Mais desemprego na Região Norte

Conjuntura

A conjuntura da Região Norte apresentou “algumas evoluções positivas” no último trimestre de 2009, mas insuficientes para se fazerem sentir no mercado de trabalho. Na mesma altura, a taxa de desemprego atingiu um novo máximo, 11,9%.

No último trimestre de 2009, “o diferencial entre os níveis de desemprego nacional e da região Norte atingiu os 1,8 pontos percentuais e é o mais elevado que há registo”, de acordo com o relatório “Norte Conjuntura”, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN).

No que diz respeito à taxa de emprego, a situação também não é melhor, já que segundo o mesmo documento a média anual desceu 3,2%, sendo que no 4º trimestre de 2009 diminuiu 3,1% face ao mesmo trimestre de 2008, embora tenha registado um crescimento de 0,9% entre o terceiro e o quarto trimestre.

Os sectores que mais contribuíram para estes números foram as indústrias transformadoras (-27 mil), a construção (-17 mil), Alojamento e restauração (-14 mil), administração pública (-9 mil). O crescimento entre trimestres deveu-se ao aumento de postos de trabalho nos serviços de educação (9 mil), saúde (7 mil) e sector primário (6 mil). Quanto ao salário médio na região, o documento aponta para os 720 euros, o que representa uma subida de 4,7% face a período homólogo.

in Jornal de Notícias