Câmara Municipal de Vinhais está a recrutar 4 Técnicos/as Superiores

Câmara Municipal de Vinhais está a recrutar 4 Técnicos/as Superiores

A Câmara Municipal de Vinhais abriu procedimento concursal comum para o preenchimento de 4 Postos de trabalho, no âmbito do Programa “Planos Integrados e Inovadores do Combate ao Insucesso Escolar". Candidaturas terminam a 30 de agosto de 2018.
Abertura de procedimento concursal comum para constituição de relação jurídica de emprego público por a Termo Resolutivo Certo, para preenchimento de 4 Postos de trabalho da Carreira/Categoria de Técnico/a Superior.
Áreas: Educação Social, Reabilitação Psicomotora, Terapia da Fala e Psicologia Clínica.
Formalização de candidaturas até 30 de agosto de 2018.

 

Referência A- 1 Técnico/a Superior da área de Educação Social: Ação de Identificação de necessidades/problemas ao nível sócio – educativo:
Atendimento aos alunos-alvo; atendimento aos encarregados de educação/pais; visitas ao domicílio; elaboração de relatórios individuais dos problemas identificados. Criação de ações estratégicas de intervenção que vão ao encontro das necessidades identificadas: Desenvolvimento de atividades reeducativas implicando o envolvimento dos potenciais intervenientes no processo de mudança: orientar o aluno na realização das suas atividades diárias quer ao nível do estudo quer ao nível das atividades de âmbito familiar ou sócio recreativas; incutir a importância de estabelecer prioridades para a construção do projeto de vida. Ação de Mediação do processo ensino/aprendizagem: Sensibilização dos profissionais de educação para adoção de abordagens diferenciadas, positivamente, para alunos - alvo que estejam em situação sócio - familiar mais frágil; Realização de contactos formais e informais com os professores e restante comunidade educativa para a recolha de informação sobre as mudanças operadas quer no que se refere aos resultados escolares quer ao nível da atitude perante a escola; Atividades de envolvimento familiar que contribuam para a valorização das potencialidades do educando, como seja a música, o teatro ou artes plásticas. 
Licenciatura em Educação Social.

Referência B - 1 Técnico/a Superior da área de Reabilitação Psicomotora:
Realização de sessões de atendimento individualizado para a avaliação e diagnóstico; Estudo, planificação e desenvolvimento de métodos e estratégias de intervenção pela atividade motora em contexto escolar; Desenvolvimento de sessões individuais de fisioterapia e reabilitação para estimular o desenvolvimento psicomotor e promover o bem-estar do aluno; Elaboração e implementação de programas de competências cognitivas, programas de competências pessoais e sociais; Programas de competências parentais; Criação de propostas de adaptação de contextos;
Desenvolvimento de ações de inclusão social como criação de condições para participar em atividades recreativas e lúdicas desenvolvidas na escola ou fora da escola (viagens de estudo) de forma a promover o desenvolvimento integral do aluno; Implementação de estratégias de atuação indireta, através do fornecimento de estratégias de intervenção para serem aplicadas pelo docente especializado, pelo docente do ensino regular e/ou pela própria família.
Licenciatura em Reabilitação Psicomotora.

Referência C- 1 Técnico/a Superior da área de Terapeuta da Fala:
Realização de sessões de atendimento individualizado para a avaliação e diagnóstico; Desenvolvimento de sessões individuais de terapia para tratamento das perturbações verificadas ao nível da comunicação considerando que esta intervenção irá potenciar as aprendizagens do aluno e contribuir para a sua inclusão social; Criação e implementação de ações conjugadas com os outros técnicos da equipa multidisciplinar, nomeadamente com o psicólogo e o educador social, com o objetivo de promover a interação social dos alunos identificados nesta problemática e o seu desenvolvimento integral; Encetar ações conjuntas com os profissionais de educação, nomeadamente com os professores, de forma a implementar planos educativos individuais quando necessários; Apoiar, no meio escolar, na organização de ambientes de aprendizagem direcionados para esta problemática.
Licenciatura em Terapia da Fala.

Referência D - 1 Técnico Superior/a da área de Psicólogo Clínico:
Ação de identificação dos problemas psicopedagógicos: Realização de sessões individuais com os alunos-alvo e elaboração de relatórios/diagnóstico; Aplicação de testes de avaliação cognitiva e psicológica; Avaliação das aquisições através da escrita, da leitura e do desenho; Realização de sessões de terapia psicológica com vista à alteração de comportamento e promover o desenvolvimento escolar do aluno; Orientação profissional e vocacional; Ações de Mediação Familiar: Realização de atividades de mediação familiar com vista à capacitação dos pais/encarregados de educação para apoiar positivamente no processo de aprendizagem, bem como na melhoria comportamental; Ações de mediação pedagógica: Desenvolvimento de ações com os professores para traçar alternativas pedagógicas mais flexíveis e direcionadas às problemáticas verificadas nos diagnósticos;- Sensibilização da Escola para a implementação de novos projetos educativos alternativos ao nível curricular, lançando desafios que possam despertar motivação para novos projetos de vida.
Licenciatura em Psicologia Clínica e inscrição na respetiva ordem.

Formalização de Candidaturas

As candidaturas deverão ser formalizadas, em suporte de papel, mediante preenchimento obrigatório de formulário de candidatura, disponível no Núcleo de Recursos Humanos e no site do Município (www.cm-vinhais.pt), o qual, acompanhado da respetiva documentação, deverá ser entregue pessoalmente na Câmara Municipal de Vinhais, Rua das Freiras, n.º 13, 5320-326 Vinhais, ou remetido pelo correio em carta registada e com aviso de receção, para a mesma morada.
Os requerimentos de candidatura deverão ser acompanhados, sob pena de exclusão, dos seguintes documentos:
a) Documento comprovativo das habilitações literárias (fotocópia);
b) Curriculum Vitae detalhado, datado e assinado, acompanhado de fotocópias dos documentos comprovativos das formações e experiência profissional declarados no curriculum.
 Os/as candidatos/as  que sejam detentores de relação jurídica de emprego público, devem apresentar declaração emitida pelo serviço onde o candidato se encontra a exercer funções, devidamente atualizada e autenticada, onde conste, de forma inequívoca a modalidade de vínculo de emprego público, bem como da carreira e da categoria de que seja titular, da posição, nível remuneratório que detém com descrição detalhada das funções, atividades, atribuições e competências inerentes ao posto de trabalho ocupado pelo candidato, devendo a mesma ser complementada com informação referente à avaliação de desempenho relativa aos últimos 3 anos, sob pena de exclusão.
 Não serão aceites candidaturas enviadas por correio eletrónico.
Candidaturas de 16 a 30 de agosto de 2018.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.945 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

%d bloggers like this: