Afeganistão. Crianças vendidas como esposas por dois euros

Reportagem do El Mundo revela que dezenas de meninas são vendidas diariamente como esposas por dois euros a homens mais velhos.

O tráfico de pessoas é uma das piores violações dos direitos humanos, da dignidade humana. Estima-se que a cada 3 segundos uma menina é obrigada a casar. Se nada for feito, o número de mulheres e meninas casadas durante a infância poderá passar dos 700 milhões atuais para 950 milhões em 2030.

Combater o trafico de seres humanos e o casamento infantil significa não só a sua condenação, mas também lutar contra a pobreza, a discriminação e a violência contra as mulheres e as crianças.

Uma reportagem feita pelo jornal espanhol ‘El Mundo’ releva que dezenas de meninas são vendidas diariamente como esposas por dois euros a homens mais velhos. 

Akbar, um dos “intermediários para homens que procuram boas esposas”, como ele próprio se define, aproveita-se do desespero das famílias afegãs mais pobres e desvenda pormenores sobre o tráfico de crianças,  que é encarado como “normal” no país.


Esta é a minha cultura, não faço nada que não tenha sido feito durante centenas ou até mesmo milhares de anos. Mesmo antes do profeta, Deus o tenha em sua glória. A mulher deve formar uma família, e eu ajudo-as a encontrar um marido”. É desta forma que Akbar explica o seu “trabalho”.

Não sequestro as meninas, não obrigo ninguém a dar-me as filhas. O que faço é pôr em contacto as famílias que decidiram casá-las com homens que necessitam de uma mulher”.

 

Neste negócio, Akbar conta que divide as jovens de acordo com a idade, a origem e as habilitações, definindo depois  um preço. O preço de uma mulher “satisfatória” é de cerca de 150 afeganis (cerca de dois euros), para além dos dez mil afeganis (cerca de 120 euros) que o traficante ganha pela intermediação.

De acordo com a  Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Fundação Walk Free, em 2016, cerca de 40,3 milhões de pessoas foram vítimas da escravatura moderna em todo o mundo. A maioria das vítimas são mulheres e meninas.

 

 

Factos e Números

Vítimas da Escravatura Moderna. #EndSlavery

Em 2016, cerca de 40,3 milhões de pessoas foram vítimas da escravatura moderna em todo o mundo.

- 24,9 milhões de pessoas foram submetidas a trabalho forçado;

- 15,4 milhões de pessoas tiveram de casar contra a sua vontade.

Casamento Forçado - 15,4 milhões de vitimas

Muitas são compradas, vendidas ou mesmo fazer parte da herança de alguém.

Mais de um terço dos 15,4 milhões de vítimas de casamentos forçados tinha menos de 18 anos aquando do casamento, a maioria são mulheres e meninas (84%).

Quase de metade das vítimas tinha menos de 15 anos no momento do casamento (44%).

A vítima mais jovem da amostra tinha 9 anos quando foi forçada a casar.

Cidadania 4Kids! Um jogo desafiante que ensina às crianças os valores da cidadania, da igualdade, dos direitos humanos e a educar por um ambiente mais sustentável e ecológico.

São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

Jogo Educativo | Cidadania 4 KIDS

Cidadania. Ambiente. Direitos Humanos. Direitos da Criança.
%d bloggers like this: