8 de Março Dia Internacional da Mulher: Crise económica e desigualdades

  • Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

    A ACEGIS reconhece-se enquanto entidade de referência nas áreas estratégicas da cidadania, inclusão, igualdade de género, empreendedorismo e inovação social. Intervimos ativamente pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva!

  • Espanha. Grupo 'La Manada' libertado sob fiança de seis mil euros Esta quinta-feira o Tribunal de Navarra decretou que os cinco homens seriam libertados, na condição de pagarem, cada um, uma caução de seis mil euros. O grupo de cinco homens conhecidos como La Manada (A Manada) foi esta sexta-feira libertado sob caução. O Tribunal de Navarra […]

8 de Março Dia Internacional da Mulher: Crise económica e desigualdades

8 Março, 2013
/ / /
Comments Closed

Susana Pereira - ACEGIS 20158 de Março Dia Internacional da Mulher

Crise económica e desigualdades – Artigo ACEGIS
As disparidades salariais, o equilíbrio entre a vida profissional e privada e a violência de género persistem entre os maiores obstáculos à igualdade de género.
As mulheres continuam a estar sobre-representadas nos sectores com salários mais baixos e sub-representadas nos cargos de decisão e nos conselhos de administração.

Crise económica e desigualdades – Artigo ACEGIS

As disparidades salariais, o equilíbrio entre a vida profissional e privada e a violência de género persistem entre os maiores obstáculos à igualdade de género. As mulheres continuam a estar sobre-representadas nos sectores com salários mais baixos e sub-representadas nos cargos de decisão e nos conselhos de administração.

Os conselhos de administração das empresas são dominados pelos homens: 85% dos membros não-executivos dos conselhos de administração e 91,1% dos membros executivos dos conselhos de administração, enquanto as mulheres representam apenas 15% e 8,9%, respetivamente.

Apenas 1 em cada 7 membros (13,7%) dos conselhos de administração das principais empresas europeias é uma mulher. Na União Europeia há apenas 5 % de mulheres nos processos de decisão das instituições financeiras e que todos os governadores dos bancos centrais dos 27 Estados-Membros são do sexo masculino.

Em 2011, a percentagem de mulheres em conselhos de administração das empresas do PSI 20 era de apenas 6%.

Em Portugal apenas 6% dos membros dos Conselhos de Administração das empresas que em 2011 integravam o PSI 20 eram mulheres, valor não só inferior à média da UE e muito aquém da meta de 40% definida pela Comissão Europeia para 2020.

Paralelamente persistem as discrepâncias salariais homens e mulheres, não obstante o princípio da igualdade de remuneração entre homens e mulheres por trabalho de  valor igual esteja consagrado nos Tratados da União Europeia.

De facto, as mulheres na União Europeia continuam a ganhar, em média, menos 16,2 % do que os homens. Em Portugal essa diferença é ainda mais acentuada, em 1,8 pontos percentuais em relação à média da UE (18%), tendo como as consequentes desigualdades nos respetivos níveis de subsídio de desemprego.

Dados do Eurostat, indicam que em 2010 as mulheres ganhavam em média menos 7987 €/ ano do que os homens, tendo um salário médio de 26 390€.

A precariedade no trabalho é igualmente mais acentuada nas mulheres. O emprego a tempo parcial e a parentalidade são condicionantes que se refletem no trabalho a tempo parcial.

Em 2011 a taxa de trabalho a tempo parcial era de 31,6% no sexo feminino e somente 8,1% no sexo masculino, uma diferença de 23.5 pontos percentuais, sendo que quase um terço (32%) das mulheres europeias com uma criança com menos de seis anos, em 2011,  trabalhou a tempo parcial.

Destacamos no entanto, algumas tendências positivas designadamente como o aumento do número de mulheres no mercado de trabalho e a melhoria do seu nível de educação e formação profissional. Na União Europeia (UE) entre 1998 e 2008, a criação de emprego feminino aumentou de 55,6 %  para  62,8 %.

Um indicador que segue em linha com a taxa de emprego feminino que aumentou em 12,7%, e apenas 3,18% no sexo masculino.  Porém, em 2012 a taxa de desemprego das mulheres (10,7%) manteve-se ligeiramente superior à  homens (10,6%).


A ACEGIS neste dia Internacional da Mulher recorda que há ainda um longo percurso a percorrer em matéria de igualdade de género e direitos das mulheres.

Entendemos que é necessário promover e implementar efetivamente o princípio da igualdade de oportunidades e igualdade de tratamento entre homens e mulheres em domínios ligados ao emprego e a atividade profissional.

O direito ao trabalho é condição essencial na igualdade de direitos, independência económica e na realização profissional, pessoal e social das mulheres. É essencial na construção de umas sociedades mais justa, paritária e desenvolvida.  
por  Susana PereiraFundadora da ACEGIS

Links de interesse:

About Author

About ACEGIS

ACEGIS - Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

Comments are closed.

  • Jogo Educativo – Cidadania 4Kids!

  • UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER CIDADANIA!

    São jogos, quebra-cabeças, puzzles, sudokus e muito mais!

    100% Português. 100% Solidário.

    Ao COMPRAR está a APOIAR a Associação ACEGIS!

  • ECONOMIA SOCIAL EM DESTAQUE | ATUALIDADEInformação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

    Candidaturas Programa Cidadãos Ativ@s

    17 Julho, 2018
    Candidaturas para ONG | Programa Cidadãos Ativ@s O Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024) foi criado na sequência do concurso para a gestão em Portugal do Active Citizens Fund, um fundo destinado a Organizações Não Governamentais (ONG), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu. Estão abertas as candidaturas para Organizações Não Governamentais que desenvolvam proje

    Abertura Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental

    11 Julho, 2018
    Abertura de Candidaturas para Financiamento de Projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental A Direção-Geral da Saúde abriu 6 concursos para financiamento de projetos no âmbito do Programa Nacional para a Saúde Mental para entidades coletivas privadas sem fins lucrativos. Candidaturas até 25 de julho de 2018. A Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) […]
35 visitantes ligados agora
1 visitantes, 34 bots, 0 membros