Iniciativas em destaque

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

FOXlife e Priberam alteram a palavra “mulher” no dicionário

24 Maio, 2018
/ / /

O canal televisivo FoxLife e o dicionário online Priberam atribuíram à palavra MULHER uma nova definição no dicionário.

Movimento "A palavra mulher definida por nós" levou a que centenas de pessoas deixassem o seu contributo.
Durante três semanas, o movimento "A palavra mulher definida por nós" levou a que centenas de pessoas deixassem o seu contributo no site www.palavramulher.pt na revisão da palavra “mulher”.
Após a análise de mais de 500 propostas, o dicionário online Priberam passou a definir mulher como sendo:
Antes da alteração, o Priberam tinha como definição "pessoa adulta do sexo feminino; conjugue ou pessoa do sexo feminino com quem se mantém uma relação sentimental e/ou sexual; pejorativo: mulher pública: meretriz".

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Portugal Economia Social 2018| Encontro do Empreendedorismo e Inovação Social

14 Maio, 2018
/ / /
Comments Closed

Portugal Economia Social o maior evento de empreendedorismo e inovação social do país

A 3ª edição do Portugal Economia Social realiza-se nos dias 23 e 24 de Maio no Centro de Congressos de Lisboa, com entrada livre.

Estimular o Empreendedorismo e a Inovação Social e promover a Economia Social Solidária | Lisboa, 23 e 24 de maio

A próxima edição da iniciativa Portugal Economia Social vai ter lugar no Centro de Congressos de Lisboa, nos dias 23 e 24 de maio de 2018.

Sabia que Portugal foi o primeiro país da Europa a reservar parte dos fundos estruturais europeus para a área da inovação social?
No nosso país, o sector social é o segundo maior “empregador” nacional, com cerca de 260 mil trabalhadores em instituições, associações, IPSS, ONG’s, mutualistas, colectividades, cooperativas, misericórdias e fundações.
Neste contexto surge o Portugal Economia Social enquanto evento empenhado em promover e debater a Economia Social Solidária e estimular uma Economia Social Sustentável, através de um encontro com duas vertentes: o Fórum de Debate e uma mostra de produtos e soluções para o sector.

 

Mostra de Produtos e Serviços de Apoio
Nova área para empresas e entidades que se destacam pela inovação dos seus produtos e serviços na ajuda a diferentes públicos com necessidades diversas.
Uma interacção em permanência com quem necessita. Aposte connosco!
Municípios e a Inclusão Social
Mostra de Municípios que defendem um território mais Inclusivo, que promovem o Envelhecimento Activo e a Mobilidade e defendem Respostas Sociais adaptadas e Boas Praticas. Uma oportunidade para:
Dar visibilidade aos projectos sociais inovadores;
Mostrar a importância do poder local;
Debater as políticas públicas de desenvolvimento
Na sequência do sucesso do ano passado, o Social Innovation Shaker será novamente aposta no Fórum Debate do evento, com a apresentação de negócios sociais à procura de investimento, assim como de cinco projectos estrangeiros. A grande novidade será a presença na iniciativa de três investidores internacionais do sector da economia social.
Existem cerca de 61 mil entidades envolvidas na Economia Social. Torna-se, portanto, fulcral explorar a questão do financiamento. Assim, no Portugal Economia Social poderá assistir à Conferência “Financiamento e Inovação Social”, ideal para a obtenção de informação sobre as candidaturas para projectos co-financiados na área e também quais os benefícios fiscais para os Investidores Sociais.
Outra das novidades será a apresentação do “Guia de Boas Práticas de Acessibilidade – Comunicação Inclusiva em Monumentos Museus e Palácios”, um trabalho do Turismo de Portugal e da Direcção Geral do Património Cultural que visa a promoção de experiências de turismo mais inclusivas.
Num contexto pedagógico e interactivo o evento irá criar um espaço de experiências denominado “Viver a Diferença” onde será possível vivenciar algumas das dificuldades que pessoas com algumas incapacidades têm de superar.

 

Ajudar a cadeia da Economia Social a dar novas respostas é a missão principal do Portugal Economia Social, que fará convergir no mesmo espaço os municípios, as empresas e os investidores, um local de networking e partilha de conhecimentos e ideias com vista ao crescimento qualitativo do sector.

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.340 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Design the Future, a plataforma que ajudar a desenhar teu futuro profissional

11 Maio, 2018
/ / /
Comments Closed

Plataforma Design the Future lança ferramenta para ajudar jovens a escolher o seu futuro profissional. Descobre a tua profissão!

A nova ferramenta está pensada ajudar os jovens do 9.º e 12.º ano nas suas escolhas de carreia e futuro profissional.

Design the Future, a plataforma que ajudar a desenhar a tua carreia e futuro profissional.

A Plataforma Design the Future acaba de lançar uma nova ferramenta para ajudar os/as jovens a escolher o seu futuro profissional.

Através de uma ‘Caixa de Perguntas’ os/as jovens podem colocar dúvidas sobre escolha da área, curso, interesses, competências, valores e correlação com cursos e profissões.

A nova ferramenta está pensada ajudar os jovens do 9.º e 12.º ano nas suas escolhas de carreia e futuro profissional.

Além da Caixa de Perguntas Interativa, foi também criada na plataforma uma nova secção – Design YourLife –, onde especialistas “dão dicas sobre temas ligados à escolha vocacional”, respondendo a perguntas como “Já sabes o que queres ser quando fores grande?” ou “Que estudos prosseguir após o 9.º ano: formação geral ou ensino profissional?”


A Plataforma integra, atualmente, mais de 200 vídeos com a duração de 3-5 minutos com reportagens e entrevistas com representantes de determinada profissão/ função, em diversas áreas, desde Ciências, Psicologia, Direito, Medicina, Engenharia, até Marketing Digital, Business Intelligence, Engenharia, Social Media, Robótica e Inteligência Artificial,etc..

Também pode encontra informação sobre mais de 3750 cursos (profissionais, superiores, pós-graduações, mestrados, livres e especializações) de 1222 instituições de todo o país, indicando-se os respetivos caminhos de formação para o alcance das profissões.

Plataforma de exploração vocacional com vídeos e reportagens sobre as diversas profissões e opções formativas

Plataforma  nasce com o objetivo de criar novos recursos que facilitem o acesso à exploração vocacional e de carreira, de forma a aumentar o conhecimento dos jovens em relação às profissões existentes no mercado atual, no que concerne aos seus objetivos (tarefas-chave, responsabilidades, skills, funções, etc.) bem como ultrapassar o desfasamento entre a informação que é facultada pelas universidades sobre os cursos e programas curriculares e a informação que os jovens procuram para tomarem uma decisão sobre o seu futuro académico, e que vá ao encontro do seu perfil, competências e vocação.

Plataforma de exploração vocacional com vídeos e reportagens sobre as diversas profissões e opções formativas. Descobre a tua profissão!

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.340 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Comissão para a Igualdade lança concurso “77 palavras contra a discriminação racial”

6 Abril, 2018
/ / /
Comments Closed

Comissão para a Igualdade lança concurso “77 palavras contra a discriminação racial”

O concurso está aberto até dia 4 de maio, a qualquer cidadão/cidadã a residir em Portugal, independentemente da sua nacionalidade ou profissão, a partir dos 7 anos de idade.
O Concurso Nacional “77 Palavras Contra a Discriminação Racial” é instituído pela Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR), com o apoio do Alto Comissariado para as Migrações (ACM, I.P.), Instituto Público integrado na Presidência do Conselho de Ministros.

 

A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR), com o apoio do Alto Comissariado para as Migrações (ACM, I.P.), lançou no dia 21 de março, Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, o concurso nacional “77 Palavras contra a discriminação racial”.
Lançado no Dia Internacional para a Eliminação da Discriminaçao Racial, assinalado no dia 21 de março, este Concurso tem por finalidade convidar à redação de textos com exatamente 77 palavras que promovam a interculturalidade e o combate à discriminação racial.
O concurso convida qualquer cidadã/cidadão residente em Portugal com mais de 7 anos de idade a redigir textos com 77 palavras que promovam a multiculturalidade e o combate à discriminação racial. 
Os/as finalistas, cujos textos serão editados em livro publicado pelo ACM, I.P.,  e divulgados  em plataformas digitais, em redes sociais e no blogue http://77palavras.blogspot.pt, serão conhecidos/as até ao dia 10 de junho.
O prazo para apresentação de candidaturas termina dia 4 de maio de 2018.
Mais informações sobre «77 palavras contra a discriminação racial em www.acm.gov.pt ou www.cicdr.pt, e através do e-mail 77concurso@acm.gov.pt.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.340 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

#tempodasmulheres? 8 de Março – Dia Internacional das Mulheres

2 Março, 2018
/ / /
Comments Closed

#tempodasmulheres? 8 de Março - Dia Internacional das Mulheres

No dia 8 de março de 2018, no âmbito das comemorações do Dia Internacional das Mulheres, tem lugar, pelas 17 horas, na Cinemateca Júnior (Lisboa), uma conversa sobre a promoção dos direitos das mulheres no tempo presente – #tempodasmulheres?

Dia Internacional das Mulheres

No dia 8 de março de 2018, no âmbito das comemorações do Dia Internacional das Mulheres, tem lugar, pelas 17 horas, na Cinemateca Júnior (Lisboa), uma conversa sobre a promoção dos direitos das mulheres no tempo presente – #tempodasmulheres?
Promovido pela Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade e pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, este evento conta com a presença da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.340 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Fórum “Estratégia de Combate à Pobreza e Exclusão Social”

21 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Fórum “Estratégia de Combate à Pobreza e Exclusão Social"

O Fórum “Estratégia de Combate à Pobreza e Exclusão Social – Importância de uma responsabilidade coletiva” vai ter lugar no dia 21 de março, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

O Fórum “Estratégia de Combate à Pobreza e Exclusão Social – Importância de uma responsabilidade coletiva” vai ter lugar no dia 21 de março, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.
Com o Alto Patrocínio da Presidência da República, esta iniciativa, organizada pela Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN Portugal), vai permitir uma reflexão conjunta e abrangente em torno da luta contra a pobreza e a exclusão social.
Trata-se de uma oportunidade singular de todos os cidadãos, em particular, os cidadãos e cidadãs em situação de pobreza e exclusão social, as organizações sociais, os sindicatos, os/as jornalistas e os partidos políticos se focarem neste tema e debaterem até serem encontradas mais soluções; designadamente, a importância de operacionalizar uma estratégia nacional de luta contra a pobreza e exclusão social.
As inscrições podem ser enviadas, até ao dia 16 de março, para: mj.vicente@eapn.pt

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.340 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

“À conversa com a Akto”| 28 de fevereiro, na FEUC

21 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

"À conversa com a Akto" | 28 de fevereiro, FEUC

Uma actividade promovida pelo Pelouro de Saídas Profissionais do NERIFE/AAC que terá lugar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC).

No próximo dia 28 de Fevereiro sessão "À conversa com a Akto", na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC).
Uma actividade promovida pelo Pelouro de Saídas Profissionais do NERIFE/AAC, terá lugar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e tem com o objectivo dar a conhecer o trabalho e as mais valias que a Akto pode fomentar ao nível da formação e/ou empregabilidade. 

On the coming 28th February we will participate in the session Talking to Akto - "À conversa com a Akto".
This activity, promoted by NERIFE/AAC’s Career Guidance Office, will take place at the Faculty of Economics of the University of Coimbra and aims to present the work and the added value that Akto can foster in training and/or employability. 
A Akto - Direitos Humanos e Democracia é uma Associação sem Fins Lucrativos e Organização Não Governamental para o Desenvolvimento.
A Akto é uma entidade de referência nacional e internacional na protecção, promoção e intervenção em Direitos Humanos, Democracia e Paz, respeitada pela sua conduta independente e transparente.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.340 outros subscritores

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Consulta pública sobre Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação

5 Fevereiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Consulta pública sobre Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030 - “Portugal + Igual”

Encontra-se em consulta pública até 15 de fevereiro, a Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030.

A Estratégia reforça o combate à segregação ocupacional, promove a igualdade salarial, a representação equilibrada na tomada de decisão, a proteção na parentalidade e a conciliação da vida profissional, familiar e pessoal.

Consulta pública sobre Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030

A Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação define orientações e medidas, a seguir até 2030, de política pública nos domínios da igualdade entre mulheres e homens, da prevenção e combate à violência contra as mulheres, violência doméstica e discriminação em razão da orientação sexual, da identidade de género e características sexuais. 

O Conselho de Ministros aprovou, a 11 de janeiro de 2018, a Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 – Portugal + Igual onde estão definidos eixos e orientações estratégicas até 2030, comuns aos três Planos Nacionais de Ação que a Estratégia comporta, com diversas medidas definidas a quatro anos.
A Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação (ENIND) – Portugal + Igual,  apoia-se em três Planos Nacionais de Ação que definem objetivos estratégicos e específicos em matéria de igualdade entre mulheres e homens, prevenção e combate à violência contra as mulheres e violência doméstica e combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade de género e características sexuais (OIC).
Estes Planos Nacionais de Ação definem, ainda, as medidas concretas a prosseguir no primeiro período de execução de quatro anos até 2021, a que se deverá seguir o processo de revisão e redefinição para o período seguinte de quatro anos, e assim sucessivamente.
Planos Nacionais de Ação que a Estratégia comporta:
• Plano nacional de ação para a igualdade entre mulheres e homens (PNAIMH).
• Plano nacional de ação para a prevenção e o combate à violência contra as mulheres e violência doméstica (PNAVMVD).
• Plano nacional de ação para o combate à discriminação em razão da orientação sexual, da identidade de género e características sexuais (PNAOIC).
No domínio da Agenda para a Igualdade no Mercado de Trabalho e nas Empresas, a Estratégia reforça o combate à segregação sexual das profissões, a promoção da igualdade salarial e da conciliação da vida profissional, familiar e pessoal, fomentando o diálogo com os parceiros sociais.
É consolidada a política de prevenção e combate à violência contra as mulheres e violência doméstica, reforçada a aposta na prevenção primária e secundária, na intervenção junto de grupos particularmente vulneráveis, na autonomização das vítimas, na capacitação de profissionais e na prevenção e combate às práticas tradicionais nefastas, nomeadamente a mutilação genital feminina e os casamentos infantis, precoces e forçados.  
Pela primeira vez, é delineado um planeamento específico em matéria de combate à discriminação em razão da orientação sexual, da identidade de género e das características sexuais, definindo-se medidas em áreas de intervenção prioritária, como a informação e formação, e ao nível de várias políticas setoriais. 
Destaca-se ainda a inclusão de áreas inovadoras (além das políticas de continuidade), como o desenvolvimento científico e tecnológico (progresso digital), bem como a transversalização da perspetiva intersecional e da discriminação múltipla. 

O Governo decidiu colocar a presente Resolução do Conselho de Ministros em consulta pública, convocando os cidadãos e as cidadãs e as entidades públicas e privadas a participarem com o seu contributo para a melhor implementação da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 – Portugal + Igual.
Todos os/as interessados/as poderão encontrar o documento e apresentar opiniões, sugestões e contributos até ao dia 15 de fevereiro de 2018, para o seguinte endereço de correio eletrónico: gabinete.seci@mpma.gov.pt
 

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Comemoração do 2.º Aniversário da Aliança ODS Portugal

24 Janeiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Comemoração do 2.º Aniversário da Aliança ODS Portugal

No próximo dia 30 de Janeiro, a Aliança ODS Portugal comemora o seu 2.º Aniversário com uma conferência dedicada à implementação da Agenda 2030 da ONU em Portugal

30 de janeiro de 2018, na Culturgest, em Lisboa. Entrada livre mas sujeita a inscrição.

CONFERÊNCIA - ALIANÇA ODS PORTUGAL - 2º ANIVERSÁRIO

A Associação Portuguesa de Ética Empresarial e a UN Global Compact - Network Portugal promovem, no dia 30 de janeiro de 2018, a Conferência de comemoração do 2º Aniversário da ALIANÇA ODS PORTUGAL, dedicada à implementação da Agenda 2030 em Portugal.
O evento, que decorrerá na Culturgest, contará com Guilherme d’Oliveira Martins como Keynote Speaker que abordará \"Os desafios do Desenvolvimento Sustentável - Paz, Justiça e Instituições Eficazes (ODS 16)\". Seguir-se-ão painéis de debate multistakeholdersobre a Agenda 2030 e a sua Implementação em Portugal.
O evento, organizado por APEE e UN GC-NP tem como parceiros a Caixa Geral de Depósitos e a UNRIC - United Nations Regional Information Centre.
Entrada Gratuita mas sujeita a inscrição.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

45 Cartas Educativas em 4 Áreas Temáticas: Cidadania, Direitos Humanos, Direitos da Criança e Ambiente.

Se educarmos as nossas crianças nos valores da cidadania, da igualdade, da liberdade, dos direitos humanos, da tolerância e da paz, podemos ajudá-las a tornar-se na geração que mudou o mundo!
Read More

Lançamento do Projeto de Homenagem Nacional a Maria de Lourdes Pintasilgo

17 Janeiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Projeto “Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo”

A Fundação Cuidar o Futuro e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, em parceria com o Graal, apresentam o projeto ‘Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo’, no próximo dia 18 de janeiro, em Abrantes, por ocasião do aniversário de nascimento de Maria de Lourdes Pintasilgo.

A homenagem enquadra-se nas comemorações dos 40 anos da institucionalização da Comissão da Condição Feminina – atualmente Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género -, organismo criado por Maria de Lourdes Pintasilgo enquanto Ministra dos Assuntos Sociais.

Projeto “Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo” | 18 de janeiro, Abrantes

No dia em que Maria de Lourdes Pintasilgo completaria 88 anos de idade – 18 de janeiro de 2018 -, a Fundação Cuidar O Futuro e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, em parceria com o Graal, apresentam o projeto ‘Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo’, na Biblioteca Municipal António Botto, em Abrantes, sua terra natal.
É a ocasião se dar início a uma homenagem a Maria de Lourdes Pintasilgo, a única mulher Primeira Ministra em Portugal. Esta homenagem enquadra-se nas comemorações dos 40 anos da institucionalização da Comissão da Condição Feminina – atualmente Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género -, organismo criado por Maria de Lourdes Pintasilgo enquanto Ministra dos Assuntos Sociais.
Sob o lema Cuidar o Futuro – Uma mensagem para o mundo, a sessão conta com a presença da Senhora Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, do deputado e Vice-Presidente à Assembleia da República, José Manuel Pureza, da Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, da Presidente da Fundação Cuidar o Futuro, Margarida Santos, da representante do Graal e Professora na Universidade Nova, Maria Antónia Coutinho, e da Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, Alexandra Silva.
Nesta sessão será debatido o pensamento de Maria de Lourdes Pintasilgo e será lançada a 2ª edição do Relatório Cuidar o Futuro – Um Programa Radical para Viver Melhor e de 4 números dos Cadernos Temáticos Maria de Lourdes Pintasilgo e os desafios da sociedade contemporânea.

Sobre o projeto Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo
No âmbito da comemoração dos 40 anos da institucionalização da Comissão da Condição Feminina, e com o apoio da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade e da Comissão para a Cidadania e Igualdade Género, a Fundação Cuidar o Futuro e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres desenvolvem em parceria o Projeto Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo.
O projeto decorre até julho de 2019 e tem como objetivos:
  • Disseminar o legado de Maria de Lourdes Pintasilgo enquanto figura cívica, pública e política de relevo a nível nacional e internacional;
  • Aprofundar, reforçar e democratizar o conhecimento e o reconhecimento da ação e do pensamento inovador de Maria de Lourdes Pintasilgo;
  • Promover a ação e a mobilização social, especialmente das mulheres, a partir da reflexão de Maria de Lourdes Pintasilgo;
  • Identificar pistas sobre novas propostas de organização social e de um novo compromisso coletivo para com o futuro, utilizando o pensamento e a metodologia de consulta e envolvimento social defendida por Maria de Lourdes Pintasilgo;
  • Contribuir para a concretização de uma homenagem nacional a Maria de Lourdes Pintasilgo que reconheça adequadamente o seu papel pioneiro e inovador na sociedade portuguesa
Este projeto materializa-se num conjunto de atividades a desenvolver em três grandes áreas: Estudos e Publicações; Mobilização local através de audições públicas; e uma Homenagem Nacional a Maria de Lourdes Pintasilgo, a ter lugar na Assembleia da República.

Projeto “Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo” | 18 de janeiro, Abrantes

A sessão será presidida pela Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro.
Projeto ‘Ouvir o Presente, Cuidar o Futuro: Homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo’, no próximo dia 18 de janeiro, em Abrantes, por ocasião do aniversário de nascimento de Maria de Lourdes Pintasilgo.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Santander Totta e Fundação da Juventude apoiam estágios em Startups portuguesas

16 Janeiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Santander Totta e Fundação da Juventude apoiam Startups no recrutamento de jovens estagiários/as

São mais de 30 as oportunidades de estágio em Startups portuguesas, nos mais diversos setores de atividade. As candidaturas ao programa StartUP Santander Jovem estão abertas e só encerram quando as vagas estiverem esgotadas.

Programa de Estágios StartUP Santander Jovem - Oportunidades de estágio em Startups portuguesas

O Programa de Estágios StartUP Santander Jovem visa promover estágios com a duração de 3 meses em StartUPs, a nível nacional, tendo como objetivo integrar recém-diplomados/as no meio empresarial.

Programa StartUP Santander Jovem

 
  •  Jovens até 28 anos podem candidatar-se a uma das 32 vagas existentes

  • Os estágios pressupõem a atribuição de uma bolsa mensal no valor de 550€

Com este Programa, os/s recém-diplomados/as complementam a sua formação, colocando em prática, em ambiente empresarial, os conhecimentos adquiridos ao longo da sua formação académica.

 
São mais de 30 as oportunidades de estágio em Startups portuguesas, nos mais diversos setores de atividade. As candidaturas para o programa StartUP Santander Jovem, lançado em parceria com a Fundação da Juventude, estão abertas e só encerram quando as vagas estiverem esgotadas.
 
Os estágios destinam-se a jovens com idade máxima de 28 anos, diplomados/as (licenciatura, mestrado ou mestrado integrado) há menos de dois anos. Com a duração de três meses, as oportunidades abrangem as mais variadas áreas de formação que vão desde Informática, Programação e TIC até Enfermagem Veterinária, Comunicação ou Secretariado, Marketing e Psicologia.
 
Os estágios StartUP Santander Jovem têm a duração de 3 meses, e para além da experiência proporcionada aos estagiários/as, estes recebem ainda uma bolsa mensal no valor de 550€ e beneficiam de um Seguro de Acidentes Pessoais. Cada estágio decorre sob a supervisão de um orientador a designar pela Startup, o qual deverá acompanhar o desenvolvimento do jovem e o cumprimento do respetivo plano de formação.
 
Segundo Francisco Maria Balsemão, Presidente do Conselho da Administração da Fundação da Juventude, «o programa faz parte de um dos vetores estratégicos da Fundação da Juventude – o Emprego e o Empreendedorismo – através do qual se procura proporcionar aos jovens a oportunidade de complementarem a sua formação académica, promover o acesso ao 1º emprego dos recém-diplomados, ao mesmo tempo que confere às Startups a oportunidade de formarem estagiários com formação superior e com capacidade para responderem aos desafios colocados pela empresa».
 
As Startups agora apuradas para as candidaturas dos estagiários são provenientes dos mais diversos distritos do País, do Porto à Madeira, passando por Aveiro, Braga, Coimbra, Lisboa e Santarém. Desenvolvem atividade em setores tão diversos como Cultura e Artesanato, Enfermagem Veterinária, Marketing, Tecnologias de Informação, Engenharia Informática, Desenvolvimento de Software, E-Commerce, Investigação, Análise de Mercados Internacionais, Design de Comunicação, Química e Comunicação Social, entre muitos outros. 
 
Ainda que o programa seja aberto a todas as Startups, foi dada preferência àquelas que se encontram inseridas numa Incubadora pertencente à Rede Nacional de Incubadoras (RNI), entidade que, juntamente com a StartUP Portugal, apoia este programa. 

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More

Aprovada Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030 «Portugal + Igual»

12 Janeiro, 2018
/ / /
Comments Closed

Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030 «Portugal + Igual»

Governo aprovou esta quinta-feira em Conselho de Ministros a Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 – “Portugal + Igual”.

Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030 «Portugal + Igual»

O Governo aprovou esta quinta-feira a Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030 «Portugal + Igual». O documento vai entrar na próxima semana em consulta pública.
A Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação define orientações e medidas, a seguir até 2030, de política pública nos domínios da igualdade entre mulheres e homens, da prevenção e combate à violência contra as mulheres, violência doméstica e discriminação em razão da orientação sexual, da identidade de género e características sexuais. 
«No imediato, essa Estratégia traduz-se em três planos para os próximos quatro anos» e, «mesmo antes de estarem concluídos, esses planos serão avaliados para poderem ser revistos, verificando se estão a dar cumprimento aos objetivos ou se são necessárias medidas adicionais», Ministra da Presidência e Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

No domínio da Agenda para a Igualdade no Mercado de Trabalho e nas Empresas, a Estratégia reforça o combate à segregação ocupacional, a promoção da igualdade salarial e da conciliação da vida profissional, familiar e pessoal, fomentando o diálogo com os parceiros sociais.
É consolidada a política de prevenção e combate à violência contra as mulheres, através de uma aposta na prevenção primária e secundária, na intervenção junto de grupos particularmente vulneráveis, na autonomização das vítimas, na capacitação dos profissionais e na prevenção e combate às práticas tradicionais nefastas, nomeadamente a mutilação genital feminina e os casamentos infantis, precoces e forçados.
Pela primeira vez, é delineado um planeamento específico em matéria de combate à discriminação em razão da orientação sexual, da identidade de género e das características sexuais, definindo-se medidas em áreas de intervenção prioritária, como a informação e formação, e ao nível de várias políticas setoriais. 
 

Alinhada com desígnios europeus e internacionais, a resolução aprovada consolida uma visão estratégica de Portugal no quadro da promoção de políticas públicas de igualdade e de não discriminação como condição de progresso e de desenvolvimento.

A implementação da Estratégia será coordenada e monitorizada pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).

Os três pilares para um «Portugal + Igual» - Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030

São três os pilares da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação: igualdade de oportunidades; prevenção e combate à violência contra mulheres ; violência doméstica e discriminação em razão da orientação sexual, da identidade e género e características sexuais.
O primeiro pilar intitula-se «Plano de Ação para a Igualdade entre Mulheres e Homens» e desdobra-se em 77 ações propostas, «entre as quais o combate ao abandono escolar por raparigas ciganas», exemplificou a Ministra, lembrando que este fenómeno tem muito maior incidência em pessoas do sexo feminino.
«Como medida nova existe o ensino para as competências digitais de mulheres idosas, que surge enquadrada na inclusão digital, um objetivo do Governo que deve merecer uma atenção especial neste domínio», disse também Maria Manuel Leitão Marques, referindo o Programa INCoDe.2030
O segundo pilar intitula-se «Plano de Combate à Violência Contra Mulheres e Violência Doméstica» e inclui, entre outras medidas, ações de formação para magistrados, com o intuito de evitar situações de discriminação em função do género no setor da Justiça.
O terceiro pilar é inovador, intitulando-se «Plano de Combate à Discriminação em razão da orientação sexual, identidade do género e características sexuais».
«Existindo já uma proposta de lei sobre esta matéria em discussão na Assembleia da República, nem só de leis se faz uma Estratégia», ressalvou a Ministra, concluindo que o Governo vai «trabalhar com a Saúde em ações de formação para evitar situações discriminatórias» como as que sucedem com o atendimento desadequado que é atualmente por vezes prestado aos transsexuais.
 
 

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    APDES promove o seminário internacional sobre Economia Social e Solidária

    7 Junho, 2018
    A APDES promove o seminário internacional sobre “A Economia Social e Solidária e a Formação Profissional Inicial”. O seminário encontra-se integrado no âmbito do projecto europeuSocial Solidarity Economy in Europe, e pretende explorar o potencial da Economia Social Solidária na sua ligação com o campo da Formação Profissional Inicial. Saiba mais, aqui. O principal objetivo […

    9.ª edição do Prémio Manuel António da Mota: Por um Portugal Sustentável

    5 Junho, 2018
    9.ª edição do Prémio Manuel António da Mota: Por um Portugal Sustentável. Candidaturas até 30 de junho de 2018. Em 2018, na sua 9ª edição, o Prémio Manuel António da Mota irá distinguir as instituições que contribuam com os seus projetos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Saiba mais, aqui. Por um Portugal Sustentável […]
48 visitantes ligados agora
9 visitantes, 39 bots, 0 membros