Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais está a recrutar 26 Técnicos/as de Reinserção Social

Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais está a recrutar 26 Técnicos/as de Reinserção Social para as equipas de Vigilância Eletrónica

Abertura de concurso externo para recrutamento de 26 Técnicos/as Profissionais de Reinserção Social para as equipas de Vigilância Eletrónica. Candidaturas de 4 a 17 de julho de 2018.

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais é o organismo responsável pela prevenção criminal, execução de penas, reinserção social e gestão dos sistemas tutelares educativo e prisional.

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais abriu procedimento concursal externo de ingresso para preenchimento de 26 postos de trabalho da categoria de técnico profissional de reinserção social de 2.ª classe da carreira de técnico/a profissional de reinserção social – Ref.ª 171/TPRS/2018.

Candidaturas de 4 a 17 de julho de 2018.


 

Locais e distribuição dos postos de trabalho:

Referência Açores: Equipa de Vigilância Eletrónica de Ponta Delgada: 2 postos de trabalho;

Referência Madeira: Equipa de Vigilância Eletrónica do Funchal: 1 posto de trabalho;

Referência Continente: Equipas de Vigilância Eletrónica de Évora, Faro, Lisboa, Mirandela, Setúbal, Braga (a criar) e Santarém (a criar): 23 postos de trabalho.


 

Nível habilitacional:

Os/as  candidatos/as deverão ser titulares de adequado curso tecnológico, curso das escolas profissionais, curso das escolas especializadas de ensino artístico, curso que confira certificado de qualificação profissional de nível III, definida pela Decisão n.º 85/368/CEE, do Conselho das Comunidades Europeias, de 16 de julho de 1985, ou curso equiparado, nos termos da alínea d) do n.º 1 artigo 6.º do Decreto -Lei n.º 404 -A/98, de 18 de dezembro, ou do 12.º ano de escolaridade, obrigando -se a DGRSP/Divisão de Formação a ministrar a adequada formação específica para o exercício de funções de TPRS, de acordo com o respetivo “Dossier de Integração”, por forma a suprir a falta de habilitação académica específica.

Habilitação para conduzir veículos a motor — os/as candidatos/as deverão possuir carta de condução de categoria B (veículos ligeiros).

Formalização de Candidaturas

 

As candidaturas são obrigatoriamente formalizadas através do preenchimento de requerimento modelo tipo, a utilizar obrigatoriamente pelos candidatos, disponível na secção de expediente da DGRSP ou na respetiva página eletrónica (www.dgsp.mj.pt — Recursos Humanos — Concursos e Procedimentos Concursais), a qual deverá ser entregue até ao termo do prazo:

a) Pessoalmente (das 9h às 13h e das 14h às 17h), nas instalações da DGRSP, na Avenida da Liberdade, 9, 2.º Esq., Lisboa;

b) Por correio registado com aviso de receção, para: Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (Concurso externo de ingresso — Ref.ª 171/TPRS/2018) Avenida da Liberdade, 9, 2.º Esq., 1250 -139 Lisboa.

A apresentação da candidatura deverá ser acompanhada, sob pena de exclusão, da seguinte documentação:

a) Documento comprovativo das habilitações literárias; b) Declaração, caso lhe tenha sido reconhecido, legalmente, algum grau de incapacidade, de quais os meios necessários comunicação/expressão a utilizar; c) Declaração comprovativa da modalidade de constituição de vínculo de emprego público, no caso da sua existência; d) Curriculum vitae, datado e assinado.

 


Subscreva a nossa newsletter e receba no seu email toda as nossas notícias e artigos.


FIQUE A PAR DAS NOSSAS NOTÍCIAS! 

Newsletter ACEGIS

Junte-se a 13.948 outros subscritores

Ao clicar em “Subscrever”, está a aceitar a nossa política de privacidade.
%d bloggers like this: