Programas Apoio Emprego

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Dia Internacional da Juventude: celebrando os jovens construindo paz Atualmente, existem cerca de 1.8 mil milhões de jovens entre os 10 e os 24 anos de idade, cerca de um quarto da população mundial. A maior geração de jovens de sempre na história da humanidade, está nas nossas mãos ajudá-la a tornar-se a geração que […]

Convite para apresentação de candidaturas a Bolsas do Ensino Superior

9 Agosto, 2017
/ / /

Convite para apresentação de candidaturas a Bolsas do Ensino de Ensino Superior a Alunos/as Carenciados/as.

As operações a apoiar enquadra-se no Eixo Prioritário 2 – Reforço do ensino superior e da formação avançada do Programa Operacional Capital Humano (PO CH), incidindo em Bolsas Individuais de Doutoramento e Pós-Doutoramento.
Este apoio visa contribuir para o aumento da percentagem de estudantes apoiados pela Ação Social no ensino superior e atingir os 124.000 estudantes; e de aumentar para 40% a percentagem de pessoas entre os 30-34 anos com formação de nível superior, ou equivalente.
A dotação de Fundo Social Europeu (FSE), a alocar ao presente aviso, é de 84.000.000M€ (oitenta e quatro milhões de euros).
Convite para apresentação de candidaturas à Tipologia de Operação Bolsas Individuais de Doutoramento e Pós-Doutoramento. 
O presente aviso enquadra-se no objetivo especifico do Programa Operacional Capital Humano que visa aumentar o número de diplomados/as do ensino superior, melhoria da qualidade das ofertas e reforço da orientação para as necessidades do mercado de trabalho.
As operações a apoiar enquadra-se no Eixo Prioritário 2 – Reforço do ensino superior e da formação avançada do Programa Operacional Capital Humano (PO CH), incidindo em Bolsas Individuais de Doutoramento (BD), Bolsas de Doutoramento em Empresas (BDE) e Bolsas de Pós-Doutoramento (BPD).
São elegíveis todas as bolsas de doutoramento, doutoramento em empresas e pós-doutoramento em curso no novo período de programação.
Estes apoios deverão estar maioritariamente alinhados com a estratégia nacional para a especialização inteligente (ENEI) ou com outras prioridades políticas nacionais e ainda contribuir para o aumento do número de doutorados e de pós-doutorados no mercado de trabalho não académico, com particular destaque para o tecido empresarial, dotando as pequenas e médias empresas (PME) e as grandes empresas de recursos altamente qualificados que permitam incrementar a exportação de produtos e serviços baseados no conhecimento científico e tecnológico e na criatividade.
Este apoio visa contribuir para o aumento da percentagem de estudantes apoiados pela Ação Social no ensino superior e atingir os 124.000 estudantes,  conformidade à Meta do Plano Nacional de Reformas (PNR) e da Estratégia Europa 2020, nomeadamente com o objetivo de aumentar para 40% a percentagem de pessoas entre os 30-34 anos com formação de nível superior, ou equivalente.
Destinatários/as
São destinatários(as) destas operações pessoas individuais que satisfaçam as condições de acesso necessárias ao ingresso em ciclo de estudos conducente à obtenção do grau académico de doutor (bolsas de doutoramento – BD e bolsas de doutoramento em empresas- BDE) e pessoas individuais detentoras do grau académico de doutor, para realizarem trabalhos avançados de investigação no âmbito de instituições científicas portuguesas de reconhecida idoneidade (bolsas de pós–doutoramento – BPD).
O presente convite para a apresentação de candidaturas é destinado exclusivamente à Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), I.P., enquanto beneficiária responsável pela execução das respetivas medidas de política pública, na aceção prevista no artigo 39.º do Decreto-Lei n.º 137/2014, de 12 de setembro, e nos termos definidos na primeira parte da alínea c) do artigo 23.º do RECH.
O período de candidaturas inicia-se a 09 de Agosto de 2017 e termina a 08 de Setembro de 2017  para alunos/as carenciados/as das regiões de intervenção do POCH, Norte, Centro e Alentejo.

AVISO POCH-68-2017-12
Acesso Balcão 2020 para submissão de candidaturas
As dúvidas ou questões relacionadas com as candidaturas devem ser remetidas para o endereço de correio eletrónico poch@poch.portugal2020.pt, ou para o suporte do Portugal 2020.
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Passaporte Qualifica | Mais Qualificação, Melhor Emprego

20 Julho, 2017
/ / /

Passaporte Qualifica |Mais Qualificação, Melhor Emprego

Passaporte Qualifica encontra-se disponível para as entidades de educação e formação, enquanto ferramenta de apoio à dinamização e gestão das suas ofertas, nomeadamente na adequação das mesmas às necessidades dos seus públicos-alvo e territórios de intervenção.

 


Passaporte Qualifica
O Passaporte Qualifica é um instrumento (digital) de orientação e registo individual de qualificações e competências, que permite, não só, registar as qualificações obtidas pelo adulto ao longo da sua vida, mas também simular percursos de qualificação possíveis e organizar o percurso de qualificação efetuado ou a efetuar, em função das qualificações que o indivíduo pode obter e da progressão escolar e profissional que pode alcançar, identificando as competências em falta, por forma a possibilitar a construção de trajetórias de formação mais adequadas às necessidades de cada indivíduo, de entre as diferentes trajetórias possíveis.
O Passaporte Qualifica destina-se:
– a adultos com idade igual ou superior a 18 anos que procurem melhorar as suas qualificações, tendo em vista, nomeadamente, a conclusão do ensino secundário e/ou a obtenção de uma qualificação profissional;
– a jovens, entre os 15 e os 29 anos, que não estejam empregados, nem a estudar ou a frequentar formação (Jovens NEET).
O Passaporte Qualifica é um instrumento (digital) de orientação e registo individual de qualificações e competências, que:
– Regista as qualificações e competências adquiridas ou desenvolvidas ao longo da vida (esta informação poderá ser consultada detalhadamente no Registo Individual de Competências – RIC);
– Simula e apresenta diversos percursos de qualificação possíveis para a obtenção de novas qualificações e/ou progressão escolar e profissional, a partir da capitalização dos resultados de aprendizagem que o adulto já alcançou e das competências que adquiriu até ao momento;
– Sugere diferentes trajetórias de formação (escolar, profissional ou de dupla certificação) ou de reconhecimento, validação e certificação de competências (processo de RVCC) que o adulto poderá escolher para a conclusão da meta de qualificação que selecionou;
– Identifica as unidades de formação concluídas e respetivos pontos de crédito que capitaliza de formações anteriores, para a qualificação pretendida;
– Lista as unidades de formação e respetivos pontos de crédito em falta para a obtenção do percurso selecionado;
– Informa quais as Entidades de Educação e Formação onde o adulto poderá encontrar a oferta de formação que selecionou ou os Centros Qualifica onde poderá realizar um processo de RVCC, tendo como referência o seu local de residência (ou outra à sua escolha) e a data da sua pesquisa.

O Passaporte Qualifica encontra-se disponível para as entidades de educação e formação, enquanto ferramenta de apoio à dinamização e gestão das suas ofertas, nomeadamente na adequação das mesmas às necessidades dos seus públicos-alvo e territórios de intervenção.
Este instrumento torna-se assim de suma importância para as entidades de educação e formação, uma vez que permite a divulgação e promoção das suas ofertas educativas e formativas e, desse modo, um potencial aumento do número de formandos/as.
Nesse sentido, reforçamos a necessidade do registo atualizado de todas as formações a realizar, com vista a uma mais ampla divulgação e um maior ajustamento entre a oferta e a procura.

.

Programa Qualifica.
Mais Qualificação, Melhor Emprego

Passaporte Qualifica poderá ser acedido a partir do Portal Qualifica www.qualifica.gov.pt ou diretamente no sítio da Internet especificamente criado para o efeito:www.passaportequalifica.gov.pt
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Candidaturas Programa INOV Contacto – Estágios Internacionais

19 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Candidaturas Programa INOV Contacto – Estágios Internacionais

22ª edição – 2017/2018

Documentos para download:
Regulamento Candidatura ao Programa INOV Contacto
Formulário Candidatura ao Programa INOV Contacto
.
Para mais informações, clique aqui.

Read More

Jovens NEET: Estratégia Nacional Jovens que não estudam, não trabalham nem frequentam formação

4 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Jovens NEET: Estratégia Nacional Jovens que não estudam, não trabalham nem frequentam formação

No âmbito do programa Garantia Jovem, o Instituto de Emprego e Formação Profissional apresentou a Estratégia Nacional de Sinalização, plano a quatro anos, para encontrar soluções para os jovens que não trabalham e não estudam. 
Existem cerca de 175 mil jovens inactivos em Portugal.


Até 2020, o Governo quer chegar a 30.000 jovens que não estudam, não trabalham, não frequentam qualquer formação profissional (os/as chamados/as “nem nem”) e que não estão inscritos nos centros de emprego.
No âmbito da Estratégia Nacional de Sinalização de Jovens que não estudam, não trabalham( NEET), o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) está a criar uma rede de parceiros com o objetivo de trazer para o sistema educativo ou profissional pelo menos 30 mil jovens que não estudam, não trabalham, nem frequentam qualquer formação.
Existem cerca de 175 mil jovens inactivos em Portugal.
A Estratégia foi  delineada para um prazo de quatro anos e que pretende alcançar pelo menos 30 mil dos 67.500 jovens nesta situação – e que são uma parte dos 175.900 até aos 30 anos que não estudam, não trabalham, nem frequentam formação profissional (dados do INE referentes ao 1º trimestre de 2017).
Esta é uma estratégia a desenvolver no âmbito do Garantia Jovem, e tem como principal objetivo proporcionar aos jovens entre os 15 e os 29 anos que não se encontrem a estudar nem a trabalhar, uma oportunidade para apostar na sua qualificação e estar em contacto com o mercado de trabalho, no prazo de quatro meses após a inscrição no ‘site’ do programa ou nos seus parceiros.
A estratégia visa, sinalizar os jovens inativos, “afastados do sistema formal de educação, formação e emprego, não registados no serviço público de emprego”  e pretende alcançar pelo menos 30 mil dos 67.500 jovens nesta situação.
Para este efeito, Portugal contou com o apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para a realização de um trabalho de definição de uma estratégia integrada de sinalização e apoio aos jovens NEET.
Programa – Garantia Jovem
O  IEFP através da iniciativa Garantia Jovem, propõe-se alargar a rede de parceiros (cerca de 1500 em todo o território continental) que, no terreno, dão um importante contributo para a sinalização e atendimento dos jovens mais “afastados do sistema”, nomeadamente autarquias, associações de juventude e instituições particulares de solidariedade social.
Até junho de 2018, esta iniciativa estará presente em vários meios e suportes publicitários, canais offline e online, além de disseminar testemunhos de jovens bem-sucedidos em vídeo que participaram nas diferentes respostas do programa Garantia Jovem. Estará ainda presente nas escolas secundárias com uma abordagem preventiva.
Para mais informações, clique aqui.

 

Read More

Abertura do primeiro período de candidatura da medida Estágios Profissionais

16 Maio, 2017
/ / /
Comments Closed
Abertura do primeiro período de candidatura da medida Estágios Profissionais
Novo: Prorrogação do período de candidatura até 31 de julho de 2017

Decorre até 31 de julho de  2017 a primeira fase de de candidaturas à nova medida Estágios Profissionais.

Governo estima apoiar 4.000 estágios profissionais.


Decorre até 31 de julho de 2017 a primeira fase de de candidaturas à nova medida Estágios Profissionais.
Medida do Governo “Estágios Profissionais” tem duração de nove meses e destina-se sobretudo à inserção de jovens no mercado de trabalho ou à reconversão profissional de desempregados.
A primeira fase de candidaturas à medida Estágios Profissionais arranca esta terça-feira e decorre até 16 de junho, e tem uma dotação orçamental de 18,8 milhões de euros para apoiar 4.000 estágios profissionais.

 

Destinatários/as da medida:
Condição Geral:
Inscrição nos serviços de emprego do IEFP, na qualidade de:
  • Desempregados/as;
  • Trabalhador/a com contrato de trabalho suspenso, com fundamento no não pagamento pontual da retribuição.
Grupos
a) Jovens com idade entre os 18 e os 30 anos, inclusive, detentores/as de uma qualificação de nível 3, 4, 5, 6, 7, ou 8 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ);
b) Desempregados/as há mais de 12 meses, com idade superior a 30 e menor ou igual a 45 anos, desde que reúnam uma das seguintes condições:
  1. tenham obtido há menos de três anos uma qualificação de nível 3, 4, 5, 6, 7 ou 8 do QNQ;
  2. estejam inscritos/as em Centro Qualifica, no caso de terem uma qualificação de nível 2 do QNQ;
c) Desempregados/as há mais de 12 meses, com idade superior a 45 anos, detentores/as de qualificação de nível 2 que estejam inscritos em Centro Qualifica, ou de nível 3, 4, 5, 6, 7 ou 8 do QNQ;
d) Pessoas com deficiência e incapacidade;
e) Pessoas que integrem família monoparental;
f) Pessoas cujos cônjuges ou pessoas com quem vivam em união de facto se encontrem igualmente inscritos como desempregados no IEFP;
g) Vítimas de violência doméstica;
h) Refugiados;
i) Ex-reclusos/as e aqueles que cumpram ou tenham cumprido penas ou medidas judiciais não privativas de liberdade, em condições de se inserirem na vida ativa;
j) Toxicodependentes em processo de recuperação.
Os estágios profissionais do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) têm uma duração de nove meses e destinam-se sobretudo à inserção de jovens no mercado de trabalho ou à reconversão profissional de desempregados.
A candidatura à medida é efetuada pela entidade, no portal NetEmprego, na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada.
Durante este período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio ao Emprego, apoiando a celebração de contratos de trabalho sem termo, com ex-estagiários.

Documentos para consulta:
 aviso de abertura 
regulamento

.

Informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00. Tel: 300 010 001.

Para mais informações, clique aqui.
Read More

Medida Contrato-Emprego: Segundo período de candidaturas

4 Maio, 2017
/ / /
Comments Closed

Medida Contrato-Emprego

Novo: Prorrogação do Período de candidatura.
Foi alargado o período de candidatura à medida Contrato-Emprego até 16 de junho de 2017.
A medida pretende apoiar as empresas na contratação de desempregados/as, contando com uma dotação orçamental de 20 milhões de euros.


O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) tem em aberto o segundo período de candidaturas à medida Contrato-Emprego.
As empresas que queiram beneficiar de apoios à contratação de desempregados inscritos nos centros de emprego têm até 31 de maio para se candidatarem a uma tranche dos 20 milhões de euros disponíveis. 
A candidatura à medida é efetuada no NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).
As empresas poderão apresentar candidaturas para as ofertas de emprego apresentadas ao IEFP, no período compreendido entre 4 de março e 24 de maio de 2017, desde que cumpram os requisitos de elegibilidade.
No segundo período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio de Conversão de contrato.
Valor dos Apoios
O apoio, tem por base o Indexante de Apoios Sociais (IAS),  no caso de a empresa celebrar um contrato a termo de 12 meses é de 1.263,96 euro (3 IAS) , podendo ir até 3.791,88 euros (9 IAS) se o contrato for sem termo.
O incentivo pode ser majorado em casos concretos. Empresas que convertam contratos a termo em permanentes também podem ter direito a um apoio.
O IEFP disponibiliza na sua página informação sobre o tipo de apoios disponíveis e tem ainda uma linha telefónica, 300 010 001, para prestar informações.
A medida Contrato-Emprego veio substituir o Estímulo-Emprego e, este segundo período de candidaturas, tem dotação orçamental de 20 milhões de euros.
Empresas podem candidatar-se à medida Contrato-Emprego até 16 de junho de 2017.

Documentos para consulta:
aviso de abertura
regulamento
guia de apoio

Para mais informações, clique aqui.
Artigo ACEGIS – Nova medida ativa de emprego: Contrato-Emprego
Read More

CALL | Fundo EEA Grants para o Emprego Jovem

3 Maio, 2017
/ / /
Comments Closed

CALL | Fundo EEA Grants para o Emprego Jovem

No âmbito do novo período de programação 2014-2021 dos EEA Grants, foi recentemente lançado um concurso para a apresentação de candidaturas ao Fundo para o Emprego Jovem, destinado a apoiar iniciativas de projetos transnacionais que promovam um emprego sustentável e de qualidade para os jovens. 


CALL | The EEA and Norway Grants Fund for Youth Employment

With the new EEA and para Norway Grants Fund for Youth Employment, Iceland, Liechtenstein and Norway aim to support measures that promote youth employment across Europe.

Através do novo Fundo EEA Grants para o Emprego Jovem, a Noruega, a Islândia e o Liechtenstein, pretendem apoiar medidas que promovam o emprego dos jovens em toda a Europa.
Apesar das tendências positivas verificadas em 2016, o acesso ao mercado de trabalho continua a ser um desafio para os jovens na Europa. Os efeitos da exclusão do mercado de trabalho são graves e constituem uma ameaça para o desenvolvimento da coesão económica e social. Além de ser um desperdício de potencial humano e talento, o desemprego coloca os jovens em risco de pobreza e exclusão social, desafiando o bem-estar individual, saúde e futuro.
Os apoios da EEA Grants 2014-2021 destinam-se a contribuir para a redução das disparidades sociais e económicas na Europa. Reconhecendo a forte ligação entre a igualdade social e económica e a participação no mercado de trabalho, as medidas que visam o emprego dos jovens são incentivadas ao longo dos diferentes programas dos apoios EEA Grants. Além disso, o Fundo para o Emprego Jovem, destina-se especificamente a apoiar iniciativas de projetos transnacionais que promovam um emprego sustentável e de qualidade para os jovens.

Foram previstos 60 milhões de euros para projetos no âmbito deste Fundo. Consulte a Call for Proposals para obter mais informações.
Documentos | Documents
Call for Proposals | Download (PDF)
Mais informação consultar: eeagrants.org
Read More

PEJENE tem em aberto 934 vagas para estágios

20 Abril, 2017
/ / /
Comments Closed

PEJENE tem em aberto 934 vagas para estágios | Candidaturas Abertas

Estão disponíveis as candidaturas à 25.ª edição do Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas, o PEJENE.
O Programa conta com 934 vagas, tendo atualmente (20 de abril) 903 vagas em aberto.

 

 


O PEJENE é um programa promovido pela Fundação da Juventude, para jovens a frequentar o último e penúltimo ano do ensino superior em todas as áreas académicas.
A 25.ª edição do Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas (PEJENE) tem 934 vagas disponíveis, contemplando várias áreas de formação: Comunicação, Publicidade e Marketing, Economia, Gestão de Empresas, Educação, Apoio Administrativo, e Tecnologias de Informação e Comunicação.
As candidaturas estão abertas desde 17 de abril de 2017, e podem candidatar-se ao Programa Jovens estudantes a frequentar o penúltimo ou último ano do ensino superior público, privado e cooperativo (Licenciatura, Mestrado, Mestrado Integrado ou Pós-Graduação).
Os Estágios
Os estágios terão a duração de 2 a 3 meses, devendo decorrer entre julho e setembro de 2017.
O PEJENE tem como função integrar o/a estagiário7a numa entidade de acolhimento, desenvolvendo tarefas específicas de acordo com um Plano de Estágio previamente elaborado de acordo com a área de formação do estagiário.
Os estágios decorrem sob a supervisão de um tutor técnico (profissional experiente da entidade de acolhimento) que, no final do mesmo, elaborará um relatório de avaliação final.
Aos jovens estagiários/as do PEJENE será atribuído um Certificado de Estágio, emitido conjuntamente pela Fundação da Juventude e por todas as entidades copromotoras do Programa, documento esse que será entregue até ao final do mês de novembro de 2017.

Candidaturas – a partir de 17 de abril

Cada estudante pode candidatar-se até 2 vagas de estágio, de acordo com as suas preferências. No entanto, a pré-seleção fica condicionada aos requisitos exigidos pela empresa/entidade de acolhimento.
As vagas, à medida que são preenchidas deixam de estar disponíveis online, pelo que deverá submeter a sua candidatura com a maior brevidade possível.
No ato da candidatura os estudantes devem submeter um comprovativo de como estão a frequentar o último ou penúltimo ano do ensino superior. Caso não entreguem esse mesmo comprovativo, a candidatura não será validada.

Consulte a Lista de Vagas para Estágio em https://goo.gl/lgWLzF
Candidaturas: https://goo.gl/QxWxx3
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Candidaturas à Medida Qualificação de Pessoas com Deficiência e Incapacidade

11 Abril, 2017
/ / /
Comments Closed

Candidaturas à Medida Qualificação de Pessoas com Deficiência e Incapacidade

Decorre, de 6 a 30 de abril de 2017, o período de apresentação de candidaturas à medida de qualificação de pessoas com deficiência e incapacidade, para a região de Lisboa e Vale do Tejo.


O Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP, IP) informa de que decorre, de 6 a 30 de abril de 2017, o período para apresentação de candidaturas à medida de qualificação de pessoas com deficiência e incapacidade, para a região de Lisboa e Vale do Tejo.
O período de apresentação de candidaturas destina-se às ações de formação inicial – Percursos B, com uma duração máxima de 36 (trinta e seis) meses, iniciadas ou a iniciar em 2017 e nos anos seguintes não podendo, em caso algum, ultrapassar 31 de dezembro de 2020.
A entrega de candidaturas é efetuada diretamente na:
Delegação Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP, I.P. Direção de Serviços de Emprego e Formação Profissional R. das Picoas, 14 1069 – 003 LISBOA
O Aviso de Abertura de Candidatura, legislação de suporte, formulários de candidatura e respetivas orientações de elaboração encontram-se disponíveis neste portal.
Para mais informações, deverão contactar a Direção de Serviços de Emprego e Formação Profissional da Delegação Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP, IP, através do telefone 215 802 000.

 

 

Read More

MAAT abre candidaturas para programa de estágios remunerados

17 Fevereiro, 2017
/ / /
Comments Closed
Até 5 de Março, jovens universitários podem concorrer ao Programa de Estágios do Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia.
Os/as estagiários/as recebem uma “bolsa mensal” no valor aproximado de 240 (ciências), 320 (relações públicas) e 400 euros (artes).  As despesas de transporte (passo social mensal) serão reembolsadas durante o estágio, até ao máximo de 35 euros por mês.
As inscrições são feitas online e as candidaturas terminam a 5 de março.


MATT – Programa de Estágios 2017
O Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT) de Lisboa abriu um programa de estágios vocacionado para jovens estudantes universitários que queiram “aprofundar os seus conhecimentos técnico-científicos”.
A estes estágios podem candidatar-se jovens entre os 18 e os 25 anos que, na altura da candidatura, “sejam estudantes do ensino superior universitário (licenciatura, mestrado, pós-graduação)”.
A preferência é dada a quem se dedique às ciências (ambiente, electricidade, electrónica, energia, física e química), artes (arquitectura, arte multimédia, artes plásticas, ciências da arte e do património, comunicação cultural, estudos artísticos, história da arte, museologia, produção e gestão cultural) ou relações públicas (relações públicas e comunicação).
Entre os requisitos estão o domínio da língua inglesa (os candidatos das relações públicas devem ser “fluentes em várias línguas”) e a preferência é para residentes na Área Metropolitana de Lisboa.
Candidaturas
As candidaturas já estão abertas até 5 de março de 2017, através de um formulário online. Entre os dias 9 e 11 de Março realiza-se uma pré-selecção das candidaturas e a partir de 3 de Abril começa uma formação inicial de três semanas, a tempo parcial, ministrada pelo MAAT.
Após a formação será divulgada a lista definitiva com os/as estagiários/as selecionados/as  que serão selecionados/as para realizar o estagiário. O estágio tem a duração de seis meses e o início está agendado para 2 de Maio.
Valor da Bolsas de Estágio
O valor da “bolsa mensal” varia de acordo com as áreas de formação. Assim, se o/a candidato/a está a frequentar uma licenciatura na área das ciências poderá contar com uma bolsa no valor aproximado de 240 euros. Caso tenha formação na área das relações públicas esse valor será de 320€, sendo de 400€ no caso dos/as alunos/as provenientes da área das artes.
O período de formação inicial não será remunerado. Para além da bolsa, o estagiário receberá ainda o reembolso das despesas de transporte (passe social mensal até ao máximo de 35 euros por mês).
A carga horária semanal situa-se entre as 12 horas (ciências) e as 20 horas (artes), de segunda-feira a domingo (com excepção da terça-feira), entre as 12 e as 20 horas. De acordo com o regulamento, “os estagiários que obtiverem melhor classificação no estágio inicial poderão candidatar-se a um segundo estágio”.
As inscrições são feitas online e as candidaturas terminam a 5 de março.
Mais Informações em fjuventude.pt

 

 

Read More

Fundação da Juventude abre Candidaturas para Programa de Estágios | PEJENE 2017

31 Janeiro, 2017
/ / /
Comments Closed

Fundação da Juventude abre Candidaturas para Programa de Estágios | PEJENE 2017

As empresas e entidades de acolhimento interessadas em receber estagiários do PEJENE – Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas – poderão candidatar-se até 7 de abril.


Está lançada a 25ª edição do PEJENE – Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas, promovido pela Fundação da Juventude.
O PEJENE – Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas é um programa promovido pela Fundação da Juventude, para jovens a frequentar o último e penúltimo ano do ensino superior em todas as áreas académicas.
Objectivos
O PEJENE promove uma relação direta entre a Escola e a Empresa/Entidade de Acolhimento, através do desenvolvimento de projetos conjuntos de formação em local de trabalho, ainda durante o período de estudo dos jovens.
Através deste Programa, os jovens serão colocados em entidades de acolhimento no período de interrupção das suas atividades letivas de verão, período esse coincidente com as maiores necessidades das empresas em termos de recursos humanos.
Características dos Estágios
Os estágios terão a duração de 2 a 3 meses, devendo decorrer entre julho e setembro de 2017, dando-se preferência aos estágios com duração de 3 meses.
O PEJENE tem como função integrar o/a estagiário/a numa entidade de acolhimento, desenvolvendo tarefas específicas de acordo com um Plano de Estágio previamente elaborado de acordo com a área de formação do estagiário.
Estes estágios decorrerão sob a supervisão de um/a tutor/a técnico/a (profissional experiente da entidade de acolhimento) que, no final, elaborará um relatório de avaliação ­final.
O/a estagiário/a terá de elaborar um relatório ­final de estágio que será entregue ao tutor técnico, que o remeterá à Fundação, depois de visado, juntando-lhe a ­ficha de avaliação atrás referida.
Compete às entidades de acolhimento dos estágios pagar, no mínimo, mensalmente aos estagiários os subsídios de alimentação e de transporte. 
Destinatários/as do Programa
Jovens estudantes a frequentar o penúltimo ou último ano do ensino superior público, privado e cooperativo (Licenciatura, Mestrado, Mestrado Integrado ou Pós-Graduação).

.

Áreas Abrangidas
Consideram-se abrangidas pelo PEJENE todas as áreas de estudo previstas pelo Sistema de Ensino Superior, devida e previamente aprovadas pelo Ministério competente. Será dada prioridade às áreas da Economia Laranja (Economia Criativa) e Economia Verde, pelo facto de serem entendidas pela Fundação da Juventude como áreas estratégicas para a empregabilidade futura dos jovens.
Entidades de Acolhimento do Programa de Estágios
Empresas Industriais (incluindo, transportes e comunicações), Comerciais, de Serviços (incluindo de Consultadoria) e Empresas dos setores das Indústrias Culturais, Indústrias Criativas, Indústrias do Lazer, Indústrias do Entretenimento, assim como Instituições Financeiras (Bancos, Seguradoras e similares), e Instituições sem fins lucrativos (Fundações, Associações, IPSS, Cooperativas e similares), Autarquias Locais, Agências de Desenvolvimento Local, entre outras.
Candidaturas Programa de Estágios
As empresas/entidades de acolhimento interessadas em receber estagiários ao abrigo do PEJENE deverão registar o seu pedido no website www.fjuventude.pt/pejene2017.
Após o ­fim das candidaturas das empresas/entidades de acolhimento, a Fundação da Juventude divulga on-line a lista de vagas para estágio, e os jovens estudantes interessados na realização de um estágio podem realizar a sua candidatura on-line, de imediato.
Cada estudante pode candidatar-se até 2 vagas de estágio, de acordo com as suas preferências. No entanto, a pré-selecção ­fica condicionada ao preenchimento pelos candidatos/as dos requisitos exigidos pela empresa/entidade de acolhimento.
No website do PEJENE estarão disponíveis as vagas para estágio e os estudantes candidatam-se diretamente às vagas que correspondem à sua área de formação. Os estudantes serão contactados diretamente pelas empresas, caso estas tenham interesse no seu Curriculum. A seleção final é da responsabilidade das empresas/entidades de acolhimento, e comunicado por estas aos estudantes e à Fundação da Juventude.
As vagas, à medida que são preenchidas deixam de estar disponíveis on-line.
No ato da candidatura on-line os estudantes devem submeter um comprovativo em como estão a frequentar o último ou penúltimo ano do ensino superior. Caso não entreguem esse mesmo comprovativo, a candidatura não será validada.
Calendarização
As candidaturas ao PEJENE 2017 são feitas diretamente no website do Programa, em www.fjuventude.pt/pejene2017, nos seguintes prazos:
  • Empresas/Entidades de acolhimento: até 7 de abril de 2017;
  • Jovens estudantes: a partir de 17 de abril de 2017.
Os estágios realizar-se-ão entre julho e setembro de 2017.
.
Documentos para Download
Para mais informações, clique aqui. 
Read More

Nova medida ativa de emprego: Contrato-Emprego

25 Janeiro, 2017
/ / /

Nova medida ativa de emprego: Contrato-Emprego

Novo: Prorrogação do Período de candidaturas até 10 de março de 2017
Esta medida ativa de emprego vem substituir o Estímulo-Emprego e procede à regulação da criação da medida Contrato-Emprego, uma medida de apoio à contratação de desempregados (as).
O primeiro período de candidatura da nova medida Contrato-Emprego decorre até 10 de março de 2017.

IEFP avança com concurso para os novos apoios à contratação de desempregados, no âmbito da medida Contrato-Emprego
O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) acaba de lançar o primeiro concurso para os novos apoios à contratação de desempregados, no âmbito da medida Contrato-Emprego, que substitui o Estímulo-Emprego.
A  Medida Contrato-Emprego, consiste na concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregado/a inscrito no IEFP.
O programa foi criado pela Portaria n.º 34/2017, prevendo apoios totais de 60 milhões de euros e a criação de 15 mil postos de trabalho em três concursos.
No primeiro período de candidaturas tem uma dotação orçamental de 20 milhões de euros e visa criar 5 mil postos de trabalho.
 Objetivos da Medida Contrato-Emprego
  • a) Prevenir e combater o desemprego, b) Fomentar e apoiar a criação líquida de postos de trabalho; c) Incentivar a inserção profissional de públicos com maior dificuldade de integração no mercado de trabalho;
  • d) Promover a melhoria e a qualidade do emprego, incentivando vínculos laborais mais estáveis; e) Fomentar a criação de postos de trabalho localizados em territórios economicamente desfavorecidos, de forma a reduzir as assimetrias regionais.
Requisitos da entidade empregadora
Pode candidatar-se à medida o empresário em nome individual ou a pessoa coletiva de natureza jurídica privada, com ou sem fins lucrativos, que preencha os requisitos previstos na presente portaria.

Valor dos Incentivos no âmbito da Medida Contrato-Emprego
O valor a atribuir às empresas depende do tipo de contrato estabelecido, sendo privilegiada a contração sem termo. Sendo de 3792 euros para os contratos sem termo e de até 1264 euros para os contratos a termo certo Estão previstas majorações para estes apoios e prémios.
  • Um contrato sem termo – 3792 (nove vezes o IAS)
  • Fórmula de Cálculo: 9 x IAS = 9 x €421,32= € 3.791,88
  • Um contrato a termo certo – 1264 (três vezes o IAS)
  • Fórmula de Cálculo: 3 x IAS = 3 x €421,32= € 1.263,96
É obrigatório manter o contrato sem termo no mínimo por 24 meses.
 Majorações e Prémios
Os montantes a atribuir poderão ser majorados em mais 10% se o desempregado estiver a receber o rendimento social de inserção, tiver deficiência e incapacidade, integrar uma família monoparental, tiver o cônjuge também desempregado, tiver sido vítima de violência doméstica ou for refugiado, ex-recluso ou toxicodependente em processo de recuperação.
Majoração – Fórmula de Cáclulo
  • Fórmula de Cálculo – contrato sem termo: €3.791,88 x 1,1 = € 4.171,07
  • Fórmula de Cálculo – contrato a termo certo: €1.263,96 x 1,1 = € 1. 390,36
Uma majoração adicional de 10% é ainda possível se o posto de trabalho criado for  criados em  zonas economicamente desfavorecidas de Portugal.
  • Fórmula de Cálculo – contrato sem termo: €3.791,88 x 1,2 = € 4.550,26
  • Fórmula de Cálculo – contrato a termo certo: €1.263,96 x 1,2 = € 1.516,75
Os valores nos dois tipos de contrato podem ainda ser majorados em 20% e 30%,  no caso de pessoas do sexo menos representando em cada profissão,  (20% nos contratos a termo, 30% nos contratos sem termo). O valor é calculado automaticamente pela plataforma informática do IEFP, com base na lista de profissões em que se considera existir uma sub-representação de género, ou seja, aquelas em que se verifica uma representatividade inferior a 33,3% por parte de um dos sexos.
Prémio de Conversão
Nos casos dos contratos a termo certo, o Estado concede um “prémio de conversão”para as empresas que passem para o quadro  os/as trabalhadores/as que estão a prazo. Nessas situações a empresa receberá um incentivo equivalente a duas vezes a retribuição base mensal prevista, até ao limite de cinco vezes o valor do IAS, ou seja, 2.107 euros.duas vezes o salário mensal do trabalhador, com um limite máximo de cinco IAS, ou seja, 2.107 euros.

Condições de acesso ao programa
A Medida Contrato-Emprego só possa ser usado para contratar pessoas inscritas nos centros de emprego há mais de seis meses. Mas, quando se trate de públicos desfavorecidos, não existe exigência de inscrição. E, se o/a desempregado/a  tiver menos de 29 anos ou mais de 45 anos, o prazo é de apenas dois meses.
Candidaturas à Medida Contrato-Emprego
A candidatura à medida é efetuada em NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).
As empresas que apresentaram ofertas de emprego junto do IEFP a partir de 25 de julho de 2016, e desde que estas cumpram os requisitos de elegibilidade, poderão apresentar uma candidatura ao abrigo das novas regras.

Documentos para Consulta
Portaria n.º 34/2017, de 18 de janeiro, que institui a Medida Contrato-Emprego
Aviso de abertura da Medida Contrato-Emprego
Regulamento de acesso à Medida Contrato-Emprego

.

Para mais informações, clique aqui.
Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Dia Internacional da Juventude: celebrando os jovens construindo paz

    11 Agosto, 2017
    Dia Internacional da Juventude: celebrando os jovens construindo paz Atualmente, existem cerca de 1.8 mil milhões de jovens entre os 10 e os 24 anos de idade, cerca de um quarto da população mundial. A maior geração de jovens de sempre na história da humanidade, está nas nossas mãos ajudá-la a tornar-se a geração que […]

    Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação

    10 Agosto, 2017
    1.ª Edição da Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação no ISCSP – Universidade de Lisboa Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – ISCSP  As candidaturas à Pós-Graduação do ISCSP para o ano letivo de 2017-2018 encontram-se abertas até ao dia 30 de setembro de 2017. 1.ª Edição da Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação no ISCSP […]
31 visitantes ligados agora
1 visitantes, 30 bots, 0 membros