Noticias e Destaques

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Espanha. Grupo 'La Manada' libertado sob fiança de seis mil euros Esta quinta-feira o Tribunal de Navarra decretou que os cinco homens seriam libertados, na condição de pagarem, cada um, uma caução de seis mil euros. O grupo de cinco homens conhecidos como La Manada (A Manada) foi esta sexta-feira libertado sob caução. O Tribunal de Navarra […]

Ordem vai criar lista nacional de advogados especialistas em violência doméstica

13 Julho, 2018
/ / /

Ordem vai criar lista de advogados especialistas em violência doméstica

O protocolo foi assinado na passada sexta-feira, dia 6 de julho, entre a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e a Ordem dos Advogados e prevê a formação especializada em violência doméstica e violência de género a advogados.
A Ordem dos Advogados (OA) vai criar uma listagem nacional de advogados com formação específica na área da violência doméstica e de género, no âmbito de um protocolo com o Governo para garantir a eficácia do apoio jurídico às vítimas.
O protocolo foi assinado dia 8 de junho de 2018, entre a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e a Ordem dos Advogados e prevê a formação especializada em violência doméstica e violência de género a advogados.
A Ordem [dos Advogados] compromete-se a promover esta formação especializada a advogados e advogadas já a partir deste ano, em articulação com a CIG e outras entidades”, adiantou, em declarações à Lusa, a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade.
Rosa Monteiro explicou que, na sequência dessa formação, a Ordem dos Advogados vai criar uma área específica dedicada à violência doméstica e de género dentro do seu sistema de informação interno, no âmbito do Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais.
“Aí, os advogados podem registar-se como sendo especialistas nestas áreas de intervenção específicas e teremos uma listagem nacional de profissionais da advocacia com esta especialização e isto é muito importante”, defendeu a secretária de Estado.
O protocolo entre as duas entidades inclui ainda o compromisso por parte da Ordem dos Advogados em “tornar célere o processo de indicação de advogado que seja solicitado pela Segurança Social, no âmbito do acesso ao direito”, acrescentou Rosa Monteiro.
A partir daí, a CIG passa a estar em condições de poder divulgar informação sobre estes profissionais especializados junto das estruturas da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais atribuído ex aequo

13 Julho, 2018
/ / /

Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais atribuído ex aequo

A Revista Crítica de Ciências Sociais (RCCS), uma edição quadrimestral do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, publica artigos originais que apresentem resultados de investigação avançada e de reflexão teórica inovadora em todas as áreas das ciências sociais e das humanidades.

Os artigos “The Recolonization of the Indian Mind”, da autoria de Peter Ronald deSouza, do Centre for the Study of Developing Societies (Índia), e “La injusticia cognitiva en la división internacional del conocimiento. El caso de la migración altamente cualificada”, da autoria de Francesco Maniglio, do Centro Internacional de Estudios Superiores en Comunicación para América Latina (Equador), venceram ex aequo o Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais, no valor de 1500 euros.
O Júri do Prémio – constituído por três especialistas das áreas das ciências sociais e das humanidades: Mônica Herz (da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro), Teresa Cid (da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), Luís Trindade (do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa e da Birkbeck, University of London), e presidido por Boaventura de Sousa Santos, Diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra – decidiu ainda atribuir menções honrosas aos artigos “On the Coloniality of Human Rights”, da autoria de Nelson Maldonado-Torres, do Department of Latino and Caribbean Studies, and Program in Comparative Literature, da Rutgers University (Estados Unidos da América) e “Ministério Público: Velha instituição com novas funções?”, da autoria de Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro, do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública, Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil).
O Júri reuniu a 12 de julho, tendo tomado as suas decisões por unanimidade. O Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais destina-se a galardoar os melhores artigos publicados nas páginas da revista entre 2017/2018 com o objetivo de assinalar e comemorar os quarenta anos da publicação, fundada em 1978 sob a direção de Boaventura de Sousa Santos.
Peter Ronald deSouza descreve no seu artigo as consequências perniciosas do colonialismo, nomeadamente o que foi descrito como a “escravidão das mentes” – que produziu um sentimento de inferioridade, um apagamento da memória e de culturas, um vocabulário conceptual estranho e uma perspetiva hegemónica com base na qual se olha o mundo – para demonstrar os enormes desafios conceptuais que uma descolonização da mente tem que enfrentar para conseguir mudar a sociedade, bem como o discurso público, para um futuro verdadeiramente emancipatório.
Já no artigo de Francesco Maniglio, o autor procura analisar, a partir da perspetiva da economia política, a grande relevância assumida pelas migrações altamente qualificadas no desenvolvimento global da economia do conhecimento. Maniglio argumenta que a injustiça social global está intimamente ligada à injustiça cognitiva global, sendo que a migração altamente qualificada se inscreve no movimento neocolonial do capitalismo do conhecimento.

Sobre a Revista Crítica de Ciências Sociais

A  Revista Crítica de Ciências Sociais (RCCS), uma edição quadrimestral do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, publica artigos originais que apresentem resultados de investigação avançada e de reflexão teórica inovadora em todas as áreas das ciências sociais e das humanidades.
A revista privilegia trabalhos com potencial transdisciplinar e que concorram para a discussão teórica, a reflexão epistemológica e o conhecimento crítico da realidade contemporânea à escala global. Acolhendo contributos relativos a todos os contextos geográficos, concede atenção particular a trabalhos que contribuam para a inovação teórica e epistemológica originária do Sul global.
A revista publica em português, espanhol e inglês, sendo que toda a colaboração é submetida a um exigente processo de seleção e revisão baseada em arbitragem científica em regime de duplo anonimato.
O reconhecimento dos elevados padrões de qualidade e rigor atingidos pela RCCS é percetível através da inclusão da revista na rede europeia Eurozine e em bases de indexação internacionais, tal como: Scopus, SciELO, Web of Science/Clarivate Analytics, DOAJ, CAPES-Qualis, ERIH Plus, Sociological Abstracts, International Bibliography of the Social Sciences, EBSCO.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

3.ª Edição Concurso PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social

9 Julho, 2018
/ / /

3.ª Edição Concurso PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social | Candidaturas Abertas

As candidaturas à 3.ª edição do PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social estão abertas e decorrem até às 12 horas de dia 20 de setembro.

O concurso PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social pretende apoiar projetos destinados à integração social através das práticas artísticas.
Os melhores e mais inovadores projetos de integração social pela prática artística, nas áreas das artes visuais, performativas ou audiovisuais serão apoiados, até um máximo de €25 mil euros/ano. As propostas devem ser consistentes, informadas e sustentadas, assentes em parcerias alargadas e passíveis de avaliação.
Podem concorrer organizações sem fins lucrativos com projetos que promovam a inclusão social de cidadãos em situação de maior vulnerabilidade social, tendo em vista a promoção do encontro e diálogo entre diferentes – em termos sociais, etários, culturais, entre outros -, e também a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social e territorial.

Período de candidatura

  • Submissão de candidatura: até às 12:00 GMT de 20 de setembro
  • Encontro e sessão de capacitação dos projetos pré-selecionados: dias 3 e 4 de dezembro
  • Arranque dos projetos selecionados: início de janeiro de 2019

Elegibilidade

Podem candidatar-se pessoas coletivas públicas ou privadas, sem fins lucrativos, legalmente reconhecidas, com sede em território nacional.
As entidades que foram apoiadas em ambas as edições anteriores do PARTIS, na qualidade de promotores, apenas poderão participar nesta terceira edição enquanto entidades parceiras.

O PARTIS apoia projetos que promovam a inclusão social de cidadãos em situação de maior vulnerabilidade social, tendo em vista a facilitação do encontro e diálogo entre diferentes (em termos sociais, etários, culturais, entre outros), a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social e territorial.

Os melhores e mais inovadores projetos de integração social pela prática artística serão apoiados, até um máximo de €25 mil euros/ano.

Sessão de divulgação e esclarecimento da iniciativa PARTIS - Práticas artísticas para a inclusão social.
12 de junho, às 10:00, em Bragança
Auditório do Centro de Arte Contemporânea Graça Morais
R. Abílio Beça 105, 5300-007 Bragança
15 de junho, às 10:30, em Évora
Auditório da CIMAC – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central
Rua 24 de Julho 1, 7000-367 Évora
18 de junho, às 10:30, em Loulé
Antigo Convento do Espírito Santo, 8100-507 Loulé
9 de julho, às 10:30, em Lisboa
na Fundação Calouste Gulbenkian – Sala 2
Sessão com transmissão web

Candidaturas

As candidaturas ao PARTIS são apresentadas em formulários próprios disponibilizados através do sítio específico da Fundação Calouste Gulbenkian  - secção “apoios Gulbenkian”.
As candidaturas devem ser submetidas informaticamente até às 12 horas do dia 20 de setembro de 2018.De forma a prevenir dificuldades na submissão das candidaturas, evite submeter a sua candidatura nos últimos dias do prazo.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Protocolo reforça direito à habitação de mulheres vítimas de violência doméstica

4 Julho, 2018
/ / /

Protocolo reforça direito à habitação de mulheres vítimas de violência doméstica

Protocolo entre a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) visa garantir um maior acesso à habitação por parte de mulheres vítimas de violência doméstica.
A Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) assinaram, no dia 26 de junho, um protocolo para garantir um maior acesso à habitação por parte de mulheres alvo de acompanhamento no âmbito da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica (RNAVVD), coordenada pela CIG.
O protocolo foi celebrado no quadro da nova Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação Portugal + Igual 2018-2030 e reforça a colaboração estabelecida em 2013.
O protocolo agora em vigor alarga o âmbito de respostas da RNAVVD, permitindo-lhes acionar um pedido de habitação junto do IHRU, de acordo com as suas necessidades.
A falta de acesso à habitação condiciona a liberdade de escolha da vitima face à relação abusiva e, consequentemente, o seu processo de autonomização e de empoderamento.
Com este alargamento pretende-se que o número de vítimas de violência doméstica apoiadas em matéria habitacional cresça consideravelmente.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Cerdeira – A primeira Aldeia da Inovação Social

3 Julho, 2018
/ / /

Cerdeira – A primeira Aldeia da Inovação Social

Nos dias 4 e 5 de julho, a Aldeia da Cerdeira, na Serra da Lousã, será palco do melhor da inovação social, reunindo, num só espaço, os projetos de inovação social mais relevantes que se realizam em Portugal.
A Aldeia do Xisto de Cerdeira, situada na Serra da Lousã, foi o lugar escolhido para a Portugal Inovação Social apresentar os resultados dos dois anos de atividades e partilhar casos de sucesso. Cerdeira transforma-se assim na Aldeia da Inovação Social nos dias 4 e 5 de Julho, onde vai encontrar os projetos de Inovação Social mais relevantes.
Projetos e empreendedores sociais vão juntar-se para discutir ideias e mostrar o impacto dos projetos já apoiados pela Portugal Inovação Social. Recorde-se que, no total, já foram atribuídos 12 milhões de euros a 137 candidaturas da região Norte, Centro e Alentejo, destinados ao financiamento de planos de capacitação para o investimento social e o desenvolvimento de projetos no âmbito dos programas Parcerias para o Impacto e Títulos de Impacto Social.
A sessão de abertura do evento conta com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (sujeito a confirmação), da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, da Representante da Comissão Europeia em Portugal, Sofia Alves, do Presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes, do Presidente da Portugal Inovação Social, Filipe Almeida, e do Presidente da Comissão Diretiva do PO ISE, Domingos Lopes.

 

 

 

A Aldeia da Inovação Social é um projeto promovido pelo Portugal Inovação Social, uma iniciativa pública nacional que tem como missão a promoção da inovação e do empreendedorismo social no País, através da mobilização de fundos da União Europeia, no âmbito do Portugal 2020.

O objectivo é transformar toda a aldeia num espaço de partilha e troca de experiências, bem como fazer uma mostra dos projetos de inovação social portugueses.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Abertura de candidaturas ao Programa EDP Solidária – Saúde 2018

2 Julho, 2018
/ / /

Abertura de candidaturas ao Programa EDP Solidária - Saúde 2018

Decorre, de 2 a 20 de julho, o período de candidaturas ao programa EDP Solidária Saúde 2018. Este ano, será disponibilizado um milhão de euros para apoiar projetos que visem a melhoria do conforto térmico dos/as utentes nas entidades candidatas.

EDP Solidária - Saúde 2018

Fundação EDP disponibiliza €1.000.000 para iniciativas que visem a melhoria do conforto térmico em instalações do Serviço Nacional de Saúde e de IPSS. Candidaturas decorrem de 2 a 20 de julho de 2018.

Decorre, de 2 a 20 de julho, o período de candidaturas ao programa EDP Solidária Saúde 2018. Este ano, será disponibilizado um milhão de euros para apoiar projetos que visem a melhoria do conforto térmico dos utentes nas entidades candidatas.
Os projetos podem ser apresentados por instituições de carácter público integradas no Serviço Nacional de Saúde e por IPSS que prestem serviços de saúde, com registo obrigatório na Entidade Reguladora da Saúde.
“O programa EDP Solidária tem sido, desde a sua génese, um motor de desenvolvimento de centenas de projetos ligados à área social, em todos os distritos do país, apoiando projetos que melhoram a qualidade de vida de pessoas e comunidades vulneráveis e que combatem situações de exclusão social”, explica Miguel Coutinho, administrador e diretor geral da Fundação EDP. Em 2018, a Fundação EDP volta a apostar num programa que, destaca Miguel Coutinho, “tendo o seu foco no conforto térmico, contribuirá para a diminuição de assimetrias sociais, ou seja, para uma sociedade mais equitativa e sustentável”.
O Programa EDP Solidária Saúde apoia anualmente projetos que tenham como objetivo melhorar as condições clínicas e sociais decorrentes de problemas de Saúde, incluindo a reabilitação pontual de instalações e a aquisição de equipamentos médicos, entre outros recursos.
Criado pela Fundação EDP em 2004, o Programa EDP Solidária é uma das maiores linhas privada de investimento social em Portugal. Desde então, apoiou já 370 projetos em todo o país, num investimento global superior a 12,5 milhões de euros.

Em 2018, o foco do Programa EDP Solidária Saúde será dirigido ao apoio a iniciativas que visem a melhoria do conforto térmico dos utentes de instituições ou serviços do SNS e de IPSS que prestem serviços de saúde.

Candidaturas

As candidaturas decorrem entre os dias 2 e 20 de julho de 2018. 
Mais informações:edpsolidaria@sairdacasca.com / 910087550 (dias úteis das 10h-13h e 14-17h).
Se tiver dificuldades técnicas ao submeter a sua candidatura: 213008056 (dias úteis das 10h-13h e 14h-17h). Caso não receba a confirmação no prazo de 48 horas, deve enviar um email solicitando a mesma para edpsolidaria@sairdacasca.com, indicando o nome da entidade promotora.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Passaporte português vai ser o primeiro da UE com grafia braille

2 Julho, 2018
/ / /

Passaporte português vai ser o primeiro da UE com grafia braille

Nova funcionalidade vai permitir aos cidadãos e cidadãs com deficiência visual identificar nome, número e data de validade do documento.
O Passaporte eletrónico português vai incluir uma vinheta em braille, uma medida inovadora na União Europeia que permitirá aos cidadãos com deficiência visual identificar nome, número e data de validade do documento, foi anunciado durante a cerimónia que assinalou os 42 anos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). 
A Secretária de Estado para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, a quem foi entregue um passaporte com a vinheta em braille, afirmou que «uma vez mais Portugal foi pioneiro», e «pequenos passos como este vão permitir às pessoas mais e melhor autonomia».
O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que há vários países a trabalhar em projetos semelhantes, mas Portugal foi o primeiro país europeu a ter o passaporte com este tipo de grafia «em pleno funcionamento».
«A vinheta em braille é decisiva e integra a nossa política de igualdade de oportunidades. Tem uma dimensão simbólica, mas é uma garantia de igualdade de oportunidades entre os cidadãos», disse o Ministro.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Governo promove simplificação da entrada e permanência de cidadãos estrangeiros

29 Junho, 2018
/ / /

Governo promove simplificação da entrada e permanência de cidadãos estrangeiros

O Conselho de Ministros aprovou a alteração da regulamentação do regime jurídico de entrada, permanência, saída e afastamento de cidadãos estrangeiros do território nacional.

Esta alteração vem agilizar, desburocratizar e flexibilizar os procedimentos de pedidos de visto no estrangeiro.

Em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que com esta medida de promoção de simplificação administrativa, «os procedimentos de pedido de visto passam a ter como regra a sua apresentação sob forma digital e, sempre que possível, é dispensado o mecanismo de entrevista presencial num consulado».
Eduardo Cabrita referiu que este conjunto de alterações estabelece um princípio «visando a opção do Governo em promover o acesso de estudantes estrangeiros», sendo que no caso de estudantes oriundos de países de língua portuguesa «deixa de existir necessidade de emissão de parecer de natureza vinculativa por parte do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras», passando a haver responsabilização das universidades.

 

Regularização de cidadãos estrangeiros

A alteração do regime jurídico cria também condições «para a regularização da situação de cidadãos estrangeiros que, tendo entrado legalmente em território nacional mas sem dispor de autorização de residência para trabalho, se encontrem a viver em Portugal».
«É criado um mecanismo de regularização destas situações de residência, assentes numa entrada legal anterior, através da verificação da integração na sociedade portuguesa e na existência de um contrato ou de uma promessa de contrato de trabalho», disse Eduardo Cabrita.
O Ministro da Administração Interna acrescentou também a possibilidade de serem feitos agendamentos prévios no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras para a autorização de residência ou para a sua renovação: «Pode ser feito via digital, em qualquer local do País, e valerá para autorizações de residência para investimento ou de regime geral».
Eduardo Cabrita destacou ainda que esta é uma «linha de simplificação e de valorização de um País que entende que é importante captar trabalhadores qualificados, captar migrantes, captar estudantes, investidores e pessoas das áreas tecnológicas ou científicas».
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Isabel Ventura vence Prémio Maria Lamas 2018

29 Junho, 2018
/ / /

Isabel Ventura vence Prémio Maria Lamas 2018

A investigadora Isabel Ventura, autora do livro Medusa no Palácio da Justiça, ou Uma História da Violação Sexual, venceu a edição de 2018 do prémio Maria Lamas.
A tese de doutoramento “Medusa no Palácio da Justiça: imagens sobre mulheres, sexualidade e violência a partir dos discursos e práticas judiciais”, de Isabel Ventura, um livro com edição Tinta da China, foi a grande vencedora do Prémio Maria Lamas 2018.
A obra, publicada este ano pelas Edições Tinta da China, foi distinguida com o Prémio APAV Para a Investigação em dezembro de 2016.
O livro, que agora é premiado pela segunda vez, resulta do projeto de investigação académica desenvolvido por Isabel Ventura. A autora é investigadora integrada do Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais (CEMRI) da Universidade Aberta.
O prémio Maria Lamas para estudos sobre a mulher, género e igualdade, de periodicidade bienal e promovido pelo município de Torres Novas, evoca a figura de Maria Lamas, perpetuando o seu testemunho de lutadora pelos direitos das mulheres portuguesas,\"perpetuando o seu testemunho de lutadora pelos direitos das mulheres portuguesas\".
Com um valor pecuniário de 3 mil euros, pretende ainda contribuir para o desenvolvimento do conhecimento numa perspetiva de transversalidade e pluralidade e reconhecer estudos académicos e científicos realizados em Portugal, produzidos por autores/as portugueses/as ou estrangeiros/as.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Prémio Europeu de Desenvolvimento Sustentável

28 Junho, 2018
/ / /

Candidaturas | Prémio Europeu de Desenvolvimento Sustentável

O prémio Europeu de Desenvolvimento Sustentável visa promover iniciativas que contribuam para o desenvolvimento de soluções concretas para a concretização dos Objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas. Candidaturas até 14 de setembro.

Call | The European Sustainability Award

The European Sustainability Award aims at championing inspiring initiatives in the European Union with a transformative contribution to the UN 2030 Agenda for Sustainable Development. Application until 14 September.

A Comissão Europeia lançou o Prémio Europeu de Desenvolvimento Sustentável para recompensar os esforços e a criatividade dos cidadãos, das empresas e das organizações, que trabalham no sentido de alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.
O objetivo do prémio é promover iniciativas que possam servir de fonte de inspiração a outras iniciativas para traduzir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em soluções e oportunidades concretas.
O tema do prémio é “Mobilização das pessoas e assegurar a inclusão e a igualdade".
O concurso está aberto a quatro categorias de participantes:
- Jovens;
- Entidades públicas;
- Entidades privadas
- Sociedade civil

A proposta terá de ser composta pela seguinte documentação:
Seção A - elegibilidade;
Seção B - Sumário executivo;
Seção C - proposta (contexto, relevância, transferibilidade e parceria).

 

As candidaturas podem ser submetidas em qualquer uma das línguas oficiais da União Europeia, contudo aconselha-se à submissão da proposta em língua inglesa. Aconselha-se a leitura do regulamento para análise das condições do formulário.
O prémio não terá um valor monetário mas a ideia será valorizada e amplamente disseminada pelos media sociais.
As candidaturas têm de ser enviadas até ao dia 14 de setembro de 2018 através do email SG-STAKEHOLDERPLATFORM-SDG@ec.europa.eu 
Os/as vencedores/as do concurso serão selecionados por um júri composto por membros da Plataforma Multilateral da Comissão Europeia sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e serão anunciados numa cerimónia de alto nível na primavera de 2019.

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

Alto Comissariado para as Migrações lança Planos Locais para a integração das Comunidades Ciganas

28 Junho, 2018
/ / /

Alto Comissariado para as Migrações lança planos Locais para a integração das Comunidades Ciganas

O financiamento aos municípios para a elaboração do projeto será na ordem de 4500 euros. Os municípios motivados em participar, deverão enviar, até dia 14 de julho de 2018.
O Alto Comissariado para as Migrações lançou recentemente o projeto “Planos Locais para a Integração das Comunidades Ciganas”, dirigido a municípios e comunidades locais.
Com esta iniciativa, o ACM, enquanto entidade coordenadora, pretende promover a intervenção local e a participação democrática das comunidades ciganas, promover parcerias para desenhar e implementar estratégias de aproximação entre as comunidades ciganas e a sociedade maioritária, apoiar a conceção de 10 Planos Locais para a Integração das Comunidades Ciganas e conceber um Guia para a elaboração de Planos Locais, que possa ser disseminado a outros municípios após o fim do projeto.
Este projeto-piloto, financiado pelo Programa da União Europeia de Direitos, Igualdade e Cidadania (2014-2020), terá a duração de 12 meses, com início a 1 de maio de 2018 e conclusão a 30 de abril de 2019.
O financiamento aos municípios para a elaboração do projeto será na ordem de 4500 euros.
Os municípios motivados em participar, deverão enviar, até dia 14 de julho, uma “Manifestação de interesse”, para o email naci@acm.gov.pt.

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

Read More

One value, a nova plataforma digital sobre investimento público em inovação social

22 Junho, 2018
/ / /

One value, a nova plataforma digital sobre investimento público em inovação social

A plataforma One Value disponibiliza gratuitamente informação relativa ao investimento unitário nos principais problemas sociais em Portugal.
A One Value é uma plataforma online, de acesso livre, que disponibiliza informação sobre o investimento público em respostas sociais consideradas prioritárias em termos de política pública, em áreas como a Proteção Social, Educação, Saúde, Emprego e Justiça.
A One Value é um portal de acesso livre que reúne e sistematiza informação sobre o investimento público em diversas respostas sociais prioritárias em Portugal, em áreas como a Proteção Social, a Educação, a Saúde, o Emprego e a Justiça.
A informação que consta na One Value tem uma natureza dinâmica, sendo atualizada em função da evolução das prioridades de política pública e à medida que novos dados são recolhidos e validados.
O seu objetivo é concentrar, num único ponto de acesso, dados quantitativos sobre a despesa pública, apresentados de forma clara, simples, fundamentada e útil, que permitem:
  • Conhecer como o investimento público é distribuído na resposta a alguns dos principais problemas sociais em Portugal;
  • Estimular o desenvolvimento de respostas inovadoras para a resolução de problemas sociais e promover a contratação em função de resultados.
Transversal a todos os domínios, existe uma ferramenta inovadora – a Calculadora da Estimativa do Potencial de Poupança –, que permite simular o efeito que um determinado projeto social inovador poderá ter, se for bem-sucedido, na redução da despesa pública.

Plataforma One Value

A plataforma One Value é um projeto conjunto da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Presidência e Modernização Administrativa, operacionalizado pela Portugal Inovação Social e pela MAZE (Laboratório de Investimento Social).
Os dados que constam na plataforma One Value foram validados pelas entidades públicas responsáveis pela execução de política pública em cada domínio temático.
A plataforma pretende centralizar, uniformizar e disponibilizar gratuitamente informação relativa ao investimento unitário nos principais problemas sociais em Portugal.

 

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.355 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 
Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

    11 Julho, 2018
    Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018. A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) […]

    Cerdeira – A primeira Aldeia da Inovação Social

    3 Julho, 2018
    Cerdeira – A primeira Aldeia da Inovação Social Nos dias 4 e 5 de julho, a Aldeia da Cerdeira, na Serra da Lousã, será palco do melhor da inovação social, reunindo, num só espaço, os projetos de inovação social mais relevantes que se realizam em Portugal. Saiba mais, aqui. A Aldeia do Xisto de Cerdeira, situada […]
44 visitantes ligados agora
4 visitantes, 40 bots, 0 membros