Mulheres e Raparigas nas TIC: Competências e Educação para o Mundo Digital

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Espanha. Grupo 'La Manada' libertado sob fiança de seis mil euros Esta quinta-feira o Tribunal de Navarra decretou que os cinco homens seriam libertados, na condição de pagarem, cada um, uma caução de seis mil euros. O grupo de cinco homens conhecidos como La Manada (A Manada) foi esta sexta-feira libertado sob caução. O Tribunal de Navarra […]

Mulheres e Raparigas nas TIC: Competências e Educação para o Mundo Digital

26 Abril, 2018
/ / /
Comments Closed

Mulheres e Raparigas nas TIC: Competências e Educação para o Mundo Digital

De acordo com o Eurostat, das cerca de 8.4 milhões de pessoas estavam empregadas na união europeia como especialistas em TIC em 2017, apenas 17,2% são mulheres. Portugal encontra-se abaixo da média europeia com 14,4%.
Atrair mais mulheres para carreiras tecnológicas é um imperativo económico. De acordo com um estudo da Comissão Europeia, “Women active in the ICT sector”, a entrada de mais mulheres no sector digital significaria um aumento anual de 9 mil milhões de euros ao PIB da União Europeia.

Mulheres e Raparigas nas TIC

Numa altura em que a economia digital e o sector das tecnologia estão em franca expansão o número reduzido de mulheres no sector tecnológico tem limitado a existência de profissionais qualificados nesta área, repercutindo-se no crescimento e desenvolvimento do próprio sector..
O sector das tecnologias emprega cerca de 8.4 milhões de pessoas, no entanto, apenas 17,2% são mulheres. Estima-se que com a entrada de mais mulheres no sector digital significaria um aumento anual de 9 mil milhões de euros ao PIB da União Europeia.
O sector das tecnologias seria amplamente beneficiado com a entrada de mais mulheres, impulsionado decisivamente o seu crescimento e criação de riqueza na Europa.
Promover as mulheres no sector tecnológico daria um impulso à economia e permitirá a plena participação na sociedade.
Na União Europeia, apenas 17,2 % dos 8.4 milhões de pessoas que trabalham na área das TIC são mulheres.
De acordo com o Eurostat, cerca de 8.4 milhões de pessoas estavam empregadas na união europeia como especialistas em TIC em 2017.
As mulheres encontram-se particularmente sub-representadas, os números mostram que apenas 1. 4 milhões de pessoas que trabalham no sector das tecnologias são do sexo feminino, o  que corresponde a 17,2 % do mercado laboral das TIC na UE.
Entre os piores resultados estão países encontram-se a Hungria (8,9%) e a República Checa (9,3%). Entre os melhores aparecem a Bulgária (26,5%), Roménia e Lituânia, ambos com 25,7%.
Em Portugal o número de mulheres especialistas que trabalham nas áreas das tecnologias é inferior à média da europeia (14,4%).

Competências e educação para o mundo digital

Estima-se que o sector das tecnologias irá criar 500 000 novos postos de trabalho até 2020. Infelizmente, as mulheres europeias correm o risco de passar ao lado desta oportunidade.
Para contrariar a tendência atual é necessário incentivar as raparigas e as mulheres mais jovens a escolher uma carreira profissional neste sector.
Competências e educação para o mundo digital são os elementos-chave para incentivar a participação das mulheres e raparigas na esfera digital e no desenvolvimento tecnológico.
Como tal, é necessário ultrapassar os estereótipos de género que descrevem as carreiras nas TIC enquanto “domínio” do masculino e que desencorajam que as mulheres de participar plenamente no sector das tecnologias e da inovação.
Apesar do aumento da percentagem de mulheres no conjunto dos diplomados com títulos universitários em todos os domínios na Europa, a participação das mulheres nos sectores digital e das TIC não melhorou muito nos últimos anos.
Em 2016, mais de 1,3 milhões de pessoas que estudavam na área das tecnologias de informação e comunicação na UE.
No entanto, apenas um em cada seis estudantes na área das TIC eram do sexo feminino (16,7%).
As variações são muitos significativas entre os países da UE, oscilando entre países com menos de 10%  Holanda (6,3%), Bélgica (8,1%) e o Luxemburgo (9,6%) -, aos mais de 30% alcançados pela Bulgária (33%), Roménia (31%) e a Grécia e Suíça ambos com 29%. 
Portugal encontra-se abaixo da média europeia com 13,3%. Acresce que, apenas 20,8% dos estudantes de doutoramento em TIC são mulheres.
O Dia Internacional das Jovens Mulheres nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) - «Girls in ICT Day» é uma iniciativa da União Internacional de Telecomunicações (UIT), organismo das Nações Unidas responsável pelas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), com o objectivo de aumentar a consciencialização das jovens mulheres sobre as oportunidades de carreiras nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).
O “Girls in ICT Day” é todos os anos comemorado na 4ª quinta-feira de abril. 
por, Susana Pereira
Fundadora da Associação ACEGIS

Associação ACEGIS - ONGD

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

About Author

About ACEGIS

ACEGIS - Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

Comments are closed.

  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

    11 Julho, 2018
    Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018. A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) […]

    Cerdeira – A primeira Aldeia da Inovação Social

    3 Julho, 2018
    Cerdeira – A primeira Aldeia da Inovação Social Nos dias 4 e 5 de julho, a Aldeia da Cerdeira, na Serra da Lousã, será palco do melhor da inovação social, reunindo, num só espaço, os projetos de inovação social mais relevantes que se realizam em Portugal. Saiba mais, aqui. A Aldeia do Xisto de Cerdeira, situada […]
37 visitantes ligados agora
10 visitantes, 27 bots, 0 membros

Siga a Associação ACEGIS nas Redes Sociais

Informação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária.