Financiamentos

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Espanha. Grupo 'La Manada' libertado sob fiança de seis mil euros Esta quinta-feira o Tribunal de Navarra decretou que os cinco homens seriam libertados, na condição de pagarem, cada um, uma caução de seis mil euros. O grupo de cinco homens conhecidos como La Manada (A Manada) foi esta sexta-feira libertado sob caução. O Tribunal de Navarra […]

Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

11 Julho, 2018
/ / /

Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018.

A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos, ao abrigo do Decreto-Lei nº186/2006, de 12 de setembro, alterado pelo artigo 165º da Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, e da Portaria nº 258/2013, de 13 de agosto, alterada pela Portaria nº 339/2013, de 21 de novembro.
As candidaturas devem ser submetidas, através da plataforma eletrónica SIPAFS no prazo de 12 dias úteis, a contar da data de publicação, ou seja, até dia 25/07/2018 às 23h59m.
Programa Nacional para a Saúde Mental:
  • Concurso Nº 24/2018 - Desenvolvimento de projeto no contexto da promoção da saúde mental na gravidez e no 1º ano de vida da criança, em pelo menos três das cinco regiões de saúde.
  • Concurso Nº 25/2018 - Desenvolvimento de projeto no contexto de respostas de proximidade ao nível da prestação de cuidados e da reinserção de crianças e jovens com doença mental a ser desenvolvido nos concelhos de Lisboa, de Oeiras e de Cascais.
  • Concurso Nº 26/2018 - Desenvolvimento de projeto no contexto da prevenção de comportamentos mal adaptativos e de risco, nomeadamente autolesivos dos alunos, em escolas de ensino artístico, em pelo menos três das cinco regiões de saúde.
  • Concurso Nº 27/2018 - Desenvolvimento de projeto no contexto da saúde mental e trabalho, em pelo menos uma das cinco regiões de saúde.
  • Concurso Nº 28/2018 - Desenvolvimento de projeto no contexto da saúde mental e catástrofes.
  • Concurso Nº 29/2018 - Desenvolvimento de projeto no contexto da luta contra o estigma e literacia em saúde mental.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

PO ISE lança novo concurso no âmbito da “Inserção socioprofissional da comunidade cigana”

2 Julho, 2018
/ / /

PO ISE lança novo concurso no âmbito da “Inserção socioprofissional da comunidade cigana”

Com a presente tipologia de operações pretende-se promover a inserção socioprofissional da comunidade cigana. Candidaturas de 02 de julho a 27 de setembro de 2018.

A Autoridade de Gestão do PO ISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, informa que, no âmbito do AVISO N.º POISE-33-2018-09-“Inserção socioprofissional da comunidade cigana”  (TO 3.08), irá decorrer, entre as 09:00 horas do dia 02 de julho de 2018 e as 18:00 horas do dia 27 de setembro de 2018, o período para apresentação de candidaturas.
A presente tipologia de operações pretende promover a inserção socioprofissional da comunidade cigana e tem como objetivos:
a) Aquisição de competências para a empregabilidade de elementos da comunidade cigana;
b) Implementação de metodologias de transição para a vida ativa de elementos das comunidades ciganas;
c) Sensibilização para a promoção de experiências em contexto laboral para os elementos das comunidades ciganas;
d) Integração de elementos das comunidades ciganas no mercado de trabalho;
e) Apoio na implementação de negócios sustentáveis;
f) Promoção da sensibilização das entidades empregadoras e acompanhamento dos elementos das comunidades ciganas integrados nas mesmas.

Entidades Beneficiárias -Entidades privadas sem fins lucrativos com experiência no trabalho com comunidades ciganas
No âmbito deste Aviso apenas são admitidas candidaturas de entidades privadas sem  fins  lucrativos com experiência comprovada no trabalho com as comunidades  ciganas  e  que demonstrem possuir protocolo celebrado com  pelo menos uma entidade empregadora para receção dos  formandos na componente de formação em em contexto de trabalho.

As candidaturas apresentadas no âmbito do presente concurso têm uma duração máxima de 18 meses.
Para efeitos de financiamento são elegíveis as ações realizadas nas seguintes regiões NUTS II do Continente: Norte, Centro e Alentejo. As entidades beneficiárias só podem apresentar uma candidatura para cada região.

A dotação financeira indicativa afeta ao presente concurso é de 1.500.000,00 € (um milhão e quinhentos mil euros).

A comparticipação pública da despesa elegível é repartida pelo Fundo Social Europeu  (85%) e pela contribuição pública nacional (15%). 

Candidaturas

O período para apresentação das candidaturas decorre das 09:00 do dia 2 de julho até às 18:00 do dia 27 de setembro de 2018.
Aconselha-se as entidades beneficiárias a acautelar a submissão atempada das candidaturas, evitando a sua submissão nos últimos dias do prazo.
A apresentação de candidaturas é efetuada através da submissão de formulário eletrónico no Balcão do Portugal 2020.
Previamente à apresentação das candidaturas, os/as beneficiários/as devem efetuar o seu registo e autenticação no Balcão 2020.
Com essa autenticação é criada uma área  reservada para o/a beneficiário/a, a qual conta com um conjunto de funcionalidades, independentemente da natureza das operações, a região ou o Programa Operacional  a que pretende candidatar‐se.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Prémio Fidelidade Comunidade abre candidaturas para 2ª Edição

19 Junho, 2018
/ / /
Comments Closed

Prémio Fidelidade Comunidade abre candidaturas para 2ª Edição, com uma dotação de 500 mil euros.

O Prémio tem como missão o fortalecimento do setor social através do apoio a instituições que desenvolvam a sua atividade nas áreas da inclusão social de pessoas com deficiência ou incapacidade permanente, prevenção em saúde e envelhecimento.

Prémio Fidelidade Comunidade - 2018

A Fidelidade anunciou a segunda edição do Prémio Fidelidade Comunidade, dando continuidade ao seu compromisso de apoiar a comunidade.
Vai disponibilizar 500 mil euros a instituições que desenvolvam actividade nos temas da inclusão social de pessoas com deficiência ou incapacidade permanente, prevenção em saúde e envelhecimento.
Podem candidatar-se ao Prémio Fidelidade Comunidade pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos (com exceção das fundações-empresa), desde que atuem dentro dos seguintes temas:
  • INCLUSÃO SOCIAL

DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU INCAPACIDADE PERMANENTE

  • PREVENÇÃO EM SAÚDE
  • ENVELHECIMENTO

 


PRÉMIOS

A Fidelidade disponibiliza o montante global de € 500.000,00 (quinhentos mil euros) para apoiar financeiramente as candidaturas vencedoras do Prémio Fidelidade Comunidade.
Os projetos ou iniciativas apresentadas em candidatura não podem ser inferiores a 10 mil euros e o apoio atribuído pela Fidelidade não será superior a 50 mil euros.
Cada entidade poderá submeter até 2 candidaturas: 1 de apoio a projetos e 1 de apoio a sustentabilidade. Os valores mínimos e máximos aplicam-se a cada candidatura, isoladamente.
Candidaturas de 11 de Junho a 13 de Julho de 2018.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 
Read More

9.ª edição do Prémio Manuel António da Mota: Por um Portugal Sustentável

5 Junho, 2018
/ / /
Comments Closed

9.ª edição do Prémio Manuel António da Mota: Por um Portugal Sustentável. Candidaturas até 30 de junho de 2018.

Em 2018, na sua 9ª edição, o Prémio Manuel António da Mota irá distinguir as instituições que contribuam com os seus projetos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Por um Portugal Sustentável

A Fundação Manuel António da Mota institui anualmente o “Prémio Manuel António da Mota” distinguindo organizações e personalidades que se destaquem nos vários domínios da sua atividade. 
Na sua 9ª edição em 2018 a Fundação Manuel António da Mota aborda o tema dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a importância desta agenda para o desenvolvimento económico, social e ambiental de Portugal, distinguindo as instituições que contribuam com os seus projetos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O Prémio visa distinguir instituições, com sede em Portugal, que desenvolvam projetos em território nacional nos domínios dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) visando a concretização das suas metas.
Os projetos candidatos ao Prémio serão objeto de avaliação de acordo com critérios de relevância; gravidade; cobertura; impacto; sustentabilidade; escalabilidade e replicabilidade; institucionalização; capacidade; experiência e gestão.
Podem candidatar-se ao Prémio pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos, nomeadamente instituições particulares de solidariedade social (IPSS), fundações, associações, cooperativas, organizações não governamentais (ONG), incluindo as da área do ambiente, e outras entidades que integrem o setor da economia social e se encontrem regularmente constituídas de acordo com a legislação em vigor.
Podem ainda candidatar-se pessoas coletivas de direito público de âmbito nacional, regional ou local, nomeadamente autarquias, estabelecimentos de ensino básico, secundário ou superior, estruturas de saúde públicas, centros de estudo e de investigação e outros organismos públicos.

Nas suas edições anteriores o “Prémio Manuel António da Mota” distinguiu instituições que se destacaram nos domínios da luta contra a pobreza e exclusão social (2010), promoção do voluntariado (2011), promoção do envelhecimento ativo e solidariedade entre gerações (2012), promoção da cidadania europeia e da concretização dos objetivos nacionais inscritos na estratégia Europa 2020 (2013), naqueles que foram os Anos Europeus dedicados a estes temas, tendo distinguido em 2014 as instituições que atuam no domínio da valorização, defesa e apoio à família nas mais variadas áreas, por ocasião do 20º aniversário do Ano Internacional da Família.
Distinguiu em 2015 as instituições socialmente inovadoras nas respostas aos problemas sociais, em 2016 consagrou instituições que se notabilizaram na apresentação de projetos nos domínios da educação, emprego e combate à pobreza e à exclusão social, tendo em 2018 retomado o tema do combate à pobreza e à exclusão social, com particular enfoque na pobreza infantil, dos jovens e das famílias.
Consulte o Regulamento e apresente a sua candidatura até 30 de junho.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.
Poderá cancelar este serviço a qualquer altura, através da opção “Cancele a subscrição”, disponível no rodapé das nossas newsletters.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 
Read More

Abertura de Candidaturas à 10ª edição do Prémio Manuel Lopes

4 Junho, 2018
/ / /
Comments Closed

Abertura de Candidaturas à 10ª edição do Prémio Manuel Lopes

Termina a 30 de junho, o período de receção de candidaturas ao Prémio Manuel Lopes, nas categorias de Boas Práticas ou Estudos e Investigação.
O Prémio Manuel Lopes 2018 distingue as personalidades e organizações que mais se tenham destacado, durante o ano de 2017, na implementação e difusão de boas práticas ou na realização de estudos e trabalhos de investigação em domínios relevantes para a melhoria e inovação da contratação coletiva, nomeadamente em matérias como a dignificação do trabalho e das condições em que este é prestado.
As candidaturas apresentadas em formulário próprio para cada categoria - \"BOAS PRÁTICAS\" ou \"ESTUDOS E INVESTIGAÇÃO\", devem ser entregues, até ao dia 30 de junho, diretamente nas Delegações Regionais do IEFP, ou enviadas, por correio registado com aviso de receção, para os serviços centrais do IEFP, dirigidas ao presidente do Conselho Diretivo.
Instituído em 2001 com o propósito de homenagear Manuel Correia Lopes, sindicalista e fundador da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), cuja vida foi em grande parte dedicada à implementação da contratação coletiva e à sua afirmação como instrumento de progresso das condições de vida dos trabalhadores e de dignificação do trabalho.
O Prémio atribui um diploma de mérito e uma prestação pecuniária no montante de 12 500 Euros, aos vencedores/as de cada uma das categorias.

O próximo período de receção de candidaturas ao Prémio Manuel Lopes decorrerá entre 15 de Maio e 30 de Junho de 2018.

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.
Poderá cancelar este serviço a qualquer altura, através da opção “Cancele a subscrição”, disponível no rodapé das nossas newsletters.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 
Read More

Programa FACES – Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social

23 Maio, 2018
/ / /
Comments Closed

Abertura de candidaturas para a 2.ª Edição do Programa FACES - Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social.

A apresentação das candidaturas para o programa FACES – Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social decorre entre 3 de maio e 15 de junho de 2018.

2.ª edição do Programa FACES

Uma iniciativa social desenvolvida pela Fundação Montepio, que surge para dar resposta ao financiamento de projetos de intervenção social que promovam a empregabilidade das pessoas com deficiência através de iniciativas que facilitem a aproximação ao mercado de trabalho, a inclusão de crianças e jovens em situações de risco ou respostas inclusivas para famílias vulneráveis e pessoas sem-abrigo.
Esta linha de financiamento pretende valorizar iniciativas inovadoras e que apresentem condições de sustentabilidade, procurando reconhecer o trabalho realizado em parceria por organizações em todo o território nacional.
Podem candidatar-se ao FACES entidades da economia social legalmente constituídas em Portugal. No entanto, os projetos podem contar com parcerias realizadas com entidades privadas e/ou públicas.

 

 

Candidaturas

As candidaturas ao financiamento do FACES são apresentadas no site da Fundação Montepio, onde também se encontra o regulamento  e o portal para submissão das candidaturas. Para submeter a candidatura é necessário estar registado na plataforma FACES.
 As candidaturas são apresentadas no período compreendido entre 3 de maio e 15 de junho de 2018.  Os resultados são publicados no endereço da internet da Fundação Montepio no dia 17 de setembro de 2018.

Na 1.ª edição do FACES, em 2017, foram apoiados 18 projetos de combate à exclusão social, num total de 278 648 euros atribuídos.

Para esclarecer qualquer questão que surja no preenchimento do Formulário de Candidatura, poderá contactar a Fundação Montepio através:
E-mail: montepio.faces@sairdacasca.com 
Telefone: 912 218 074 disponível de segunda a quarta-feira, entre as 9h30 e as 13h.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Candidaturas ao novo Fundo de Cooperação Regional EEA Grants/ Norway Grants

28 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Candidaturas ao novo Fundo de Cooperação Regional EEA Grants/ Norway Grants

Encontra-se aberta a primeira convocatória do Fundo para a Cooperação Regional EEA/Norway Grants destinado ao financiamento de propostas que abordem desafios transfronteiriços e promovam a cooperação transnacional através da partilha de conhecimento e de boass práticas e capacitação entre os setores prioritários do programa.
Através do novo Fundo, a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega apoiam, projetos transfronteiriços e transnacionais europeus, no valor de 34,5 milhões de euros. No primeiro convite à apresentação de propostas, estarão disponíveis 15 milhões de euros.
As candidaturas ao novo Fundo de Cooperação Regional EEA and Norway Grants já estão abertas e decorrem até 1 de julho.
Esta iniciativa, lançada a 24 de janeiro, tem o seu enfoque na partilha de conhecimentos, no intercâmbio de boas práticas e de capacitação em cinco áreas prioritárias dos EEA and Norways Grants 2014-2021:
- Inovação, investigação, educação e competitividade;
- Inclusão social, emprego jovem e redução da pobreza;
- Ambiente, energia, alterações climáticas e economia de baixo carbono;
- Cultura, sociedade civil, boa governança e direitos e liberdades fundamentais;
- Justiça e assuntos Internos.
Os projetos apoiados devem ser de natureza regional transfronteiriça ou transnacional e envolver diferentes parceiros, através de consórcio, de pelo menos 3 países.
Países elegíveis:
Os países beneficiários da convocatória são Bulgária, Croácia, Chipre, República Checa, Estónia, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, Portugal, Roménia, Eslováquia e Eslovénia. São igualmente elegíveis entidades da Albânia, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Antiga República Jugoslava da Macedónia, Moldávia, Montenegro, Rússia, Sérvia, Turquia ou Ucrânia.
Os projetos devem incluir entidades de pelo menos três países, dos quais dois países elegíveis do programa. Os consórcios podem ser compostos nas modalidades que se seguem:
- Entidades proponentes: qualquer entidade legal estabelecida num Estado beneficiário EEA/Norway Grants
- Parceiros elegíveis: qualquer entidade legal estabelecida num Estado beneficiário EEA/Norway Grants e os seguintes países: Albânia, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Antiga República Jugoslava da Macedónia, Moldávia, Montenegro, Rússia, Sérvia, Turquia ou Ucrânia.
- Parceiros especializados: qualquer entidade legalmente estabelecida num país doador, num país não elegível do programa ou organizações internacionais.
Tipologia de entidades:
Os parceiros podem ser entidades públicas ou privadas, parceiros comerciais e organizações não-governamentais e parceiros académicos.
Através do novo Fundo, a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega apoiam, projetos transfronteiriços e transnacionais europeus, no valor de 34,5 milhões de euros. No primeiro convite à apresentação de propostas, estarão disponíveis 15 milhões de euros.
Não existem previsões de valor máximo por projeto, contudo os projetos não devem ter valores menores a 1 milhão de euros.
A submissão das candidaturas é realizada a duas fases, em que na primeira fase é submetida um documento síntese e as propostas que passam à segunda fase são chamadas a submeter a candidatura completa.
A data limite de submissão é 01 de julho de 2018.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

2ª Edição do Ponto Verde Open Innovation

7 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Até 28 de fevereiro estão abertas as candidaturas para a 2ª Edição do Ponto Verde Open Innovation, da Sociedade Ponto Verde.

Uma iniciativa da Sociedade Ponto Verde que tem como objetivo a criação de valor, bem como capitalizar o potencial de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e a criação e desenvolvimento de negócios na área da economia circular no Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE).

Candidaturas Ponto Verde Open Innovation

Está a decorrer até 28 de fevereiro o prazo para submissão de candidaturas à segunda edição do Ponto Verde Open Innovation.
Uma iniciativa da Sociedade Ponto Verde que tem como objetivo a criação de valor, bem como capitalizar o potencial de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e a criação e desenvolvimento de negócios na área da economia circular no Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE).
As candidaturas da 2ª Edição do Ponto Verde Open Innovation encontram-se abertas até ao próximo dia 28 de fevereiro. 

Eixos Estratégicos:

EIXO I – Crescimento sustentável – Transição para uma economia de baixo carbono
Promover uma transição para a economia de baixo carbono através da utilização racional dos recursos incentivando a recolha seletiva, a separação de resíduos e a reciclagem permitindo deste modo utilizar de forma mais eficiente os nossos recursos, melhorar a eficiência energética e produtiva.
Este eixo de intervenção pretende melhorar o desempenho da indústria no que respeita à emissão de gases de efeito de estufa através da promoção do desenvolvimento de melhores práticas de produção e do uso eficiente de recursos no setor da reciclagem.
Tem como objetivo orientar para uma melhoria de processos no âmbito do funcionamento do circuito de gestão de resíduos de embalagens, nomeadamente para a prevenção ao nível dos processos produtivos e melhorias dos processos de ecodesign, da produção e de valorização de resíduos (reciclagem e outros tipos de valorização).
Eixo II – Promoção da economia circular
Promover uma economia assente nos princípios de circularidade, garantindo a produção e a valorização de resíduos de modo a desenvolver novas aplicações dos materiais reciclados com vista a fomentar a sua reincorporação nas cadeias de valor e na valorização dos materiais atualmente enviados para eliminação.
Ao impulsionar simbioses industriais e uma análise integrada do sistema industrial, tendo em conta o ecossistema em que se insere, pretender permite abordar a otimização dos processos quer economicamente quer ao nível nos recursos naturais consumidos.
Procurar redefinir os modelos de negócio expandindo a análise das fronteiras do nosso produto e/ou serviço, e desta forma criar sistemas mais amplos e interligados que permitam que as tomadas de decisão passem a incluir preocupações a montante e a jusante da nossa linha de intervenção direta.
Como exemplos orientadores de temáticas para a apresentação de projetos, não sendo naturalmente exaustivo nem limitativo, podem ser tratados os seguintes temas:
• Recolha porta-a-porta no HORECA;
• Recolha de embalagens de vidro no HORECA;
• Reciclagem de plásticos mistos;
• Transporte e reciclagem de EPS;
• Reciclagem de Filme Plástico, quer proveniente da recolha seletiva como da recolha indiferenciada.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.360 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

11 milhões de euros para reforçar a Sociedade Civil

5 Dezembro, 2017
/ / /
Comments Closed

11 milhões de euros para reforçar a Sociedade Civil

Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Bissaya Barreto unem-se numa parceria inédita para gerir programa Active Citizens Fund/EEA Grants em Portugal.

Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada para gerir a nível nacional um programa de 11 milhões de euros destinados a projetos da Sociedade Civil, no quadro do Active Citizens Fund/EEA Grants, financiado pela Noruega, Islândia e Liechtenstein.

 

Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Bissaya Barreto unem-se numa parceria inédita para gerir programa Active Citizens Fund/EEA Grants em Portugal
A Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada para gerir a nível nacional um programa de 11 milhões de euros destinados a projetos da Sociedade Civil, no quadro do Active Citizens Fund/EEA Grants, financiado por recursos públicos da Noruega, Islândia e Liechtenstein.
O novo programa irá desenvolver-se ao longo de sete anos, no período 2018-2024, estando previsto o seu lançamento já no próximo mês de março, depois da realização de uma audição com as organizações não-governamentais (ONG) portuguesas e do afinamento do conteúdo do programa com os países financiadores.
Com uma dotação de 11 milhões de euros, o programa pretende apoiar projetos sociais com o objetivo central de reforçar a Sociedade Civil e a cidadania ativa, e ainda capacitar grupos vulneráveis.
Os projetos a desenvolver deverão enquadrar-se em quatro áreas prioritárias de intervenção: Democracia, participação cívica e transparência; Direitos Humanos, igualdade de tratamento e não discriminação; Justiça social e inclusão de grupos vulneráveis; Eficácia na ação e sustentabilidade das ONG.
Os apoios serão concedidos mediante concursos a lançar anualmente entre 2018 e 2022, incidindo também sobre projetos de cooperação com entidades dos três países financiadores (Noruega, Islândia e Liechtenstein) e dos restantes 14 países beneficiários dos EEA Grants (Bulgária, Croácia, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, República Checa e Roménia).
A candidatura apresentada pela Fundação Calouste Gulbenkian, numa parceria inédita com a Fundação Bissaya Barreto, foi selecionada na sequência do concurso lançado pelo Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu em julho deste ano.
Depois do Programa Cidadania Ativa (2013-2016), esta é a segunda vez que a Fundação Calouste Gulbenkian é selecionada por concurso para gerir em Portugal os fundos EEA Grants destinados à Sociedade Civil.

 

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Um jogo desafiante que ensina às crianças os valores da cidadania, da igualdade, dos direitos humanos e a educar por um ambiente mais sustentável e ecológico.
Read More

Abertura de candidaturas ao Programa Europa Criativa

19 Setembro, 2017
/ / /
Comments Closed

Abertura de candidaturas ao Programa Europa Criativa

Informamos que estão abertas candidaturas ao Programa Europa Criativa: Apoio a projetos de cooperação europeus relacionados com o Ano Europeu do Património Cultural 2018.
Data limite para apresentação de candidaturas: 22 de novembro de 2017

Call for Proposals: Support for European cooperation projects related to the European Year of cultural Heritage 2018.
Applications must be submitted to and received by the Executive Agency (EACEA) no later than 22/11/2017.

 


Programa Europa Criativa: Apoio a projetos de cooperação europeus relacionados com o Ano Europeu do Património Cultural 2018.

O Europa Criativa é o programa da União Europeia de apoio aos sectores cultural e criativo que congrega os anteriores programas MEDIA, MEDIA Mundus e CULTURA. O Programa Irá decorrer entre 2014 e 2020.
Pretende-se, com este convite à apresentação de propostas, reforçar o sentimento de pertença a um espaço comum Europeu e promover a herança cultural como fonte de inspiração para a criação contemporânea e para a inovação; bem como fortalecer a interação entre o setor do património cultural e outros setores culturais e criativos.

Aceda ao convite à apresentação de propostas
Para mais informações sobre o convite à apresentação de proposta, bem como “guidelines” e restante documentação em https://eacea.ec.europa.eu/creative-europe/funding/supp

 

Read More

Novo Guia para o Financiamento da União Europeia

12 Setembro, 2017
/ / /
Comments Closed

Já está disponível o novo Guia para o Financiamento da União Europeia

Já está disponível o novo Guia para o Financiamento da União Europeia que reúne os programas e oportunidades de financiamento relativo ao período 2014-2020.
O Guia tem como objetivo fornecer todas as informações sobre financiamentos da União Europeia (UE), ajudando os interessados nos primeiros passos para solicitar e obter apoio para o seu projeto.

​A Comissão Europeia disponibiliza um documento que reúne um conjunto de programas e oportunidades de financiamento, em todos os países da União Europeia, no âmbito do quadro de financiamento relativo ao período 2014-2020.

Já está disponível a nova publicação da Comissão Europeia sobre financiamento da União Europeia que apresenta um conjunto de programas e as oportunidades de financiamento que proporcionam, no âmbito do quadro financeiro plurianual para 2014-2020.
O presente guia aborda os potenciais beneficiários de financiamento da União Europeia (UE) e abrange:
• Como funciona o financiamento da UE
• Modalidades de gestão do financiamento da UE
• Tipos de financiamento
• Elegibilidade para financiamento
• Princípios e regras do financiamento da UE
.
O presente guia visa em especial seis grupos de candidatos potenciais: as pequenas e médias empresas (PME), as organizações não governamentais (ONG), os jovens, os investigadores, os agricultores e os organismos públicos. No entanto, também pode ser uma fonte de informação valiosa para outros requerentes.

 


O guia destina-se a familiarizar o/a leitor/a com o financiamento da UE, ajudando-o/a nos primeiros passos para solicitar e obter um financiamento.
A presente publicação apresenta estes programas e as oportunidades de financiamento que proporcionam, que são descritos sinteticamente no presente folheto. Podem ser obtidas informações mais pormenorizadas no sítio web da Comissão Europeia, na secção Financiamento, concursos
Consulte o Guia para o financiamento da UE e fique a conhecer os programas destinados a incentivar o emprego, o crescimento e o investimento em toda a UE.

 

Read More

Programa EDP Solidária Saúde 2017

28 Junho, 2017
/ / /
Comments Closed

Programa EDP Solidária Saúde 2017 Em 2017, o programa EDP Solidária Saúde disponibiliza mais de um milhão de euros para apoiar projetos nas áreas das Vias Verdes Coronária e do AVC. As candidaturas decorrem entre 26 de junho e 17 de julho. Decorre, de 26 de junho a 17 de julho, o período de candidaturas […]

Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Candidaturas Programa Cidadãos Ativ@s

    17 Julho, 2018
    Candidaturas para ONG | Programa Cidadãos Ativ@s O Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024) foi criado na sequência do concurso para a gestão em Portugal do Active Citizens Fund, um fundo destinado a Organizações Não Governamentais (ONG), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu. Estão abertas as candidaturas para Organizações Não Governamentais que desenvolvam proje

    Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

    11 Julho, 2018
    Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018. A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) […]
44 visitantes ligados agora
5 visitantes, 39 bots, 0 membros