Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a recrutar nas áreas das Ciências Sociais, Psicologia, Serviço Social ou Educação. Candidaturas até 20 de novembro.

Ref.ª RR.229/RS/DIRH/2019
 
Perfil pretendido:
    • Habilitações mínimas ao nível da Licenciatura (pré-Bolonha) ou Mestrado (Bolonha) nas áreas sociais e humanas;
    • Conhecimentos sobre a Lei de Promoção e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo;
    • Conhecimento sobre os princípios de intervenção do Acolhimento Residencial;
    • Experiência profissional em estabelecimentos para crianças e jovens – Casa de Acolhimento e Residência de Autonomização – (a exercer atualmente ou no passado recente) – Preferencial; 
    • Experiencia profissional em trabalho com adolescentes no âmbito do risco e do perigo;
    • Conhecimento sobre o ciclo da vida e as dinâmicas familiares;
    • Disponibilidade para trabalhar por turnos rotativos e fins-de-semana (2 ou 3 turnos).

Direção de Infância, Juventude e Família – Ref.ª 260/RS/DIRH/2019

Perfil pretendido:
    • Habilitações académicas ao nível da Licenciatura ou Mestrado em Psicologia, Serviço Social ou Educação;
    • Experiência profissional relevante (de preferência superior a 2 anos) em trabalho com adolescentes no âmbito do risco e do perigo e/ou famílias;
    • Domínio da legislação de enquadramento sobre crianças e jovens em perigo;
    • Conhecimento sobre o desenvolvimento da criança e do jovem;
    • Domínio das técnicas de entrevista a famílias e crianças e de realização de visitas domiciliárias;
    • Saber aplicar escalas e instrumentos de avaliação da criança/jovem e das competências parentais;
    • Conhecimentos sobre os impactos psicossociais e emocionais do maltrato e negligência no desenvolvimento da criança e jovem;
    • Orientação para os resultados;
    • Orientação para o serviço;
    • Capacidade de análise da informação;
    • Tolerância à pressão e às contrariedades: manter-se produtivo mesmo em ambiente de pressão e ter capacidade de autocontrolo em situações críticas e de limite;
    • Iniciativa e autonomia: apresentar uma atitude ativa e dinâmica que responda às solicitações e desafios diários;
    • Manter a confidencialidade e a segurança de toda a informação a que tem acesso no decurso da sua atividade profissional;
    • Bom relacionamento interpessoal;
    • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador (e.g., Windows, Excel e PowerPoint).
 

 

 

Equipa Técnica – Direção de Infância, Juventude e Família 
Ref.ª 259/RS/DIRH/2019

Perfil pretendido:
    • Habilitações académicas que confiram o exercício profissional de Psicólogo ou Técnico Superior Serviço Social;
    • Conhecimentos sobre a Lei de Promoção e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo (Lei 147/99 de 1 de setembro e respetivas alterações);
    • Experiência profissional relevante (de preferência superior a 3 anos) em trabalho com adolescentes no âmbito do risco e do perigo;
    • Conhecimento sobre o desenvolvimento da criança e do jovem;
    • Domínio das técnicas de entrevista a famílias e crianças e de realização de visitas domiciliárias;
    • Conhecimentos sobre os impactos psicossociais e emocionais do maltrato e negligência no desenvolvimento da criança e jovem;
    • Conhecimento do impacto do acolhimento residencial no processo de desenvolvimento das crianças e jovem;
    • Conhecimento sobre princípios de intervenção do Acolhimento (nomeadamente, com intencionalidade terapêutica);
    • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador (e.g., Windows, Excel e PowerPoint);
    • Tolerância à pressão e às contrariedades: manter-se produtivo mesmo em ambiente de pressão e ter capacidade de autocontrolo em situações críticas e de limite;
    • Iniciativa e autonomia: apresentar uma atitude ativa e dinâmica que responda às solicitações e desafios diários;
    • Bom relacionamento interpessoal: assumir uma postura profissional, ter trato cordial e afável, promover e manter um bom clima relacional com os colegas de trabalho;
    • Manter a confidencialidade e a segurança de toda a informação a que tem acesso no decurso da sua atividade profissional;
    • Disponibilidade para trabalhar em regime de horário desfasado e/ou flexível;
    • Disponibilidade para trabalhar alguns sábados por mês e em horário pós-laboral.

 

 

 

A SCML oferece:
    • Contrato Individual de Trabalho; 
    • Enquadramento ajustado à especificidade da função; 
    • Remuneração ajustada à atividade; 
    • Oportunidade de valorização profissional. 
 
Os/As candidatos/as que reúnam o perfil requerido devem enviar o CURRICULUM VITAE para o email recrutamento.dirh@scml.pt (preferencialmente) ou através de correio. 
 
 
As candidaturas devem ser acompanhadas dos seguintes documentos: 
    • Certificado de habilitações literárias (reconhecidas em Portugal); 
    • Certificados de Cursos de Formação; 
    • Comprovativo de inscrição no Centro de Emprego (caso se encontre desempregado);
    • Declaração de consentimento.

DECLARAÇÃO DE CONSENTIMENTO

Ainda não recebe a nossa newsletter?

Receba as nossa notícias e artigos no seu e-mail. Fique a par das nossas novidades.

Junte-se a 16.091 outros subscritores

%d bloggers like this: