Nenhum país do mundo conseguiu atingir a igualdade de género

“Nenhum país do mundo conseguiu atingir a igualdade de género”

Zeid Al Hussein, alto comissário da ONU para os Direitos Humanos
Uma menina nascida hoje, será uma avó de 80 anos, quando for alcançada a igualdade de género em 2095.

No country in the world has achieved real gender equality. 
A girl born today, will be an 80-years-old grandmother before the global gender gap closed in 2095.

Uma menina nascida hoje, será uma avó de 80 anos, quando for alcançada a igualdade de género em 2095.
Foram feitos muitos progressos, mas ainda subsistem muitas lacunas. As mulheres continuam a estar sobre-representadas nos sectores com salários mais baixos e sub-representadas nos cargos de decisão e nos conselhos de administração.
Todos os dias, milhares de mulheres e raparigas são vítimas de violência de género, incluindo os abusos sexuais, o tráfico, a mutilação genital feminina e o casamento precoce e forçado.
Este ano celebram-se os 20 anos da Declaração e Plataforma de Ação de Pequim e os 15 anos da adoção da Resolução 1325 do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre a mulher, a paz e a segurança, dando prioridade às questões de género na agenda internacional.
Estes aniversários coincidem com o debate sobre a Agenda de Desenvolvimento pós-2015 em que serão definidos os objetivos mundiais para erradicar a pobreza e assegurar o desenvolvimento sustentável a nível mundial. 
Vinte anos volvidos, a igualdade de género ainda é um longo caminho a percorrer. Com a agravante e a sob a aparência de que já muito se fez, mas sendo evidente o muito que ainda falta alcançar.
Nesse sentido, o ano de 2015 constitui uma oportunidade única para pôr a igualdade de género, os direitos humanos e o empowerment das mulheres entre as prioridades da agenda global e obter resultados tangíveis para todas as mulheres. 
E necessário promover e implementar efetivamente o princípio da igualdade de oportunidades e igualdade de tratamento entre homens e mulheres em domínios ligados ao emprego e a atividade profissional.
O direito ao trabalho é condição essencial à efetivação da igualdade de direitos, a independência económica e a realização profissional, pessoal e social das mulheres é essencial na construção de umas sociedades mais justa, igualitária e desenvolvida.  

.

A igualdade de género não é somente uma questão económica e de competitividade dos mercados. A igualdade de género é uma questão de justiça e de modelo de sociedade do século XXI. 

Uma menina nascida hoje, será uma avó de 80 anos, quando for alcançada a igualdade de género em 2095.
Uma menina nascida hoje, ultrapassará a idade da reforma sem ter direito a receber por trabalho igual, salário igual.
por Susana Pereira,