Acresce que, do total dos casos de violência doméstica, 5,3% das vítimas tinham menos de 18 anos.

  • Um em cada quatro jovens acha normal partilhar fotos íntimas ou insultar nas redes sociais

Em Portugal, não está tipificada a criminologia específica de violência no namoro, sendo que o mesmo é enquadrado no crime de violência doméstica previsto no artigo 152.º do Código Penal:
“ 1 – Quem, de modo reiterado ou não, infligir maus tratos físicos ou psíquicos, incluindo castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais:
a) Ao cônjuge ou ex-cônjuge;
b) A pessoa de outro ou do mesmo sexo com quem o agente mantenha ou tenha mantido uma relação de namoro ou uma relação análoga à dos cônjuges, ainda que sem coabitação (…) é punido com pena de prisão de um a cinco anos, se pena mais grave lhe não couber por força de outra disposição legal”.
Assim, e apesar da violência no namoro ser um crime previsto e punido, é muito frequente entre os jovens, o não reconhecimento de formas de comportamento como abusivos.
De acordo com um estudo da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, divulgado esta terça-feira, um em cada quatro jovens considera normal partilhar fotografias íntimas ou insultar alguém através das redes sociais.
Dos/as cerca de 5.500 jovens inquiridos/as no estudo, 14% consideram legitima a violência psicológica, havendo 19% de jovens que já foi vítima deste último tipo de violência.

  • Violentómetro ajuda a identificar e a medir comportamentos de violência

Tendo em vista uma intervenção de prevenção dos comportamentos de violência comportamentos, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro desenvolveu o Violentometro. Uma ferramenta que visa alertar os estudantes universitários para a identificação, prevenção e denúncia de comportamentos violentos, ou potencialmente violentos no namoro ou no casamento.
O Violentómetro resulta de um processo de investigação cujo objetivo é identificar comportamentos violentos quotidianos, alertar sobre eles e evidenciar o risco a que se expõem mulheres e homens.
O Violentómetro descreve 30 comportamentos uns pouco e outros mais violentos que surgem muitas vezes no namoro ou no casamento. Começa nos menos graves (piadas agressivas, chantagens ou mentiras) e acaba na violação, agressões graves ou tentativa de homicídio.
Saiba mais aqui. 
.

Campanha contra a violência no namoro – Quem te ama, não te agride!
“Quem te ama, não te agride”

por Susana Pereira
Read More

Sensibilização Violência no Namoro | Jogo online UnLove

26 Novembro, 2014
/ / /
Comments Closed

Jogo unloveUnLove, um jogo para aprender a gerir a violência no namoro

A Universidade de Aveiro desenvolveu um jogo online para prevenir violência no namoro entre adolescentes.

O UnLove é um jogo de prevenção e sensibilização para a Violência no Namoro, desenvolvido de acordo com uma lógica de jogo em tempo-real, de base narrativa e “point and click”.

O jogo permite que os utilizadores personifiquem diferentes “avatars” que lhes permitirão experimentar e testemunhar diferentes situações de Violência no Namoro, nomeadamente vivenciar e aprender a gerir situações de conflito, abuso ou violência física e psicológica entre os elementos do casal.

 O trabalho foi desenvolvido em articulação com o  projeto “Viver direitos / vencer violências – da escola ao espaço público”, um Projeto do MDM (Movimento Democrático de Mulheres), financiado pelo POPH, através da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género – de apoio técnico e financeiro às Organizações Não Governamentais.

Faça já Download do Jogo UNLOVE na Página Oficial 

 

Read More

Namorar com Fair Play | Candidaturas abertas 15 novembro 2013

21 Maio, 2013
/ / /
Comments Closed

Namorar com Fair Play: Candidaturas abertas para escolas integrem os projetos

Incentiva a tua Escola a concorrer, participa em ações de prevenção de violência no namoro e namora com fair play!
 
 Candidatos ao Concurso:
  •  os agrupamentos de escolas e as escolas não agrupadas com alunos/as do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, desde que integrem o projeto “Nam♥rar com Fair Play”.

O concurso decorrerá nas cinco regiões de Portugal continental: Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve

Formatos a apresentar:

Os produtos postos a concurso são realizados em grupo pelos/as alunos/as e sob a orientação e acompanhamento de docentes e dos/as voluntários/as que integram a Bolsa Local de Animadores (BLA).

Os produtos podem apresentar diversos formatos, como por exemplo:

  • (i) vídeo, dvd, cd-rom…;
  • (ii) cartaz/poster/fotografia e materiais de artes plásticas;
  • (iii) eventos;
  • (iv)peças de teatro;
  • (v) atividades desportivas;
  • (vi) blogues, entre outros.

Para saberes mais consulta aqui o regulamento.

Acede aqui a mais info sobre o Namorar com Fair Play.

 

Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Candidaturas Programa Cidadãos Ativ@s

    17 Julho, 2018
    Candidaturas para ONG | Programa Cidadãos Ativ@s O Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024) foi criado na sequência do concurso para a gestão em Portugal do Active Citizens Fund, um fundo destinado a Organizações Não Governamentais (ONG), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu. Estão abertas as candidaturas para Organizações Não Governamentais que desenvolvam proje

    Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

    11 Julho, 2018
    Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018. A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) […]
58 visitantes ligados agora
5 visitantes, 53 bots, 0 membros