Vídeos e Multimédia

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • No dia 17 de maio celebra-se o Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia | IDAHOT – International Day Against Homophobia and Transphobia. Hoje o mundo lembra o Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia, data na qual, em 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da Classificação […]

“Mar”, uma curta-metragem LGBTQ de William Vitória, premiada pelo Canada Shorts Film Festival

16 Maio, 2018
/ / /

"Mar”, uma curta-metragem LGBTQ de William Vitória, premiada pelo Canada Shorts Film Festival

O filme estreou em Toronto e recebeu Award of Distinction pela Canada Shorts film festival. Vai estar em exibição no próximo dia 19 de maio às 21h30 na Ler Devagar em Lisboa, com entrada livre.
"Mar" é descrito como um "um romance dramático e thriller que se passa na bonita cidade costeira de Peniche”. Uma história de amor, traição, e sobre como cada família tem a sua forma de viver as questões LGBTQ.

A curta-metragem Mar é um romance dramático e thriller realizado pelo Luso-Canadiano William Vitória e conta a história de um casal, o Eduardo (João Santos Silva) e o Xavier (Lourenço Seruya), que visita Portugal e se hospeda em casa de um amigo de infância Cristóvão (Diogo Tavares).

Este amigo guarda um segredo que apenas a sua mãe (Sylvie Rocha) conhece. Aos poucos o casal desenvolve uma atracão por este amigo até que faz uma descoberta macabra.

O filme surgiu devido a saudade que o realizador sente por Portugal, pelo gosto por contar histórias LGBTQ e a vontade de mostrar ao mundo a beleza e talento do país.

O argumento é de William Vitória e de Diogo Tavares.

Esta curta-metragem venceu um Award of Distinction atribuída pela Canada Shorts Film Festival, foi exibida na Regent Theatre em Toronto e na Cinemateca Portuguesa.

Vai estar em exibição no próximo dia 19 de maio às 21h30 na Ler Devagar em Lisboa, com entrada livre.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Governo lança campanha Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia | #DireitoASer

14 Maio, 2018
/ / /

Governo lança campanha Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia | #DireitoASer

A campanha #DireitoASer tem como objetivo dar voz a pessoas trans e a pessoas intersexo, convidando a sociedade a vê-las, escutá-las e conhecer as suas histórias.
O Governo assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, que se comemora a 17 de maio, com uma campanha intitulada #DireitoASer.

Trans e Intersexo #DireitoASer

A campanha #DireitoASer tem como objetivo dar voz a pessoas trans e a pessoas intersexo, convidando a sociedade a ouvi-las e conhecê-las através de testemunhos na primeira pessoa, sobre os seus quotidianos e a luta pelo reconhecimento dos seus direitos.

Desenvolvida pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), a campanha #DireitoASer acompanha o debate público em torno da lei que estabelece o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género e o direito à proteção das características sexuais de cada pessoa.

Esta lei foi aprovada pela Assembleia da República a 13 de abril de 2018, após um processo de discussão e auscultação junto da sociedade civil.

A Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação Portugal + Igual, aprovada em 2018 e alinhada com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, integra um Plano de Ação Nacional para a promoção dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI).

 

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Campanha: Nem mais, nem menos. É tempo de #IgualdadeReal

8 Março, 2018
/ / /
Comments Closed

Campanha: Nem mais, nem menos. É tempo de #IgualdadeReal

Milhões de mulheres e raparigas exigem o fim das desigualdades, da discriminação pelo simples facto de terem nascido do sexo feminino. Nem mais, nem menos. É tempo de igualdade real.

É tempo de Igualdade Real

No Dia Internacional das Mulheres a Associação ACEGIS lança a Campanha: Nem mais, nem menos. É tempo de #IgualdadeReal.

É tempo de aumentar a participação das mulheres no mercado de trabalho, de promover a paridade entre mulheres e homens em cargos de decisão e de reduzir as disparidades de rendimentos e de pensões.
É tempo de promover a independência económica das mulheres e por essa via combater a pobreza e a exclusão social das mulheres.
É tempo de eliminar todas as formas de violência contra as mulheres, de promover a igualdade de oportunidades e de direitos das mulheres em todo o mundo.
A igualdade de género ainda é um longo caminho a percorrer, com a agravante e a sob a aparência de que já muito se fez, mas sendo evidente o muito que ainda falta alcançar. 
A luta pela igualdade faz-se mostrando as persistentes desigualdades de direitos e de oportunidades das mulheres.
Milhões de mulheres e raparigas exigem o fim das desigualdades, da discriminação pelo simples facto de terem nascido do sexo feminino.
Nem mais, nem menos. É tempo de #IgualdadeReal.

por Susana Pereira
Fundadora e Presidenta Executiva da Associação ACEGIS
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.306 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Movimento #MeToo é a personalidade do ano da revista Time

6 Dezembro, 2017
/ / /
Comments Closed
TIME has named the Silence Breakers, the individuals who set off a national reckoning over the prevalence of sexual harassment, as its 2017 Person of the Year.
Publicação norte-americana distinguiu as mulheres e homens que nos últimos meses denunciaram casos de assédio e abuso sexual, num movimento coletivo denominado #MeToo, surgido nos Estados Unidos, foram nomeadas Personalidade do Ano pela revista Time.

 

A revista Time homenageia mulheres e homens que denunciaram casos de abusos e assédio sexual.

Publicação norte-americana distinguiu as mulheres e homens que nos últimos meses denunciaram casos de assédio e abuso sexual, num movimento coletivo denominado #MeToo, surgido nos Estados Unidos, foram nomeadas Personalidade do Ano pela revista Time.
Na capa da próxima edição da Time surgem cinco mulheres, entre as quais a atriz Ashley Judd e a cantora Taylor Swift, que quebraram o silêncio, denunciaram casos em que foram vítimas de assédio sexual, e fizeram com que milhares de outras pessoas partilhassem histórias semelhantes.
"Esta é a mudança social mais rápida que vimos em décadas, e começou com atos individuais de coragem por centenas de mulheres (e também alguns homens) que se apresentaram para contar suas próprias histórias". Edward Felsenthal, editor-chefe da revista Time.
A distinção é um reconhecimento do papel de mulheres e homens “por dar voz a segredos abertos, por mover redes de murmúrios para as redes sociais, por nos motivar a todos para parar de aceitar o inaceitável”.

VídeoTIME Person of the Year 2017: The Silence Breakers

Artigos Relacionados | Associação ACEGIS

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

Uma forma divertida de apreender Cidadania, Ambiente, Direitos Humanos e Direitos da Criança.

São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

Read More

Campanha #NemMais1MinutodeSilêncio

24 Novembro, 2017
/ / /
Comments Closed

"É necessário travar uma luta contra o preconceito, estereótipos e tabus, que contribuem para difundir uma visão de subalternidade da mulher e, desse modo, legitimar a violência. " ACEGIS

Campanha #NemMais1MinutodeSilêncio

No âmbito da celebração do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, que se comemora no dia 25 de novembro foi lançada a campanha #NemMais1MinutodeSilêncio.
O objetivo é alertar para a importância de nenhum tipo de violência contra as mulheres poder ser tolerado.
A campanha foi desenvolvida em parceria com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, o Ministério Público, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, a União de Mulheres Alternativa e Resposta, o Movimento Democrático de Mulheres, a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas, a Capazes, a Associação de Mulheres contra a Violência e a Liga Portuguesa de Futebol.
O objetivo é alertar para a importância de nenhum tipo de violência contra as mulheres poder ser tolerado.

Campanha #NemMais1MinutodeSilêncio

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

AppVD: Uma Aplicação para Telemóvel Contra a Violência Doméstica

10 Março, 2017
/ / /
Comments Closed

AppVD: Uma Aplicação para Telemóvel Contra a Violência Doméstica A AppVD é uma aplicação para telemóvel que ajuda a proteger e disponibiliza informação a vítimas de violência doméstica. A aplicação pode ser descarregada gratuitamente Loja da Apple ou no Google Play.  AppVD – APPoio Contra a Violência Doméstica Está disponível a partir desta sexta-feira uma […]

Read More

Governo lança Campanha Contra o Tráfico de Crianças

14 Outubro, 2016
/ / /
Comments Closed

Governo lança Campanha Contra o Tráfico de Crianças Crianças exploradas e tratas como lixo. Usadas para mendicidade, exploração sexual, trabalhos forçados e domésticos. Uma realidade que não pode continuar. As crianças têm direito a ter uma infância e serem protegidas. Mude a história e dê-lhes uma infância. Ligue 808257257 e denuncie o Tráfico de Crianças.  As […]

Read More

Campanha: «Direito a Viver sem Mutilação Genital Feminina»

16 Agosto, 2016
/ / /
Comments Closed

Campanha: «Direito a Viver sem Mutilação Genital Feminina»

O objetivo desta iniciativa é prestar informação sobre as consequências e os riscos da Mutilação Genital Feminina. Atualmente, pelo menos 200 milhões de meninas e mulheres de 30 países foram submetidas a esta prática. 
Campanha- «Direito a Viver sem Mutilação Genital Feminina» - ACEGIS.

A campanha é uma iniciativa conjunta do Governo, em parceria com várias entidades públicas e privadas, designadamente com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e enquadra-se no III Programa de Ação para Prevenção e Eliminação da Mutilação Genital Feminina 2014-2017.
A mutilação genital feminina é uma das práticas tradicionais nocivas mais graves de discriminação contra as mulheres e de violação de direitos fundamentais, como a igualdade, a dignidade e a integridade de raparigas e mulheres.
Pelo menos 200 milhões de raparigas e mulheres foram vítimas de mutilação genital feminina em 30 países, revela o relatório estatístico da Unicef  Female Genital Mutilation/Cutting: A Global Concern” (2016). 
Female Genital Mutilation_ACEGIS

O número global no relatório estatístico sobre MGF inclui perto de 70 milhões de raparigas acima da estimativa realizada em 2014. Este aumento decorre do crescimento demográfico nalguns países e dos dados nacionais representativos que foram recolhidos pelo Governo da Indonésia.
À medida que ficam disponíveis mais dados, aumenta a estimativa do número total de raparigas e mulheres que foram submetidas à prática.
Em 2016, são 30 os países que dispõem de dados nacionais representativos acerca desta prática. De acordo com os dados agora divulgados, as raparigas até aos 14 anos representam 44 milhões das que foram excisadas, registando-se a maior prevalência de MGF nessa faixa etária na Gâmbia com 56 por cento, Mauritânia com 54 por cento e Indonésia onde cerca de metade de todas as raparigas até aos 11 anos foram submetidas à prática.
Os países com a maior prevalência em raparigas e mulheres com idades entre os 15 e os 49 anos são a Somália ( 98 %), a Guiné (97%) cento e Djibouti ( 93%).
No entanto, nos últimos 30 anos, as taxas de prevalência da MGF em raparigas com idades entre os 15 e os 19 anos diminuíram, nomeadamente na Libéria (em 41%), no Burkina Faso (em 31%), no Quénia (em 30%) e no Egipto (em 27%).
Em 2015, Gâmbia e Nigéria, países da África Ocidental, adotaram legislação nos sentido de  criminalizar  a prática. Nos 16 países onde dados são disponíveis, mais de 1.900 mil comunidades, abrangendo uma população estimada em 5 milhões de pessoas, fizeram declarações públicas pedindo o fim da circuncisão feminina.
Em Setembro de 2015,  na Cimeira das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, 193 nações aprovaram por unanimidade o ano de 2030 como meta para a eliminação da MGF.
Veja o Vídeo da  Campanha: «Direito a Viver sem Mutilação Genital Feminina»

Read More

Women’s suffrage in the United States: Uma conquista com 96 anos

4 Junho, 2015
/ / /
Comments Closed

Women’s suffrage in the United States: Uma conquista com 96 anos

Faz hoje 96 anos que foi a aprovada a XIX emenda à Constituição dos Estados Unidos estabelecendo que todas as mulheres maiores de idade têm direito de voto.
“Men, their rights and nothing more. Women, their rights and nothing less.”, Susan B. Anthony


Faz hoje 96 anos que foi a aprovada a XIX emenda à Constituição dos Estados Unidos estabelecendo que todas as mulheres maiores de idade têm direito de voto.
Depois da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), graças à participação de muitas mulheres no trabalho industrial e, obviamente, devido aos esforços de Susan B. Anthony e das suas colegas sufragistas, a XIX Emenda à Constituição foi finalmente promulgada a 4 de Junho de 1919, garantindo o direito ao voto a todas as mulheres nos Estados Unidos.
Carolina Beatriz Ângelo foi a primeira mulher a votar em Portugal a 28 de maio de 1911. Para tal, invocou a sua condição de chefe de família após o óbito de seu marido Januário Barreto.
Em 1931, o voto é concedido pela primeira vez a mulheres com cursos secundários ou universitários. Esta limitação era apenas aplicada à mulher, o que significava que apenas uma escassa minoria podia efetivamente votar.
O direito de voto só foi efetivamente alcançado com a Revolução de 25 de Abril de 1974, tornando-se universal para todos os cidadãos maiores de idade.

 Veja o Vídeo first voting right for women in the U.S.

Read More

Violência Contra as Mulheres: 5 testemunhos

2 Junho, 2015
/ / /
Comments Closed

Violência Contra as Mulheres: 5 testemunhos de um relacionamento abusivo, maus tratos e violência doméstica

5 women tell their stories of leaving an abusive relationship

“It’s seriously like being in the scariest movie you’ve ever been in when you’re being threatened in your own home. There’s nowhere to go, there’s no escape. It’s hard to explain.”

 

theguardian_logoLeia a notícia no The Guardian


A violência continua a ser o principal fator que atenta contra a dignidade e os direitos das mulheres. Em 1993 a Assembleia Geral das Nações Unidas aprova a Declaração sobre a Eliminação da Violência contra as Mulheres. 
1 em 3 Mulheres são  Vítimas de violência  física ou sexual (OIT)
Na União Europeia 13 Milhões de Mulheres sofrem violência física e  
                                          3,7 Milhões Violência Sexual.
A violência contra as mulheres é uma forma de discriminação e uma violação dos direitos humanos!
O primeiro passo para prevenir a violência doméstica é a sensibilização, a capacidade formar uma consciência crítica para não tolerar e não silenciar o flagelo da violência.

.

Vídeos e Campanhas ACEGIS Violência Contras as Mulheres

 

Read More

Dia Mundial da Diversidade Cultural | 21 maio

21 Maio, 2015
/ / /
Comments Closed

Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento | 21 de maio

O desafio de vivermos juntos numa sociedade diversificada só é possível se pudermos viver juntos em igual dignidade.
Campanha «We are diversity»!


A cultura deve ser considerada como um conjunto distinto de elementos espirituais, materiais, intelectuais e emocionais de uma sociedade ou de um grupo social. Além da arte e da literatura, ela abarca também os estilos de vida, modos de convivência, sistemas de valores, tradições e crenças”
Preâmbulo da Declaração Universal de Diversidade Cultural da UNESCO, 2001
.

Assinala-se hoje, 21 de Maio, o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, instituído em 2002 pelas Nações Unidas dando sequência à adoção da Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural da UNESCO em 2001.

A Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural, afirma que “a diversidade cultural é tão necessária para a humanidade como a biodiversidade para a natureza”, reconhecendo, pela primeira vez, a Diversidade Cultural como “herança comum da humanidade”.

A diversidade cultural, é um exercício de cidadania e respeito pela diversidade cultural, na promoção e proteção dos direitos humanos.

Diversidade cultural acegis 2015

A pluralidade cultural deve ser reconhecida como património comum da humanidade, e um princípio indissociável dos direitos humanos, da cidadania e das liberdades fundamentais do ser humano.
A proteção e a promoção da diversidade cultural, pressupõe o reconhecimento da igualdade, da dignidade e o respeito por todas as culturas, enqunto condição essencial para o desenvolvimento sustentável e internacional.
ACEGIS sublinha a necessidade de reforçar as potencialidades da diversidade cultural como meio de alcançar a prosperidade, o desenvolvimento sustentável e a coexistência pacífica mundial, e simultaneamente o garante da paz, justiça social e mútuo respeito entre povos.
O desafio de vivermos juntos numa sociedade diversificada só é possível se pudermos viver juntos em igual dignidade.  A pluralidade, a diversidade, conta com todos(as) neste diálogo multicultural!

.

Vídeo da  Campanha “We are diversity” – ACEGIS


Links de interesse:
UNESCO Declaração Universal Diversidade Cultural (2002)
http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001271/127160por.pdf
Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais (2005)
http://unesdoc.unesco.org/images/0015/001502/150224por.pdf
Livro Branco sobre o Diálogo Intercultural“ Viver Juntos em Igualdade” (2008)
http://www.coe.int/t/dg4/intercultural/Source/Pub_White_Paper/WhitePaper_ID_PortugueseVersion2.pdf
Read More

Envelhecimento da população: um dos maiores desafios da Europa

12 Maio, 2015
/ / /
Comments Closed

envelhecimentoEnvelhecimento da população: um dos maiores desafios da Europa 

Going further together – The ageing population 

A faixa da população da União constituída por indivíduos com cinquenta anos ou mais aumentará a um ritmo muito mais rápido do que se verificou até hoje. Isto é muito positivo, pois trata-se de uma consequência lógica de uma melhoria nos domínios da saúde e da qualidade de vida. Não obstante, devido a esta alteração demográ­fica, a União enfrenta uma série de desafios.

O envelhecimento da população, um dos maiores desafios sociais e económicos para as sociedades europeias no século XXI, afetará todos os países da UE, bem como a maior parte das suas políticas.

Em 2025, mais de 20 % dos europeus terão mais de 65 anos e o aumento do número de idosos com mais de 80 anos tende a ser cada vez mais acentuado.

Uma vez que os idosos têm necessidades diferentes em termos de cuidados de saúde, os sistemas de saúde terão de se adaptar para poderem assegurar a prestação de cuidados adequados e, simultaneamente, manter a sua sustentabilidade financeira.

Em 2012, as instituições europeias elegeram 2012 como o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações, procurando dessa forma sensibilizar a sociedade europeia para o contributo socioeconómico prestado pelas pessoas mais velhas, bem como promover medidas que criem mais e melhores oportunidades para que os cidadãos idosos se mantenham ativos.

Veja o Vídeo Going further together – The ageing population [Em Português]

Going further together - The ageing population

 

Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Programa FACES – Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social

    23 Maio, 2018
    Abertura de candidaturas para a 2.ª Edição do Programa FACES - Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social. A apresentação das candidaturas para o programa FACES – Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social decorre entre 3 de maio e 15 de junho de 2018. Mais informações, aqui. 2.ª edição do […]

    Portugal Inovação Social: €5 milhões de euros para financiar projetos de empreendedorismo e inovação social

    16 Maio, 2018
    Portugal Inovação Social: são €5 milhões de euros para financiar projetos de empreendedorismo e inovação social A Portugal Inovação Social abre pela terceira vez candidaturas a títulos de impacto social. Apoio a projetos inovadores nas áreas da proteção social, emprego, justiça, saúde e inclusão digital. Mais informações, aqui. A Portugal Inovação Social tem, desde 9 de maio
43 visitantes ligados agora
1 visitantes, 42 bots, 0 membros