Estudo sobre o uso da idade, incapacidade, sexo, religião ou crença, origem racial ou étnica e orientação sexual nos serviços financeiros, em especial nos sectores dos seguros e da banca.

As organizações da sociedade civil revelam casos de alegada discriminação com base, por ex., no sexo, na idade e na incapacidade aquando da prestação de serviços financeiros. Afirmam que a discriminação ocorre frequentemente através da restrição do acesso a alguns tipos de seguros e créditos, e reclamam que os prémios e as taxas nem sempre reflectem os riscos.

A Comissão Europeia solicitou, por esse motivo, um estudo destinado a identificar as actuais práticas dos fornecedores de serviços financeiros relativamente ao uso da idade, da incapacidade, do sexo, da origem racial/étnica, da religião/crença e da orientação sexual no fornecimento e na concepção de produtos financeiros, bem como aos actuais e potenciais problemas de discriminação e às medidas existentes para evitar práticas discriminatórias.

 • Relatório principal:

http://ec.europa.eu/social/BlobServlet?docId=5599&langId=en

Relatórios nacionais (Bélgica, Alemanha, Suécia, Reino Unido, Canadá e Nova Zelândia)

http://ec.europa.eu/social/BlobServlet?docId=5600&langId=en

• Anexos:

http://ec.europa.eu/social/BlobServlet?docId=5601&langId=en