As mulheres do nosso País estão no palco. Venha ao Cinema São Jorge conhecê-las.

Mulheres do meu País, um filme de Raquel Freire

Uma viagem pelas Histórias reais de resiliência e emancipação de 14 mulheres

 07 de março, Cinema São Jorge

São mulheres que venceram as desigualdades sociais e transformam o mundo à sua volta. São mulheres do nosso país.

Um filme da autoria de Raquel Freire com o apoio institucional da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade

Raquel Freire

cineasta, ativista, argumentista e realizadora

Raquel Freire nasceu no Porto em 1973. É cineasta, escritora, argumentista, produtora e ativista social. 

Estudou Direito e História e Estética do Cinema do Cinema Português na Universidade de Coimbra.

Escreveu e realizou Rio Vermelho (Torino Film Festival 1999), Rasganço (Veneza Film Festival 2001) e Veneno Cura(São Paulo Film Festival 2009), entre outros, e publicou o romance Transiberic Love.

Faça a sua reserva até ao dia 6 de março

Agradece-se confirmação de presenças até ao dia 6 de março, às 13h00, para relacoes.publicas@pcm.gov.pt ou (+351) 21 392 7600.

7 de março, pelas 21h00, no Cinema São Jorge

Como Chegar | Cinema São Jorge


Mulheres do meu País, um filme de Raquel Freire

Com o apoio institucional da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade

Associação ACEGIS

A Associação ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social.

Recomendamos!

Lei da Igualdade Salarial entre homens e mulheres entra em vigor

Com entrada em vigor da nova passa ser obrigatório assegurar a existência de uma política remuneratória transparente e que assegure a igualdade salarial entre a homens e mulheres.

Comunidade LGBTI na Chechénia enfrenta “nova onda de perseguição”

Comunidade LGBTI na Chechénia enfrenta "nova onda de perseguição". Cerca de 40 pessoas foram presas e pelo menos duas morreram torturadas.

Maioria das vítimas de discriminação ou crimes de ódio não apresenta queixa

Barómetro da APAV/Intercampus revela que mais de metade dos casos de discriminação e de crimes de ódio não são reportados às autoridades competentes. Os dados foram apresentados no Dia Europeu da Vítima de Crime.

Relatório GREVIO | Portugal e a violência contra as mulheres

Relatório do Grupo de Peritos para o Combate à Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica (GREVIO) alerta para a baixa taxa de condenações nos casos de violência doméstica.

%d bloggers like this: