A longa via para a igualdade de género: o próximo passo

A longa via para a igualdade de género: o próximo passo

 

Foi apresentada uma nova proposta centrada na redução da desigualdade salarial e na abertura a mais mulheres dos órgãos e me cargos de decisão das empresas. A luta contra a violência doméstica é também uma das principais prioridades da estratégia.

Glass Ceiling Mulheres Liderança 2


A longa via para a igualdade de género: o próximo passo

 

Apesar dos progressos no sentido da igualdade registados nos últimos anos, as mulheres europeias ainda ganham, em média, menos 18% do que os homens,  estão sub-representadas em funções de liderança ou em cargos de decisão, e tendem a ser as principais vítimas da violência doméstica.

A igualdade de género é um direito fundamental e essencial para o crescimento e a competitividade da União Europeia (UE) é necessário promover medidas mais ativas no sentido de reforçar o papel da mulher na economia e no mercado de trabalho.

 

A entrada de mais mulheres no mercado de trabalho ajudará a UE a cumprir o seu objectivo de 75% de emprego até 2020.

“Para pôr de novo o motor do crescimento a funcionar, a Europa tem de fazer melhor uso dos talentos das mulheres, nomeadamente nos lugares de topo”, declarou a Comissária da Justiça, Viviane Reding.

 

A nova estratégia de cinco anos para a igualdade de géneros propõe quotas nos conselhos de gestão e administração em lugares de decisão  e outras medidas destinadas a abrir a mais mulheres as posições de topo das empresas.

O plano visa também o aumento em geral do número de mulheres nas empresas e como trabalhadoras independentes, bem como o lançamento anual do “Dia Europeu da Igualdade Salarial”, destinado a sensibilizar as pessoas para a questão. Todos os anos, a UE convidará empresários, representantes sindicais e outros grupos interessados para um diálogo sobre a igualdade de géneros, a fim de avaliar os progressos efectuados neste domínio.

A UE está também a planear, com um apoio público esmagador, novas  medidas para combater a violência doméstica.

A estratégia abrange igualmente áreas em que os homens estão actualmente em desvantagem, com medidas para reforçar o acesso  à licença parental e reduzir a taxa de abandono escolar dos rapazes.

 


Documentos DownloadDocumentos para Download:

Carta das Mulheres

Mais informações sobre a igualdade entre homens e mulheres na UE

Estratégia Europa 2020

%d bloggers like this: