Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais atribuído ex aequo

Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais atribuído ex aequo

A Revista Crítica de Ciências Sociais (RCCS), uma edição quadrimestral do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, publica artigos originais que apresentem resultados de investigação avançada e de reflexão teórica inovadora em todas as áreas das ciências sociais e das humanidades.

Os artigos “The Recolonization of the Indian Mind”, da autoria de Peter Ronald deSouza, do Centre for the Study of Developing Societies (Índia), e “La injusticia cognitiva en la división internacional del conocimiento. El caso de la migración altamente cualificada”, da autoria de Francesco Maniglio, do Centro Internacional de Estudios Superiores en Comunicación para América Latina (Equador), venceram ex aequo o Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais, no valor de 1500 euros.
O Júri do Prémio – constituído por três especialistas das áreas das ciências sociais e das humanidades: Mônica Herz (da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro), Teresa Cid (da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), Luís Trindade (do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa e da Birkbeck, University of London), e presidido por Boaventura de Sousa Santos, Diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra – decidiu ainda atribuir menções honrosas aos artigos “On the Coloniality of Human Rights”, da autoria de Nelson Maldonado-Torres, do Department of Latino and Caribbean Studies, and Program in Comparative Literature, da Rutgers University (Estados Unidos da América) e “Ministério Público: Velha instituição com novas funções?”, da autoria de Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro, do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública, Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil).
O Júri reuniu a 12 de julho, tendo tomado as suas decisões por unanimidade. O Prémio 40 anos da Revista Crítica de Ciências Sociais destina-se a galardoar os melhores artigos publicados nas páginas da revista entre 2017/2018 com o objetivo de assinalar e comemorar os quarenta anos da publicação, fundada em 1978 sob a direção de Boaventura de Sousa Santos.
Peter Ronald deSouza descreve no seu artigo as consequências perniciosas do colonialismo, nomeadamente o que foi descrito como a “escravidão das mentes” – que produziu um sentimento de inferioridade, um apagamento da memória e de culturas, um vocabulário conceptual estranho e uma perspetiva hegemónica com base na qual se olha o mundo – para demonstrar os enormes desafios conceptuais que uma descolonização da mente tem que enfrentar para conseguir mudar a sociedade, bem como o discurso público, para um futuro verdadeiramente emancipatório.
Já no artigo de Francesco Maniglio, o autor procura analisar, a partir da perspetiva da economia política, a grande relevância assumida pelas migrações altamente qualificadas no desenvolvimento global da economia do conhecimento. Maniglio argumenta que a injustiça social global está intimamente ligada à injustiça cognitiva global, sendo que a migração altamente qualificada se inscreve no movimento neocolonial do capitalismo do conhecimento.

Sobre a Revista Crítica de Ciências Sociais

A  Revista Crítica de Ciências Sociais (RCCS), uma edição quadrimestral do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, publica artigos originais que apresentem resultados de investigação avançada e de reflexão teórica inovadora em todas as áreas das ciências sociais e das humanidades.
A revista privilegia trabalhos com potencial transdisciplinar e que concorram para a discussão teórica, a reflexão epistemológica e o conhecimento crítico da realidade contemporânea à escala global. Acolhendo contributos relativos a todos os contextos geográficos, concede atenção particular a trabalhos que contribuam para a inovação teórica e epistemológica originária do Sul global.
A revista publica em português, espanhol e inglês, sendo que toda a colaboração é submetida a um exigente processo de seleção e revisão baseada em arbitragem científica em regime de duplo anonimato.
O reconhecimento dos elevados padrões de qualidade e rigor atingidos pela RCCS é percetível através da inclusão da revista na rede europeia Eurozine e em bases de indexação internacionais, tal como: Scopus, SciELO, Web of Science/Clarivate Analytics, DOAJ, CAPES-Qualis, ERIH Plus, Sociological Abstracts, International Bibliography of the Social Sciences, EBSCO.
Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.

FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 14.702 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Consulte a nossa Política de Privacidade. © ACEGIS, direitos reservados. 

Partilhe este artigo!


 

%d bloggers like this: