Fundação Calouste Gulbenkian

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Espanha. Grupo 'La Manada' libertado sob fiança de seis mil euros Esta quinta-feira o Tribunal de Navarra decretou que os cinco homens seriam libertados, na condição de pagarem, cada um, uma caução de seis mil euros. O grupo de cinco homens conhecidos como La Manada (A Manada) foi esta sexta-feira libertado sob caução. O Tribunal de Navarra […]

Candidaturas Programa Cidadãos Ativ@s

17 Julho, 2018
/ / /

Candidaturas para ONG | Programa Cidadãos Ativ@s

O Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024) foi criado na sequência do concurso para a gestão em Portugal do Active Citizens Fund, um fundo destinado a Organizações Não Governamentais (ONG), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu.

Estão abertas as candidaturas para Organizações Não Governamentais que desenvolvam projetos para a promoção da participação democrática, da cidadania ativa e dos direitos humanos, bem como projetos que tenham como objetivo o empoderamento de grupos vulneráveis ou reforcem a sustentabilidade e a capacidade da sociedade civil portuguesa. Os concursos decorrem até ao final de outubro.

A comparticipação financeira do Programa ascende, regra geral, a 90% das despesas elegíveis de um projeto.

O que é o Programa Cidadãos Ativ@s?


O Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024) foi criado na sequência do concurso para a gestão em Portugal do Active Citizens Fund, um fundo destinado a Organizações Não Governamentais (ONG), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu.

O Programa pretende fortalecer a sociedade civil e a cidadania ativa, e a capacitação de grupos vulneráveis em Portugal, mas também estimular a cooperação entre a sociedade civil portuguesa, as entidades dos países financiadores (Islândia, Liechtenstein e Noruega) e organizações intergovernamentais, através de Iniciativas de Cooperação Bilateral.
Constituído por recursos públicos da Islândia, Liechtenstein e Noruega (EEA Grants), o Active Citizens Fund em Portugal totaliza 11 milhões de euros e está a ser gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), em parceria com a Fundação Bissaya Barreto (FBB).
O acesso a financiamento para projetos é feito através de concursos anuais, com regras de elevada exigência, sendo a seleção de projetos a aprovar efetuada com base no mérito relativo das candidaturas, avaliadas por peritos independentes à FCG e à FBB, tendo em conta critérios de avaliação pré-definidos para cada concurso.

Eixos de intervenção do Programa

As ONG podem candidatar-se a financiamento com projetos que se enquadrem num dos seguintes Eixos que o Programa definiu como prioritários:

O que é o Programa Cidadãos Ativ@s?

Eixo 1 – Fortalecer a cultura democrática e a consciência cívica
Podem ser apoiadas ações que promovam o diálogo e a cooperação entre ONG e organismos públicos; ações que promovam a Educação para a cidadania e a literacia democrática; ações que reforcem o envolvimento dos jovens na comunidade, promovendo a sua participação nos processos de tomada de decisão; ações que promovam o ativismo cívico, o voluntariado e a solidariedade; atividades de advocacy e de monitorização e acompanhamento de políticas públicas; atividades de colaboração entre ONG e jornalistas de investigação para assegurar a transparência e combater a corrupção, entre outras intervenções.
As candidaturas terminam no dia 26 de Outubro às 17:00 (hora de Portugal Continental).

Eixo 2 – Apoiar e defender os direitos humanos
Podem ser apoiadas ações que promovam a educação e formação para os direitos humanos, em particular entre os jovens; atividades de prevenção ou de combate à discriminação, ao racismo, ao discurso de ódio e a todas as formas de violência; atividades de advocacy em direitos humanos; participação nos processos de tomada de decisão relativos a políticas públicas; atividades que promovam a igualdade de género na parentalidade e no emprego; apoio a ações cíveis para defesa dos direitos humanos; criação de plataformas que facilitem e desenvolvam iniciativas de promoção do diálogo intercultural, entre outras intervenções.
As candidaturas terminam no dia 29 de Outubro às 17:00 (hora de Portugal Continental).

Eixo 3 – Empoderar os grupos vulneráveis
Podem ser apoiadas ações que promovam percursos sociais e profissionais de sucesso de jovens em risco de exclusão social; atividades de apoio a vítimas de violência doméstica e sexual que incluam a sua reabilitação física, psicológica e social; atividades de apoio à integração de refugiados, migrantes, pessoas de etnia cigana e outros grupos minoritários; atividades de apoio à integração de ex-reclusos, de pessoas sem-abrigo e outros grupos marginalizados, através da arte, do desporto ou da cultura; ações que promovam a capacitação económica de indivíduos vulneráveis e que respondam às suas necessidades como projetos inovadores, adotando métodos participativos; atividades que promovam a cooperação intergeracional, entre outras intervenções.
As candidaturas terminam no dia 31 de Outubro às 17:00 (hora de Portugal Continental).

Eixo 4 – Reforçar a capacidade e sustentabilidade da sociedade civil
Pode ser apoiada a elaboração de diagnósticos e de planos de ação para as organizações; atividades de formação, mentoria e consultoria em advocacy e angariação de fundos, em governação, planeamento, gestão administrativa e financeira, comunicação e marketing, gestão e angariação de voluntários, técnicas de avaliação e monitorização; ações de apoio ao desenvolvimento e consolidação de plataformas e redes de ONG; atividades de apoio ao intercâmbio de experiências de benchmarking; apoio à criação de bases de dados e de repositórios de informação e conhecimento; ações de reforço da notoriedade do setor através de eventos de divulgação, networking e angariação de fundos, entre outras intervenções.
As candidaturas terminam no dia 30 de Outubro às 17:00 (hora de Portugal Continental).
Como apresentar uma candidatura
O Regulamento do Programa e outros materiais, como o Manual do Promotor (para as ONG), encontram-se online. As candidaturas são apresentadas online através de formulários próprios.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

3.ª Edição Concurso PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social

9 Julho, 2018
/ / /

3.ª Edição Concurso PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social | Candidaturas Abertas

As candidaturas à 3.ª edição do PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social estão abertas e decorrem até às 12 horas de dia 20 de setembro.

O concurso PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social pretende apoiar projetos destinados à integração social através das práticas artísticas.
Os melhores e mais inovadores projetos de integração social pela prática artística, nas áreas das artes visuais, performativas ou audiovisuais serão apoiados, até um máximo de €25 mil euros/ano. As propostas devem ser consistentes, informadas e sustentadas, assentes em parcerias alargadas e passíveis de avaliação.
Podem concorrer organizações sem fins lucrativos com projetos que promovam a inclusão social de cidadãos em situação de maior vulnerabilidade social, tendo em vista a promoção do encontro e diálogo entre diferentes – em termos sociais, etários, culturais, entre outros -, e também a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social e territorial.

Período de candidatura

  • Submissão de candidatura: até às 12:00 GMT de 20 de setembro
  • Encontro e sessão de capacitação dos projetos pré-selecionados: dias 3 e 4 de dezembro
  • Arranque dos projetos selecionados: início de janeiro de 2019

Elegibilidade

Podem candidatar-se pessoas coletivas públicas ou privadas, sem fins lucrativos, legalmente reconhecidas, com sede em território nacional.
As entidades que foram apoiadas em ambas as edições anteriores do PARTIS, na qualidade de promotores, apenas poderão participar nesta terceira edição enquanto entidades parceiras.

O PARTIS apoia projetos que promovam a inclusão social de cidadãos em situação de maior vulnerabilidade social, tendo em vista a facilitação do encontro e diálogo entre diferentes (em termos sociais, etários, culturais, entre outros), a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social e territorial.

Os melhores e mais inovadores projetos de integração social pela prática artística serão apoiados, até um máximo de €25 mil euros/ano.

Sessão de divulgação e esclarecimento da iniciativa PARTIS - Práticas artísticas para a inclusão social.
12 de junho, às 10:00, em Bragança
Auditório do Centro de Arte Contemporânea Graça Morais
R. Abílio Beça 105, 5300-007 Bragança
15 de junho, às 10:30, em Évora
Auditório da CIMAC – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central
Rua 24 de Julho 1, 7000-367 Évora
18 de junho, às 10:30, em Loulé
Antigo Convento do Espírito Santo, 8100-507 Loulé
9 de julho, às 10:30, em Lisboa
na Fundação Calouste Gulbenkian – Sala 2
Sessão com transmissão web

Candidaturas

As candidaturas ao PARTIS são apresentadas em formulários próprios disponibilizados através do sítio específico da Fundação Calouste Gulbenkian  - secção “apoios Gulbenkian”.
As candidaturas devem ser submetidas informaticamente até às 12 horas do dia 20 de setembro de 2018.De forma a prevenir dificuldades na submissão das candidaturas, evite submeter a sua candidatura nos últimos dias do prazo.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

One value, a nova plataforma digital sobre investimento público em inovação social

22 Junho, 2018
/ / /

One value, a nova plataforma digital sobre investimento público em inovação social

A plataforma One Value disponibiliza gratuitamente informação relativa ao investimento unitário nos principais problemas sociais em Portugal.
A One Value é uma plataforma online, de acesso livre, que disponibiliza informação sobre o investimento público em respostas sociais consideradas prioritárias em termos de política pública, em áreas como a Proteção Social, Educação, Saúde, Emprego e Justiça.
A One Value é um portal de acesso livre que reúne e sistematiza informação sobre o investimento público em diversas respostas sociais prioritárias em Portugal, em áreas como a Proteção Social, a Educação, a Saúde, o Emprego e a Justiça.
A informação que consta na One Value tem uma natureza dinâmica, sendo atualizada em função da evolução das prioridades de política pública e à medida que novos dados são recolhidos e validados.
O seu objetivo é concentrar, num único ponto de acesso, dados quantitativos sobre a despesa pública, apresentados de forma clara, simples, fundamentada e útil, que permitem:
  • Conhecer como o investimento público é distribuído na resposta a alguns dos principais problemas sociais em Portugal;
  • Estimular o desenvolvimento de respostas inovadoras para a resolução de problemas sociais e promover a contratação em função de resultados.
Transversal a todos os domínios, existe uma ferramenta inovadora – a Calculadora da Estimativa do Potencial de Poupança –, que permite simular o efeito que um determinado projeto social inovador poderá ter, se for bem-sucedido, na redução da despesa pública.

Plataforma One Value

A plataforma One Value é um projeto conjunto da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Presidência e Modernização Administrativa, operacionalizado pela Portugal Inovação Social e pela MAZE (Laboratório de Investimento Social).
Os dados que constam na plataforma One Value foram validados pelas entidades públicas responsáveis pela execução de política pública em cada domínio temático.
A plataforma pretende centralizar, uniformizar e disponibilizar gratuitamente informação relativa ao investimento unitário nos principais problemas sociais em Portugal.

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 
Read More

Prémios da Fundação Calouste Gulbenkian 2018 | Abertura de Candidaturas

5 Março, 2018
/ / /
Comments Closed

Prémios da Fundação Calouste Gulbenkian 2018

Estão abertas as candidaturas aos Prémios da Fundação Calouste Gulbenkian em Direitos Humanos, Coesão, Sustentabilidade e Conhecimento.

Prémios Gulbenkian

Todos os anos, desde 2006, a Fundação Calouste Gulbenkian homenageia o seu Fundador, no dia 20 de julho (data da sua morte), por meio de um conjunto de cerimónias que culminam com a entrega dos Prémios Gulbenkian.

Os Prémios são anualmente atribuídos e dividem-se em: Prémio Calouste Gulbenkian, na categoria de Direitos Humanos, que em 2018 é dedicado à temática da liberdade de expressão, informação e imprensa; e Prémios Gulbenkian, nas categorias de Coesão, Conhecimento e Sustentabilidade.
O Prémio Calouste Gulbenkian na categoria de Direitos Humanos, vertente liberdade de expressão, informação e imprensa, tem um valor de 100 mil euros e os Prémios Gulbenkian nas categorias de Coesão, Conhecimento e Sustentabilidade têm um valor de 50 mil euros cada.
As candidaturas decorrem de 01 de março a 30 de abril de 2018.
As candidaturas são submetidas exclusivamente online e podem ser apresentadas pelos candidatos ou por terceiros. Antes de submeter uma candidatura leia o respetivo regulamento.

Prémio Calouste Gulbenkian Direitos Humanos

Podem candidatar-se pessoas singulares ou pessoas coletivas privadas e sem fins lucrativos que se tenham distinguido internacionalmente na defesa e na promoção dos Direitos Humanos na vertente da liberdade de expressão, informação e imprensa. As candidaturas em inglês.

Prémios Gulbenkian Coesão, Conhecimento e Sustentabilidade

Podem candidatar-se pessoas singulares ou pessoas coletivas privadas e sem fins lucrativos que se tenham distinguido, em Portugal, na defesa e na promoção da Coesão, do Conhecimento ou da Sustentabilidade. As candidaturas têm de ser submetidas em português.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Conferência: “Fortalecer a Democracia na Europa”, 5 março – Fundação Calouste Gulbenkian

2 Março, 2018
/ / /
Comments Closed

A Conferência: "Fortalecer a Democracia na Europa" ter lugar no dia 05 de março, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Conferência organizada em parceria com o Instituto Jacques Delors. Entrada gratuita mediante inscrição prévia.
CONFERÊNCIA: Fortalecer a Democracia na Europa
5 março 2018, 11:00—13:00, Fundação Calouste Gulbenkian
TEMA: As ameaças postas à democracia na Europa pelo crescimento dos nacionalismos

Sobre a conferência
Pela primeira vez na história, a Comissão Europeia desencadeou o Artigo 7º do Tratado de Lisboa, contra a Polónia. Este artigo, de um modo particular, prevê a aplicação de importantes sanções, que podem ir até à abolição dos direitos de voto para o Estado-membro incriminado.
A abertura, sem precedentes, de um tal procedimento mostra bem o clima político particularmente alarmante em que hoje se encontram certas democracias europeias, pois que, para além da discussão relativa às reformas judiciais na Polónia, devemos também questionar-nos sobre a Hungria de Viktor Orbán ou, mais recentemente, sobre os ataques ao Estado de Direito por ocasião da crise catalã.
Face a estes riscos e, de um modo geral, ao crescimento dos movimentos nacionalistas na Europa, a União Europeia está dotada de mecanismos que visam garantir a integridade dos valores democráticos e do Estado de Direito, sobre os quais foi fundada.
O artigo 7º é certamente um deles, mas o seu procedimento complexo, que exige a unanimidade dos Estados-Membros, corre o risco de limitar a reação das instituições europeias a uma mera ameaça verbal, mostrando, assim, a sua impotência.
Deste modo, como pode a UE continuar a ser um guardião dos valores democráticos, reagir eficazmente quando estes são ameaçados, e promovê-los? Os instrumentos de que a União hoje dispõe são suficientes ou devemos repensar a sua implementação e considerar medidas alternativas?
Comissário : Vítor Martins, ex-Secretário de Estado dos Assuntos Europeus do Governo da República Portuguesa

PROGRAMA
11:00
Sessão de abertura
Isabel Mota, Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian 
Frans Timmermans, Primeiro Vice-Presidente da Comissão Europeia
Debate
Pieyre-Alexandre Anglade, Deputado e Vice-Presidente da Comissão de Assuntos Europeus da Assembleia Nacional da República Francesa
Miguel Poiares Maduro, Professor, Diretor da Escola de Governance Transnacional do Instituro Universitário Europeu e ex-Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional do Governo da República Portuguesa
Laurent Cohen-Tanugi, Ensaísta e Vice-Presidente do Instituto Jacques Delors
Francisco Seixas da Costa, Embaixador e ex-Secretário de Estado dos Assuntos Europeus do Governo da República Portuguesa
Moderação
Vítor Martins, ex-Secretário de Estado dos Assuntos Europeus do Governo da República Portuguesa
Conclusões 
Enrico Letta, Presidente do Instituto Jacques Delors, Reitor da Faculdade de Ciência Política da Universidade de Relações Internacionais de Paris e ex-Presidente do Conselho de Ministros da República Italiana
Sessão de encerramento
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros do Governo da República Portuguesa
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Fundação Calouste Gulbenkian concede Bolsas de Investigação em Cultura Portuguesa

26 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Fundação Calouste Gulbenkian concede Bolsas de Investigação em Cultura Portuguesa

Com o objetivo de estimular a difusão da cultura portuguesa em países estrangeiros, a Fundação Calouste Gulbenkian, através do Serviço de Bolsas Gulbenkian, concede bolsas de investigação em Portugal, no campo das Humanidades, a pós-graduados/as de nacionalidade estrangeira.
Com o objetivo de estimular a difusão da cultura portuguesa em países estrangeiros, a Fundação Calouste Gulbenkian, através do Serviço de Bolsas Gulbenkian, concede bolsas de investigação em Portugal, no campo das Humanidades, a pós-graduados/as  de nacionalidade estrangeira com vista:
a) Ao doutoramento em temas de cultura portuguesa (História, História da Arte,Musicologia, Literatura, Ciência Política); ou
b) À publicação de um trabalho sobre os temas mencionados na alínea anterior.
As candidaturas estarão abertas de 1 a 28 de fevereiro de 2018.

Duração
As bolsas serão concedidas por um período máximo de 10 meses, de preferência a utilizar entre os meses de setembro e junho, inclusive. Não são renováveis. Só são aceites candidaturas online (de 1 a 28 de fevereiro, até às 18:00 GMT).

Como concorrer
  • Faça o seu registo online.
  • Antes de submeter o formulário de candidatura, verifique por favor todos os critérios de elegibilidade e leia o Regulamento.
  • A candidatura só será aceite depois de preenchido o formulário e de fazer o upload da documentação exigida no Regulamento.
  • Por fim clicar no botão “submeter candidatura”
De forma a prevenir dificuldades na submissão das candidaturas, evite a sua candidatura nos últimos dias do prazo.
Só são aceites candidaturas online (de 1 a 28 de fevereiro, até às 18:00 GMT).

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Consulta às Organizações do Terceiro Setor

29 Dezembro, 2017
/ / /
Comments Closed

Consulta às Organizações do Terceiro Setor

Active Citizens Fund/EEA Grants: até 12 janeiro 2018.

A Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada por concurso público, lançado pelo Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu, para gerir em Portugal o Active Citizens Fund/EEA Grants, programa destinado a financiar projetos da Sociedade Civil.
O anúncio da proposta vencedora foi feito no final de novembro e os trabalhos preparatórios para o lançamento do novo Programa e dos primeiros concursos, em 2018, estão já a decorrer.
Neste contexto, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Bissaya Barreto entenderam lançar uma consulta alargada às organizações da Sociedade Civil, com o objetivo de obter contributos que permitam ajustar as linhas orientadoras deste novo Programa.
Para este efeito, encontra-se disponível um documento sucinto (4 páginas) com o conteúdo essencial da proposta submetida aos EEA Grants e convidam-se todas as ONG interessadas a apresentar as suas sugestões e observações, até ao próximo dia 12 de JANEIRO de 2018, através de resposta ao questionário online.
O conjunto de contributos apresentados até esta data será objeto de tratamento e de um relatório de síntese, para publicação nos sites das duas Fundações e para consideração dos EEA Grants no aperfeiçoamento do Programa.
O Active Citizens Fund é o instrumento financeiro dos EEA Grants (Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu) que financiará os programas de apoio à Sociedade Civil em 15 países da União Europeia.
Tal como aconteceu com o anterior Programa Cidadania Ativa 2013-16 (Fundação Calouste Gulbenkian), este novo Programa será suportado por recursos públicos da Noruega, Islândia e Liechtenstein, mas será de maior dimensão – 11 milhões de euros de dotação – e de maior duração – o período de implementação decorrerá até 2024.
Consulta às Organizações do Terceiro Setor : 12 de janeiro de 2018

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

III Edição do Concurso de Apoio à Formação Internacional de Quadros de ONGD

12 Dezembro, 2017
/ / /
Comments Closed
O processo de candidaturas decorrerá até dia 16 de fevereiro e as formações deverão decorrer até novembro de 2018.

A Fundação Calouste Gulbenkian e a Plataforma Portuguesa das ONGD lançam pelo terceiro ano consecutivo o Concurso de apoio à formação internacional de quadros de ONGD.

A formação destina-se a Diretores/as, Gestores/as e Coordenadores/as de Organizações da Sociedade Civil

A Fundação Calouste Gulbenkian e a Plataforma Portuguesa das ONGD lançam pelo terceiro ano consecutivo o Concurso de apoio à formação internacional de quadros de ONGD, destinado a Diretores/as, Gestores/as e Coordenadores/as de Organizações da Sociedade Civil.

Tendo a convicção de que a formação é um instrumento-chave da capacitação, essencial para a evolução das competências e capacidades de profissionais e das suas instituições e para o fortalecimento da Sociedade Civil, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Plataforma Portuguesa das ONGD lançam a III edição do Concurso de Apoio à Formação Internacional de Quadros de ONGD 2018, destinado a Diretores, Gestores e Coordenadores destas Organizações da Sociedade Civil.
Esta iniciativa visa apoiar financeiramente a inscrição de seis profissionais portugueses em cursos de curta duração em áreas programáticas, operacionais ou temáticas, como por exemplo: Avaliação e Investigação-Ação, Advocacy, Planeamento e Gestão Estratégica, Técnicas de Facilitação, Financiamento e Sustentabilidade Financeira, Tecnologias e Ferramentas Open Source, e outras temáticas específicas associadas ao Desenvolvimento.
O apoio das entidades promotoras consiste no pagamento do valor da inscrição e do alojamento durante o Curso (no montante máximo até 1500 Euros por participante), sendo encargo das organizações proponentes o pagamento da viagem.
O processo de candidaturas decorrerá até dia 16 de fevereiro e as formações deverão decorrer até novembro de 2018.

Para mais informações, consulte:

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

11 milhões de euros para reforçar a Sociedade Civil

5 Dezembro, 2017
/ / /
Comments Closed

11 milhões de euros para reforçar a Sociedade Civil

Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Bissaya Barreto unem-se numa parceria inédita para gerir programa Active Citizens Fund/EEA Grants em Portugal.

Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada para gerir a nível nacional um programa de 11 milhões de euros destinados a projetos da Sociedade Civil, no quadro do Active Citizens Fund/EEA Grants, financiado pela Noruega, Islândia e Liechtenstein.

 

Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Bissaya Barreto unem-se numa parceria inédita para gerir programa Active Citizens Fund/EEA Grants em Portugal
A Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada para gerir a nível nacional um programa de 11 milhões de euros destinados a projetos da Sociedade Civil, no quadro do Active Citizens Fund/EEA Grants, financiado por recursos públicos da Noruega, Islândia e Liechtenstein.
O novo programa irá desenvolver-se ao longo de sete anos, no período 2018-2024, estando previsto o seu lançamento já no próximo mês de março, depois da realização de uma audição com as organizações não-governamentais (ONG) portuguesas e do afinamento do conteúdo do programa com os países financiadores.
Com uma dotação de 11 milhões de euros, o programa pretende apoiar projetos sociais com o objetivo central de reforçar a Sociedade Civil e a cidadania ativa, e ainda capacitar grupos vulneráveis.
Os projetos a desenvolver deverão enquadrar-se em quatro áreas prioritárias de intervenção: Democracia, participação cívica e transparência; Direitos Humanos, igualdade de tratamento e não discriminação; Justiça social e inclusão de grupos vulneráveis; Eficácia na ação e sustentabilidade das ONG.
Os apoios serão concedidos mediante concursos a lançar anualmente entre 2018 e 2022, incidindo também sobre projetos de cooperação com entidades dos três países financiadores (Noruega, Islândia e Liechtenstein) e dos restantes 14 países beneficiários dos EEA Grants (Bulgária, Croácia, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, República Checa e Roménia).
A candidatura apresentada pela Fundação Calouste Gulbenkian, numa parceria inédita com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada na sequência do concurso lançado pelo Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu em julho deste ano.
Depois do Programa Cidadania Ativa (2013-2016), esta é a segunda vez que a Fundação Calouste Gulbenkian é selecionada por concurso para gerir em Portugal os fundos EEA Grants destinados à Sociedade Civil.

 

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Um jogo desafiante que ensina às crianças os valores da cidadania, da igualdade, dos direitos humanos e a educar por um ambiente mais sustentável e ecológico.
Read More

Apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar nos PALOP | Fundação Calouste Gulbenkian

15 Novembro, 2017
/ / /
Comments Closed

Apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar nos PALOP | Fundação Calouste Gulbenkian

Concurso integrado nas Iniciativas Gulbenkian para a inovação no Desenvolvimento, que pretende apoiar dois a três projetos piloto que contribuam, de forma inovadora, para o aumento do acesso à educação pré-escolar de qualidade nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.
Candidaturas até 20 de novembro de 2017. 

Iniciativas Gulbenkian para a inovação no Desenvolvimento

 Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escola nos PALOP

Estão abertas, de 20 de outubro a 20 de novembro de 2017, concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escola nos PALOP da Fundação Calouste Gulbenkian.
Este concurso decorre em duas etapas.

Elegibilidade

Podem concorrer consórcios entre organizações não-governamentais para o desenvolvimento (ONGD) portuguesas e organizações não-governamentais dos países parceiros (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe) devendo ter, pelo menos uma destas, trabalho comprovado na área da educação pré-escolar.

Não serão financiadas despesas com infraestruturas físicas.

 
Como concorrer 
O concurso decorre em duas etapas:
  • I etapa: apresentação de candidaturas entre 20 de outubro e 20 de novembro de 2017. Os resultados serão conhecidos até 11 de dezembro de 2017.
  • II etapa:  decorrerá entre 1 de março e 30 de abril de 2018 e destina-se exclusivamente aos projetos selecionados na I etapa. 
Submeter a candidatura:
  • Faça o seu registo 
  • Antes de submeter o formulário de candidatura, verifique por favor todos os critérios de elegibilidade e leia o Regulamento;
  • A candidatura só será aceite depois de preenchido o formulário e de fazer o upload da documentação exigida regulamentarmente. Por fim, clicar no botão “submeter candidatura”;
  • De forma a prevenir dificuldades na submissão das candidaturas, solicita-se que se evite a sua apresentação nos últimos dias do prazo;
  • Só são aceites candidaturas online.
Em caso de dúvida, contacte-nos através do email pgpd@gulbenkian.pt

Candidaturas

Apresentação de candidaturas entre 20 de outubro e 20 de novembro de 2017.

 

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Conferência “Novas Perspetivas para a Inovação Social”

12 Outubro, 2017
/ / /
Comments Closed

Novas Perspetivas para a Inovação Social

Realiza-se em Lisboa, nos dias 27 e 28 de novembro, a conferência “Novas Perspetivas para a Inovação Social”.
Inscrições abertas!

Conferência “Novas Perspetivas para a Inovação Social” | 27 e 28 de novembro, em Lisboa

Organização conjunta da Comissão Europeia, do Governo Português e dFundação Calouste Gulbenkian.
Carlos Moedas, Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Marianne Thyssen, Comissária Europeia para o Emprego, Assuntos Sociais, Competências e Mobilidade Laboral, Maria Manuel Leitão Marques, Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa de Portugal e Isabel Mota, Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian são as figuras responsáveis pela organização desta conferência.

Objetivos:
A conferência pretende impulsionar a inovação social na Europa já que esta é uma forma eficiente e eficaz de promover políticas públicas inclusivas e criadoras de riqueza.
A conferência pretende ainda desenvolver uma nova narrativa para a inovação social, criando os meios para que esta se enraíze, cresça, floresça e dê frutos.

A conferência será estruturada da seguinte maneira:
  • Balanço dos resultados da inovação social
  • Identificação de potenciais oportunidades futuras criadas pela inovação social, não só em termos de bem-estar social, mas também de crescimento, emprego e oportunidade de negócios para a Europa
  • Análise das novas tendências de inovação social
  • Avaliação do possível papel da inovação social na próxima geração de políticas públicas
  • Análise dos vários instrumentos de financiamento

 

Candidaturas

O evento procura reunir cientistas de-nível mundial na área de inovação social, inovadores, empreendedores sociais, representantes da sociedade civil, decisores nacionais e regionais, atores municipais e locais, investidores em inovação social, filantropos, investidores de capital de risco, business angels, estudantes e políticos.

.

Read More

Fundação Calouste Gulbenkian lança novo programa de bolsas

28 Setembro, 2017
/ / /
Comments Closed
Bolsas Gulbenkian Mais

Mais do que uma bolsa, um programa de aceleração

A Fundação Calouste Gulbenkian lança em outubro novo programa de bolsas que apoia jovens com as melhores notas e menos recursos financeiros promovendo competências como a inteligência emocional e a capacidade de liderança.
Candidaturas de 01 e 23 de outubro de 2017

.

Novo programa de bolsas integra formação desenvolvida e testada na Google
A Fundação Calouste Gulbenkian lança em outubro novo programa de bolsas que apoia jovens com as melhores notas e menos recursos financeiros, promovendo competências como a inteligência emocional e a capacidade de liderança através de uma formação desenvolvida e testada na Google.
Mais do que uma bolsa, este é um programa de aceleração, que prepara os estudantes para carreiras de sucesso, promovendo a igualdade de oportunidades.
O Programa tem como objetivo apoiar a formação académica de jovens de elevado potencial que não disponham dos necessários recursos económicos para o prosseguimento dos seus estudos em cursos de licenciatura e mestrado. Serão atribuídas até 40 bolsas.

A quem se destina?

Estas bolsas são dirigidas a estudantes de todo o país que se candidatam pela primeira vez à universidade e que têm uma média de entrada superior a 18 valores.
Só os melhores alunos/as com maiores necessidades financeiras poderão candidatar-se às Bolsas Gulbenkian Mais e os estudantes selecionados terão acesso a uma formação certificada em inteligência emocional e liderança, a mentores e a sessões de networking com outros bolseiros Gulbenkian.
Condições de elegibilidade
Jovens que se candidatem pela primeira vez ao ensino superior com nota de acesso igual ou superior a 18 valores. É obrigatória a candidatura à bolsa da DGES.
Como concorrer
Os candidatos devem preencher e submeter o formulário, acompanhado da documentação referida no respetivo regulamento.

.

Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Candidaturas Programa Cidadãos Ativ@s

    17 Julho, 2018
    Candidaturas para ONG | Programa Cidadãos Ativ@s O Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024) foi criado na sequência do concurso para a gestão em Portugal do Active Citizens Fund, um fundo destinado a Organizações Não Governamentais (ONG), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu. Estão abertas as candidaturas para Organizações Não Governamentais que desenvolvam proje

    Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

    11 Julho, 2018
    Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018. A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) […]
43 visitantes ligados agora
4 visitantes, 39 bots, 0 membros