Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2017

O Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio, criado pela CASES em 2012, destina-se a homenagear as pessoas singulares e coletivas que, em cada ano, mais se tenham distinguido no setor da Economia Social.
As candidaturas decorrem entre 1 e 30 de junho de 2017.


Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2017
O Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio tem natureza simbólica, constituindo uma forma pública e solene de homenagear as pessoas singulares e coletivas que, em cada ano, mais se tenham distinguido na implementação e difusão de projetos inovadores e sustentáveis, na produção de estudos e trabalhos de investigação, na oferta formativa de nível pós-graduado e na realização de trabalhos de âmbito escolar em domínios relevantes para a Economia Social.
O Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio, destina-se a homenagear as pessoas singulares e coletivas que, em cada ano, mais se tenham distinguido no setor da Economia Social e será atribuído nas seguintes categorias:
a) Inovação e Sustentabilidade: visando premiar organizações da Economia Social que se tenham distinguido pelo desenvolvimento de projetos com abordagens e soluções inovadoras e sustentáveis para uma questão socioeconómica (ou ambiental).
b) Estudos e Investigação: visando premiar pessoas e entidades autoras de estudos e trabalhos de investigação no âmbito da Economia Social, designadamente trabalhos sobre cooperativas, mutualidades, fundações, associações, misericórdias e IPSS ou trabalhos transversais dentro do sector da Economia Social.
c) Formação Pós-Graduada: visando premiar instituições de ensino superior que se tenham distinguido pela qualidade da sua oferta formativa de nível pós-graduado (incluindo especializações, pós-graduações, mestrados e doutoramentos) no âmbito da Economia Social.
d) Trabalhos de Âmbito Escolar: visando premiar trabalhos da comunidade escolar, ao nível do primeiro, segundo e terceiro ciclos do ensino básico, ensino secundário e prossional, que envolvam alunos e professores na vivência e difusão de teorias e práticas de Economia Social.
e) Prémio Especial Personalidade da Economia Social: que pretende homenagear uma personalidade que se tenha distinguido na área da Economia Social ou contribuído significativamente para o seu reconhecimento ou desenvolvimento públicos.

.

A cada uma das quatro categorias de a) a d) corresponde um prémio de 3.000€ e, para as categorias de Inovação e Sustentabilidade e de Trabalhos de Âmbito Escolar, de acordo com o Protocolo celebrado entre a CASES e o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (CNSF), é também atribuído aos/às vencedores/as a frequência de módulos de formação financeira.
Ao Prémio Especial Personalidade da Economia Social não corresponde qualquer valor pecuniário, sendo meramente honorífico.
Destaque-se ainda a parceria com a iniciativa Portugal Inovação Social, com enfoque específico na categoria de Inovação e Sustentabilidade, prevendo-se a divulgação e promoção especial do premiado nesta categoria.

.


As candidaturas decorrem entre 1 e 30 de junho de 2017.
As instruções e os formulários estarão disponíveis no site da CASES.
Consulte aqui o regulamento do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2017
Candidaturas 2017
Para mais informações, clique aqui.