23 de agosto, Dia Internacional de Memória do Tráfico de Escravos e sua Abolição

O século XXI ainda não erradicou a escravatura. Hoje existem mais pessoas em situação de escravidão do que em qualquer outro momento da história.

Combater a escravatura dos tempos modernos: as novas formas de servidão continuam a afetar milhões de pessoas

Todos os anos, centenas de milhares de pessoas são vítimas da escravatura moderna. Homens e mulheres, rapazes e raparigas, em situação vulnerável, são vítimas de tráfico humano, servidão, trabalho forçado, trabalho infantil, casamento forçado, exploração sexual, exploração para pagamento de dívida, bem como outras formas de exploração. Um crime hediondo contra a humanidade. 

Em todo o mundo, 40,3 milhões de pessoas vítimas da escravatura moderna

As novas estimativas globais da escravatura moderna, revelam que é cada vez mais urgente implementar medidas imediatas e eficazes no combate à escravatura moderna, correndo o risco de falhar o objectivo 8.7 da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

Só nos últimos cinco anos, 89 milhões de pessoas foram submetidas a várias formas de escravatura moderna por um período que varia de alguns dias a cinco anos.

Estimativas recentes da Organização Internacional do Trabalho (OIT) calculam o número de vítimas do trabalho forçado, incluindo a exploração sexual forçada, em 40,3 milhões de pessoas em todo o mundo, 10 milhões são crianças.

 

25 milhões de pessoas vítimas de trabalho forçado. 150 biliões de dólares de lucros ilegais

vitimas-de-trabalho-forc%cc%a7ado

A escravatura moderna é comum e está em toda a parte. Hoje existem mais pessoas em situação de escravidão do que em qualquer outro momento da história

Há mais de 25 milhões de crianças, mulheres e homens que vivem em situação de escravidão moderna, o equivalente a 3 em cada 1.000 pessoas em todo o mundo. Se vivessem todas numa única cidade, seria uma das maiores cidades do mundo.

A escravatura moderna está em toda parte

Existem mais de 1,5 milhões de pessoas que trabalham em condições escravatura em todos os continentes do mundo desde a Europa, à América do Norte, ao Japão e à Austrália.

 

Os países desenvolvidos e da Europa são os que mais lucram com a escravatura moderna.

O lucro anual por vítima de trabalho forçado é muito mais alto em países desenvolvidos e na União Europeia do que em qualquer outra parte do mundo.

 

Lucro-Escravatura Moderna-ACEGIS

A escravatura moderna é um dos negócios mais rentáveis do mundo

Um estudo recente da Organização Internacional do trabalho estimou que a escravatura moderna gera mais de 150 biliões de lucro todos os anos, o equivalente à soma dos lucros das quatro empresas mais rentáveis do mundo.

Factos e Números

Em todo o mundo, 40,3 milhões de pessoas vítimas da escravatura moderna:  24,9 milhões de pessoas foram submetidas a trabalho forçado e 15,4 milhões de pessoas tiveram de casar contra a sua vontade.

As mulheres e as meninas são mais afetadas por este flagelo, somando quase 29 milhões do total de pessoas afetadas pela escravatura moderna, ou seja, mais de sete em cada dez pessoas (71%).

Uma em cada quatro vítimas de escravatura moderna são crianças.

 As crianças  representam 37% das vítimas de casamentos forçados, 21,3%  de exploração sexual forçada e 19% do trabalho forçado.

O trabalho infantil, por seu lado, envolve 152 milhões de crianças – 64 milhões de meninas e 88 milhões de meninos. Ou seja, uma em cada dez crianças de todo o mundo.

Muitas delas estão envolvidas em trabalhos perigosos pondo em risco a sua saúde, segurança e desenvolvimento moral. Na faixa etárias entre os cinco e os 14 anos, há 36 milhões de crianças que trabalham e não estão escolarizadas.

 
40,3 milhões
vítimas da escravatura moderna em todo o mundo
24,9 milhões
de pessoas foram submetidas a trabalho forçado
29 milhões
são mulheres e raparigas
10 milhões de crianças
vítimas de escravatura moderna
152 milhões
Trabalho Infantil

Um crime hediondo que exige todos os esforços para proteger os cidadãos e as cidadãs mais vulneráveis. Por detrás de cada vítima está um ser humano, privado da sua liberdade e tratado como uma mercadoria para a obtenção de lucro.

Hoje a servidão, o trabalho forçado, o trabalho escravo, o tráfico de seres humanos, a prostituição forçada, incluindo de crianças, a exploração sexual, os casamentos forçados e o trabalho infantil constituem as novas formas de escravidão moderna.

Um crime hediondo que exige todos os esforços para proteger os cidadãos e as cidadãs mais vulneráveis. Por detrás de cada vítima está um ser humano, privado da sua liberdade e tratado como uma mercadoria para a obtenção de lucro.

Junte-se à luta contra a escravatura moderna e todas as formas de negação dos direitos e da dignidade do ser humano. #EndSlavery

Susana Pereira

Fundadora da Associação ACEGIS

Documentos para Consulta

Junte-se à luta contra a escravatura moderna e todas as formas de negação dos direitos e da dignidade do ser humano. #EndSlavery

Receba as nossa notícias e artigos no seu e-mail. Fique a par das nossas novidades.

Junte-se a 15.707 outros subscritores

%d bloggers like this: