11 Outubro Dia Internacional da Rapariga

Um dia depois da atribuição do Prémio Nobel da Paz a Malala Yousafzai celebra-se o Dia Internacional da Rapariga

 

Este ano a ACEGIS salienta a importância da educação das raparigas, como o investimento mais eficaz e com maior impacto ao nível dos efeitos imediatos e sustentáveis na redução da pobreza e das desigualdades sociais.

A educação das raparigas traduz-se a médio e longo prazo no do desenvolvimento socioeconómico dos países em desenvolvimento e das economias mais frágeis.

 

Campnha Dia Interncionla da Rapariga-2014


“Um aluno, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo. A educação é a única solução. Educação primeiro. Malala Yousafzai

 

A educação é fundamental para o desenvolvimento e o crescimento.

O acesso à educação, que é um direito humano básico, consagrado na Declaração Universal dos Direitos Humanos e na Convenção das Nações Unidas para os Direitos da Criança é também um investimento estratégico no desenvolvimento.

 

 

Toda a pessoa tem direito à educação. A Educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao nível elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. 

Artigo 26, Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948


?

Key informationKEY INFORMATION

75 MILHÕES 

 

75 milhões de meninas não frequentam a escola

31 milhões não têm acesso à Educação Primária

 1 em cada 3  é impedida de entrar no ensino secundário

 

10 MILHÕES

 A cada três segundos, uma menina é obrigada a casar!  

 

Todos os anos, 10 milhões de raparigas são vítima de casamentos precoce e forçados!

Em todo o mundo mais de 700 milhões de mulheres já foram casadas ou tiveram uma união informal quando eram meninas,  mais de 1/3 terço tinham menos de 15 anos quando se casaram

 

EM 2014

De 1,1 mil milhões  de crianças do sexo feminino no mundo, 22 milhões estão casadas.

Em 2014, 1 em cada 4 meninas já se casou ou ainda se casará antes dos 18 anos,

 280 milhões de meninas correm o risco de serem entregues aos maridos, só em 2014

 

 

140 MILHÕES

140 milhões de meninas serão obrigadas a  casar até 2020 

50 milhões terão até 15 anos, um valor que representa quatro vezes o número de miúdas que vão à escola nos EUA e na Europa ocidental

 

 

90%

A principal causa de morte de meninas dos 15 aos 19 anos nos países em desenvolvimento está relacionada com a gravidez e complicações no parto!

90% dos partos de adolescentes no países em desenvolvimento são as meninas que já estão casadas.

 

 

60% 

As meninas ficam mais vulneráveis às infeções genitais e doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV. 

 60% dos jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 25 que vivem com o HIV/SIDA são do sexo feminino.