Cidadania & Responsabilidade Social

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Dia Internacional da Juventude: celebrando os jovens construindo paz Atualmente, existem cerca de 1.8 mil milhões de jovens entre os 10 e os 24 anos de idade, cerca de um quarto da população mundial. A maior geração de jovens de sempre na história da humanidade, está nas nossas mãos ajudá-la a tornar-se a geração que […]

Dia Internacional dos Povos Indígenas

9 Agosto, 2017
/ / /

Dia Internacional dos Povos Indígenas

9 de agosto | 9 August
.
Estima-se que a população indígena ronde as 370 milhões de pessoas – cerca de 5% da população mundial –  um terço vive em situação de pobreza extrema (15%).
O Dia Internacional foi proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas a 23 de  dezembro de 1994.


9 de Agosto – Dia Internacional dos Povos Indígenas
Os povos indígenas representam um terço da população mais pobre do mundo.
Estima-se que a população indígena ronde as 370 milhões de pessoas – cerca de 5% do total mundial, no entanto encontram-se entre as populações mais desfavorecidas e vulneráveis. Um terço vive em situação de pobreza extrema.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) cerca de 15% dos 370 milhões de pessoas indígenas vivem em situação de pobreza extrema, representando um terço da população mais pobre do mundo.
O relatório da ONU revela que as pessoas indígenas “constituem uma parte desproporcional da população pobre, analfabeta e desempregada do planeta”.
Os povos indígenas são herdeiros de uma rica diversidade cultural, costumes e tradições linguísticas. Eles representam mais de 5.000 culturas diferentes, mais de 7.000 línguas em mais de 90 países de todo o mundo.
Apesar da diversidade de comunidades indígenas em todo o mundo, a maioria tem procurado preservar a sua identidade e os seus valores culturais, sociais e económicos, incluindo as suas terras, territórios e recursos naturais.
Compete à comunidade internacional o reconhecimento da identidade dos povos indígenas para proteger os seus direitos e manter a sua cultura e estilos de vida.

Tema de 2017: 10.º aniversário da Declaração da ONU dos Direitos dos Povos Indígenas
Este ano assinala-se também o 10.º aniversário da Declaração da ONU dos Direitos dos Povos Indígenas, adotada em 13 de setembro de 2007.
Declaração sobre os Direitos dos Povos Indígenas é um marco importante e uma referência em termos de cooperação e solidariedade entre os povos indígenas e Estados-Membros  das Nações Unidas, sendo o instrumento internacional mais abrangente que existe sobre os direitos dos povos indígenas.
O dia 9 de agosto foi instituído no ano de 1994, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em reconhecimento da primeira reunião do Grupo de Trabalho das Nações Unidas sobre Populações Indígenas, realizada em Genebra em 1982. 
.
O Dia Internacional foi proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas a 23 de  dezembro de 1994, e representa uma conquista para a preservação e integridade física e cultural desses povos.

Leia na íntegra a Declaração sobre os Direitos dos Povos Indígenas
Relatório State of the World’s Indigenous People
Hashtag nas redes sociais: #WeAreIndigenous 
Para obter mais informações, consultewww.un.org/indigenous

 

Read More

Alteração ao Aviso PO ISE | Instrumentos específicos de proteção das vítimas de violência doméstica

9 Agosto, 2017
/ / /

Alteração ao Aviso PO ISE | Instrumentos específicos de proteção das vítimas de violência doméstica

Retificação do ponto 8. Beneficiários/AS
Com vista a clarificar as entidades que pretendem apresentar candidatura ao AVISO Nº POISE-37-2017-09 – “Instrumentos específicos de proteção das vítimas e de acompanhamento de agressores na violência doméstica”, a Autoridade de Gestão do PO ISE informa que procedeu à retificação do ponto 8. Beneficiários/AS do referido AVISO.
As candidaturas encontram-se a decorrer até 31 de agosto de 2017.


Alteração ao Aviso n.º POISE-37-2017-09: Alteração no ponto 8. Beneficiários/as
Informam-se as entidades interessadas que o aviso para apresentação de candidaturas a Ações de sensibilização para o público em geral e ou para públicos específicos e produção e divulgação de material formativo, informativo e pedagógico, a decorrer até dia 31 de agosto, foi alterado no ponto 8. Beneficiários/AS que passa a ter a seguinte redação:

“8. Beneficiários

Podem aceder aos apoios concedidos no âmbito do presente concurso, nos termos da alínea c) do artigo 167.º da Portaria n.º 97-A/2015, de 30 de março, na sua atual redação, as entidades públicas ou privadas que pretendam desenvolver ações de sensibilização para o público em geral ou para públicos específicos, e/ou produzir e divulgar material formativo, informativo e pedagógico, de acordo com o seu âmbito de intervenção, desde que não apresentem, nessa mesma região, candidaturas no âmbito das Ações 3.17.1 – Estruturas de atendimento, acompanhamento e apoio especializado a vítimas de violência doméstica e violência de género e sensibilização e produção de materiais nestas áreas e/ou 3.17.3 – Combate ao tráfico de seres humanos e sensibilização e produção de materiais nesta área.”


Consulte o AVISO publicado no website do PO ISE em Avisos Abertos ou no Balcão 2020 Domínio Temático – INCLUSÃO SOCIAL E EMPREGO.
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Conferência Internacional Género na Arte de Países Lusófonos

7 Agosto, 2017
/ / /

Conferência Internacional Género na Arte de Países Lusófonos: Chamada de Trabalhos

Nos dias 27 e 28 de outubro de 2017, tem lugar, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a Conferência Internacional Género na Arte de Países Lusófonos: Corpo, Sexualidade, Identidade, Resistência .
Submissão de Comunicações até 15 de setembro de 2017.


Conferência Internacional Género na Arte de Países Lusófonos: Corpo, Sexualidade, Identidade, Resistência
A conferência internacional Género na Arte de Países Lusófonos: Corpo, Sexualidade, Identidade, Resistência integra-se num conjunto de eventos organizados pelo Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado (MNAC-MC), pelo Centro de História de Arte e Investigação Artística (CHAIA) da Universidade de Évora (UE) e Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL) que têm como objetivo principal debater de um modo transdisciplinar as questões de género no panorama artístico de países lusófonos contemporâneo (século XXI) desafiando assim os modelos tradicionais de produção de conhecimento do Norte Global.
Com esta conferência procuramos juntar pessoas de diferentes contextos e proveniências que debatam estas questões de modo a contribuir para a construção de uma plataforma de troca de ideias, de experiências, de oportunidades de criação, de partilha e de solidariedade. As contribuições vindas de académicos, artistas, curadores, activistas, entre outras pessoas que demonstrem interesse em reflectir sobre estes temas são bem-vindas.
Submissão de  Comunicações:
Por favor envie resumos ou propostas em português – até 250 palavras para resumos individuais e até 500 palavras para propostas de painéis -, uma nota biográfica curta (até  50 palavras) e o seu contacto para generonaarte2017@gmail.com  até 15 de Setembro de 2017.
No caso de ser aplicável, refira de igual modo informações que considere necessárias sobre as suas necessidades técnicas, espaciais, temporais ou outras.
Será publicado na web um livro de resumos das comunicações apresentadas na conferência. Posteriormente à conferência, todos os oradores serão chamados a submeter um artigo que será sujeito a revisão cega por pares.
Os artigos seleccionados serão publicados num número especial da revista Faces de Eva (indexada na SciELO e na LATINDEX).

Informações através do e-mail generonaarte2017@gmail.com e na página da Conferência Internacional Género na Arte de Países Lusófonos: Corpo, Sexualidade, Identidade, Resistência.
Mais informações aqui.
Read More

Congresso Internacional – Igualdade de Género: Velhos e Novos Desafios

3 Agosto, 2017
/ / /

Congresso Internacional – Igualdade de Género: Velhos e Novos Desafios

O Centro de Investigação Interdisciplinar em Direitos Humanos (DH-CII) da Universidade do Minho promove, no próximo dia 06 de outubro, a Conferência Internacional Igualdade de Género: Velhos e Novos Desafios.
Entrada Gratuita. Inscrição obrigatória – Até dia 2 de outubro de 2017. 

O Centro de Investigação Interdisciplinar em Direitos Humanos (DH-CII) da Universidade do Minho promove, no próximo dia 06 de outubro, a Conferência Internacional Igualdade de Género: Velhos e Novos Desafios, com a participação de académicos e académicas de várias áreas disciplinares e de pessoas de reconhecido mérito na promoção da igualdade de género nos setores político e empresarial nacionais.

Atentos/as os contínuos sinais de fragilidade das conquistas alcançadas ao longo do último século em matéria de igualdade de género, impõe-se refletir criticamente sobre os fatores que explicam a persistência da violência e da discriminação fundadas no género e sobre as respostas que devem ser dadas por académicos, ativistas de direitos humanos e decisores políticos a este(s) problema(s).

Em foco estarão temas como a vulnerabilidade das mulheres em contexto migratório, a “criminalidade de género” (incluindo a MGF e a perseguição), a intersecção entre género, trabalho e família e os obstáculos à participação das mulheres nos órgãos de decisão empresarial e política.

Inscrição obrigatória – Até dia 2 de outubro de 2017
ciidh@direito.uminho.pt

Local: Escola de Direito da Universidade do Minho

Organização:  Direitos Humanos – Centro de Investigação Interdisciplinar

Coordenação científica: Patrícia Jerónimo, Teresa Coelho Moreira e Miriam Rocha.

Entrada Gratuita (Inscrição obrigatória).

Programa- Congresso Internacional Igualdade de Género: Velhos e Novos Desafios.
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Prémio de Comunicação “Pela Diversidade Cultural”

1 Agosto, 2017
/ / /

Prémio de Comunicação “Pela Diversidade Cultural” – 2017

O Alto Comissariado para as Migrações, I.P. promove o Concurso Prémio de Comunicação “Pela Diversidade Cultural”.
O prazo de candidaturas da edição de 2017 decorre de 31 de julho a 22 de setembro.

 


O Alto Comissariado para as Migrações, I.P. promove o Concurso Prémio de Comunicação “Pela Diversidade Cultural” com o objetivo de premiar trabalhos, publicados e/ou difundidos nos meios de comunicação tradicionais e digitais, com um contributo relevante para a promoção da diversidade cultural, o combate à discriminação em função da nacionalidade, etnia, religião ou situação documental e, em particular, para a integração das comunidades migrantes e ciganas presentes em Portugal.
Este concurso prevê a participação de profissionais da comunicação social/jornalismo devidamente habilitados/as, de produtores/as de conteúdos, guionistas e/ou argumentistas nas áreas da informação, programação, conteúdos digitais, entretenimento e/ou ficção nacional para televisão, teatro e cinema, e também de jovens de idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos.
Os prémios a atribuir no âmbito do presente concurso são os seguintes:
Prémio Diversidade Cultural – € 3.000,00 (três mil euros;
Prémio Imprensa Escrita – € 1.500,00 (mil e quinhentos euros);
Prémio Rádio – € 1.500,00 (mil e quinhentos euros);
Prémio Televisão – € 1.500,00 (mil e quinhentos euros)
Prémio Fotojornalismo – € 1.500,00 (mil e quinhentos euros);
Prémio Órgãos de Informação Regionais e Locais – € 1.500,00 (mil e quinhentos euros);
Prémio Jovem – € 500,00 (quinhentos euros) em Cartão de Oferta;
Prémio Diversidade nos Guiões – € 1.500,00 (mil e quinhentos euros) .
O período de candidaturas, que podem ser individuais e coletivas, vai decorrer até 22 de setembro, sendo considerados os trabalhos realizados e publicados entre 16 de julho de 2016 e 22 de setembro de 2017.

Documentos para Download:
Regulamento
Formulário de candidatura individual
Formulário de candidatura coletiva
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Igualdade de Género em Portugal: indicadores-chave 2017

18 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Igualdade de Género em Portugal: indicadores-chave 2017

A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género acaba de lançar  “Igualdade de Género em Portugal – Indicadores-chave 2017”, um documento importante para compreender a situação atual de mulheres e homens nos vários setores da sociedade portuguesa.


A Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), enquanto organismo responsável pela promoção da igualdade entre mulheres e homens, apresenta os indicadores-chave 2017 relativos à igualdade de género em Portugal.
Com este documento, a CIG visa promover e partilhar o conhecimento relativo à situação atual de mulheres e homens em várias áreas da sociedade, nomeadamente na educação, emprego e desemprego, conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional, pobreza, poder e tomada de decisão, violência de género e LGBTI.
A presente edição eletrónica Igualdade de Género em Portugal: indicadores-chave 2017 pretende, num formato mais simples e gráfico, dar seguimento à publicação Portugal situação das mulheres, que a CIG vem difundido desde 1980, e que, após 2002, se passou a intitular Igualdade de género em Portugal.
Destaca-se que a informação aqui contemplada, bem como outros dados considerados de relevo para compreender a situação de mulheres e de homens em Portugal, serão aprofundados noutras publicações eletrónicas regulares que a CIG, a partir deste ano, disponibilizará ao público.

Consulte ou descarregue Igualdade de Género em Portugal: indicadores-chave 2017 »

.

Para mais informações, clique aqui.
Read More

22 de julho: Dia Europeu de Ação pelas Vítimas de Crimes de Ódio

18 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

22 de julho: Dia Europeu de Ação pelas Vítimas de Crimes de Ódio Muitos crimes de ódio continuam a não ser denunciados, a não ser objeto de qualquer processo judicial, permanecendo assim invisíveis. Porém, os esforços para combater os crimes de ódio só podem ter êxito se as vítimas relatarem os crimes de que foram […]

Read More

Exposição “40 anos 40 mulheres” | 22 de julho, Porto

14 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Exposição “40 anos 40 mulheres” | 22 de julho, Porto

Inauguração da exposição itinerante “40 anos 40 mulheres”, 22 de julho de 2017, pelas 18h, no MIRAvFORUM, no Porto.
Entrada Livre.


O Programa de Prevenção da Violência no Namoro em Contexto Universitário – UNi+ (Associação Plano i), em parceria com a REDE de Jovens para a Igualdade convida a estar presente na inauguração da exposição itinerante “40 anos 40 mulheres”, a realizar no próximo dia 22 de julho de 2017, pelas 18h, no MIRAvFORUM, no Porto.
Neste ano de 2017, a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género faz 40 anos, celebrando quatro décadas de políticas públicas para a promoção da igualdade de género.
A REDE recolheu o testemunho de 40 mulheres que se destacam pelo seu percurso individual, social, profissional ou académico, tendo como denominador comum o rompimento com as amarras de género, sendo agora homenageadas pela sua coragem.
A partir destes testemunhos nasce a exposição que chega agora ao Porto.

 

PROGRAMA – Exposição “40 anos 40 mulheres” 

18h – Mesa de Abertura
Sofia Neves – Presidente da Associação Plano i
Nora Kiss – Presidente da REDE de Jovens para a Igualdade
Manuel Albano – Diretor da Delegação Norte da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Representação da Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade*
Alexandra Neves – Vice Reitora do Instituto UNiversitário da Maia
Manuela Matos Monteiro – Diretora MIRAvFORUM

18h30 – Mesa Redonda
Alexandra Oliveira – Docente universitária e investigadora com trabalho reconhecido na área do trabalho sexual.
Guiomar Sousa – Mediadora cigana do ano. Ativista e feminista.
Gabriela Canossa – Enóloga.

19h – Inauguração da exposição

Para mais informações, siga o evento no Facebook. 
Read More

Prémio Direitos Humanos 2017 | Assembleia da República

13 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Prémio Direitos Humanos 2017 | Assembleia da República

Prémio no valor pecuniário de 25 mil euros, que visa reconhecer e distinguir o alto mérito da atividade de organizações não governamentais na divulgação ou promoção do respeito pelos direitos humanos.
Candidaturas abertas até 31 de julho de 2017.

A Associação ACEGIS divulga o Prémio Direitos Humanos da Assembleia da República, edição de 2017.
Prémio no valor pecuniário de 25 mil euros, que visa reconhecer e distinguir o alto mérito da atividade de organizações não governamentais na divulgação ou promoção do respeito pelos direitos humanos.
 O Prémio Direitos Humanos destina-se a reconhecer e distinguir o alto mérito da atividade de organizações não governamentais ou original de trabalho literário, histórico, científico, jornalístico, televisivo ou radiofónico, divulgados em Portugal entre 1 de julho do ano anterior e 30 de junho do ano da atribuição, que contribuam para a divulgação ou o respeito dos direitos humanos, ou ainda para a denúncia da sua violação, no País ou no exterior, da autoria individual ou coletiva de cidadãos portugueses ou estrangeiro.
O Prémio destina-se a galardoar:
– O alto mérito da atividade de ornizações não governamentais; ou
– O trabalho, individual ou coletivo, de cidadãos portugueses ou estrangeiros, designadamente literário, científico, histórico ou jurídico, jornalístico ou audiovisual, qualquer que seja o respetivo suporte, divulgado em Portugal no período a que respeita;
– Que contribua designadamente para:
a) a divulgação ou o respeito dos direitos humanos;
b) a denúncia da sua violação no País ou no exterior.
O Prémio é atribuído a cidadãos (e cidadãs)  portugueses (as)  ou estrangeiros(as)  ou a organizações não-governamentais, sobre os trabalhos e atividades a que se refere o artigo 2.º, independentemente de apresentação de candidatura.
O Prémio é atribuído anualmente pelo Presidente da Assembleia da República, no dia 10 de dezembro, Dia Nacional dos Direitos Humanos, ouvida a Conferência de Líderes, mediante proposta do júri constituído no âmbito da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.
Os trabalhos ou relatos de atividades que sejam objeto de candidatura são apresentados individual ou coletivamente, podendo cada candidatura apresentar mais do que um trabalho, até ao limite de três.
Os mesmos trabalhos ou relatos de atividades devem ser remetidos, em três exemplares, por correio registado, dirigidos ao:
Presidente da Assembleia da República
Prémio Direitos Humanos
Assembleia da República
Palácio de São Bento  1249-068 Lisboa
São admitidos os trabalhos ou relatos de atividades que derem entrada na Assembleia da República até ao dia 31 de julho de cada ano, contando para este efeito a data do respetivo registo postal.
Não são consideradas as candidaturas apresentadas fora do prazo, nem as que não se enquadrem no disposto no artigo 2.º. do regulamento do Prémio.
Findo o período previsto no n.º 3, a lista das candidaturas é divulgada na página da Assembleia da República na Internet, no separador relativo ao Prémio Direitos Humanos.
O Prémio é entregue na Assembleia da República, em cerimónia oficial, no Dia Nacional dos Direitos Humanos.

Candidaturas até ao próximo dia 31 de julho de 2017.​
Regulamento do prémio 
Em 2016, o Prémio Direitos Humanos foi atribuído a António Guterres.
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Novos populismos na política contemporânea: misoginia, racismo e homofobia

6 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed
GENDER WORKSHOP

Novos populismos na política contemporânea: misoginia, racismo e homofobia

Marisa Matias (Eurodeputada) | 7 de julho de 2017, 14h30, Sala 2, CES 


GENDER WORKSHOP
«Novos populismos na política contemporânea: misoginia, racismo e homofobia» por Marisa Matias
Enquadramento
Nesta sessão queremos dedicar a nossa reflexão à misoginia na política e nas formas e qualidade que esta tem vindo a assumir em diversos contextos e lugares do mundo. De Donald Trump ao presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem as afirmações sobre as mulheres e as suas capacidades intelectuais, estão longe de serem episódicas.
São apenas dois exemplos mais mediáticos do tipo de ódio misógino que tem povoado o discurso político nos últimos tempos no mundo. É também uma das faces do neo-liberalismo financeiro e colonial que domina.
Para isso desejamos mobilizar vários olhares, com lugares de enunciação distintos que possam problematizar com complexidade as distintas realidades mas também nos forneçam energias emancipatórias capazes de nos mobilizarem em torno das causas e das transformações progressistas que desejamos.
Muito embora possamos afirmar que a violência sexista e patriarcal inscrita nas nossas sociedades não é nada de novo – infelizmente – ela pode assumir formas e discursos que, pela sua quantidade ou qualidade, são problemas novos que nos devem instigar à reflexão e à participação.
Assistimos, em vários países da Europa e do mundo a uma nova onda conservadora que reforça a ideia da necessidade de tutela sobre certas identidades sexuais descrevendo-as ou remetendo-as para as esferas do acessório ou do irracional.
Vários exemplos, com diversos contornos e escalas, podem ser pensados como: as orientações sobre a obrigação do uso de maxi-saias nas escolas básicas e secundárias em Moçambique para prevenir o assédio e as gravidezes das adolescentes; a exaltação da ‘recatada e do lar’ no Brasil como o modelo do que devem ser e onde devem estar, as mulheres ou as recorrentes tentativas de voltar atrás em termos legislativos sobre o direito ao próprio corpo, à sexualidade e à reprodução em Angola, Polónia, Espanha ou Brasil.

Neste âmbito a Associação ACEGIS relembra o Artigo de Opinião:
Misoginia e sexismo no discurso político: Donald Trump, Janusz Korwin-Mikke e Rui Rio

A intolerância relativamente às mulheres e a misoginia manifestam-se na esfera pública, e estão cada vez mais presentes nos discursos políticos.  
O crescimento de discursos políticos assumidamente misóginos e sexistas, através dos quais as disparidades e discriminações são perpetuadas, constituem um entrave e um retrocesso na afirmação dos direitos das mulheres.    
Leia aqui o Artigo na íntegra. 

7 de julho de 2017, 14h30, Sala 2, CES 
Para mais informações sobre o evento
 clique aqui.
Read More

Simpósio “Sexismo nas Universidades em Portugal”

4 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Simpósio “Sexismo nas Universidades em Portugal” 

6 de julho, Centro de Cultura e Intervenção Feminista – Lisboa (Alcântara).
Entrada livre!
No dia 6 de julho de 2017, tem lugar, no Centro de Cultura e Intervenção Feminista, em Lisboa, o Simpósio “Sexismo nas Universidades em Portugal”.
Este evento pretende criar um espaço de discussão sobre as diferentes manifestações de sexismo nas universidades em Portugal.
De forma mais ou menos explícita, é possível identificar sexismo nas mais diversas áreas de conhecimento científico e em todos os aspetos da vida universitária: nos currículos, nas praxes, nas associações académicas, na progressão na carreira docente, na linguagem, no valor atribuído a diferentes disciplinas, na distribuição dos cargos de gestão ou nas dinâmicas de assédio sexual. Este sexismo não existe isoladamente e funciona em interseção com outras dinâmicas de discriminação, incluindo o racismo ou a homofobia.
.
Um dos pontos de partida para a discussão será o livro Power, Knowledge and Feminist Scholarship: an Ethnography of Academia, da autoria de Maria do Mar Pereira, que oferece uma análise etnográfica de algumas destas formas de sexismo académico, e que será lançado neste evento, que contará com as participações de:
• Thais França (ISCTE-IUL; CIES-IUL)
• Virgínia Ferreira (Universidade de Coimbra; Presidente da APEM – Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres)
• Maria do Mar Pereira (Universidade de Warwick; CIEG-UL; CEMRI-UA)
• Teresa Fragoso (Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género)
• representante da Associação de Estudantes da FCSH-UNL (a confirmar)
• Clara Oliveira (CIEG-UL) (moderação)
Organização: Centre for the Study of Women and Gender da University of Warwick, com o apoio da e-APEM (Rede de Estudantes e Investigadorxs Emergentes da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (APEM)), UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta e Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR).

 

Entrada livre.

.
Evento: https://www.facebook.com/events/730402773811316/
.
Para mais informações, clique aqui.
Read More

Concurso Projetos Igualdade de Género

3 Julho, 2017
/ / /
Comments Closed

Concurso para a seleção de projetos que visem promover a igualdade de género ou combater a discriminação com base na orientação sexual e identidade de género

Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género – CIG
Candidaturas de 1 a 31 de julho de 2017.


De 1 a 31 de julho de 2017, decorre o prazo para candidatura a financiamento para o desenvolvimento e implementação de projetos originais que promovam a igualdade de género em todos os domínios e/ou o combate à discriminação com base na orientação sexual, identidade de género e expressão de género ou nas características sexuais de cada pessoa.
Este concurso tem como finalidade a conceção de projetos que visem promover a igualdade entre mulheres e homens e eliminar os estereótipos de género e todas as formas de discriminação com base no sexo, orientação sexual, identidade de género e expressão de género e nas características sexuais de cada pessoa.
Podem candidatar-se entidades que sejam pessoas coletivas de direito privado, sem fins lucrativos, que desenvolvam projetos que, pela sua natureza e/ou objeto, vão ao encontro da finalidade deste concurso.
As Associações Não Governamentais de Mulheres (ONGM), cujo apoio técnico e financeiro é regulado pelo Decreto-lei n.º 246/98, de 11 de agosto, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 37/99, de 26 de maio, não são elegíveis para efeitos deste concurso.

Regulamento
Para mais informações, clique aqui.
Read More
  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Dia Internacional da Juventude: celebrando os jovens construindo paz

    11 Agosto, 2017
    Dia Internacional da Juventude: celebrando os jovens construindo paz Atualmente, existem cerca de 1.8 mil milhões de jovens entre os 10 e os 24 anos de idade, cerca de um quarto da população mundial. A maior geração de jovens de sempre na história da humanidade, está nas nossas mãos ajudá-la a tornar-se a geração que […]

    Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação

    10 Agosto, 2017
    1.ª Edição da Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação no ISCSP – Universidade de Lisboa Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – ISCSP  As candidaturas à Pós-Graduação do ISCSP para o ano letivo de 2017-2018 encontram-se abertas até ao dia 30 de setembro de 2017. 1.ª Edição da Pós-Graduação em Empreendedorismo e Inovação no ISCSP […]
26 visitantes ligados agora
1 visitantes, 25 bots, 0 membros